sábado, 17 de outubro de 2015
Quem botou o dinheiro na conta do Cunha? Não foi o saci...

São dois personagens tipicamente cariocas. Um ganha a vida honestamente nas ruas do Rio como estátua viva. O outro é acusado de ganhar a vida desonestamente como deputado do Rio. A dúvida que paira sobre Eduardo Cunha ganhou corpo com a divulgação de documentos de contas na Suíça com informações pessoais e até a assinatura igual à dele. A culpa é de quem?


Na folclórica política brasileira, historicamente, de ninguém. Cunha, mais uma vez, negou as acusações. O EXTRA, então, foi atrás de um personagem que, na cultura popular, é sempre o culpado por tudo de errado. O maranhense Erinaldo Lima, de 43 anos, encanta o carioca como o saci. Ele perdeu a perna aos 19 anos num acidente de carro, mas não se entregou. Hoje, é a estátua viva mais popular do Rio e até dá palestras de motivação para amputados.

Erinaldo Cardoso Lima, o Saci Pererê

Erinaldo Cardoso Lima, o Saci Pererê Foto: Marcelo Theobald / Extra

Em um país onde até a crônica política parece folclore, não seria de estranhar que um dos personagens míticos da cultura popular saltasse à realidade. Presente no imaginário infantil desde os livros de Monteiro Lobato, o saci ganhou vida nas ruas do Rio graças à força de um brasileiro, nordestino da cidade de Imperatriz, do Maranhão, que aos 19 anos perdeu sua perna em um acidente na rodovia Transamazônica. Mas jamais se entregou. Um dia, teve um estalo. Era um saci. E se tornou o símbolo da sobrevivência do homem do povo.
Virou estátua. Viva. Erinaldo Cardoso Lima, de 43 anos, faz graça o tempo todo com o personagem. E avisa, na terra de escândalos, que a realidade não pode imitar o folclore. Não adianta culpar o saci.

O Saci Pererê, e os problemas insolúveis do Rio de Janeiro como os assaltos entre a Linha Amarela e Linha Vermelha

O Saci Pererê, e os problemas insolúveis do Rio de Janeiro como os assaltos entre a Linha Amarela e Linha Vermelha Foto: Thiago Freitas / Extra


Vou me candidatar. O saci é o único que não passa a perna no povão — debocha.
Maranhense de nascimento, Erinaldo foi criado com dez irmãos no Pará. Aos 19 anos, estava na caminhonete dirigida por seu pai, militar aposentado, que conduzia os colonos às fazendas. O carro colidiu contra outro veículo.



— Quando acordei, minha perna já tinha sido amputada. O primeiro pensamento de quem passa por uma tragédia é: por que eu? Hoje, nas minhas palestras para amputados, tem gente que se ressente quando eu digo: não adianta se lamentar, isso não traz sua perna de volta. Trabalhar como saci me ajudou a aceitar meu corpo. Hoje vou à praia com minhas filhas, me divirto, naturalmente — discursa o ator, pai de Rhayane, de 12 anos, Rhayla Sofia, de quatro, e Rhaylane, de 3 meses: — Você só descobre o seu potencial quando está ferrado. Se eu não posso vender carros, vou vender adesivos, mas sem trabalhar não fico.
Lição que deveria ser ensinada. Em Brasília.

Nota: Erinaldo Cardoso Lima, o Saci, foi contratado pelo Extra para uma

sessão de fotos. Ele é ator, artista de rua e participa de eventos,

palestras e apresentações em escolas. 


As informações são do Jornal Extra Rio
Mulher se casa com homem que conheceu pela internet e descobre que ele tinha mais de 40 amantes
Professora aposentada e divorciada, Judith Stillwell, buscava um novo amor. E ele veio por meio de um site de paquera.

Nativo do Quênia, Ovi Elias morava em Londres e tinha 62 anos. Judith acreditou ter encontrado sua “alma gêmea”.
Eles marcaram um encontro, a empatia fluiu rapidamente e os dois começaram um relacionamento amoroso. Três anos depois, Judith e Ovi estavam casados, morando na casa dela em Ashington (Inglaterra).
E aí começou o pesadelo da inglesa de 61 anos. Judith descobriu que Ovi na verdade se chama Steve, tem 47 anos e 46 amantes em várias partes do mundo – incluindo a distante Austrália.

mulher
40 AMANTES Eles marcaram um encontro, a empatia fluiu rapidamente e os dois começaram um relacionamento amoroso
Judith caiu em um golpe. Apaixonada, deu ao marido o equivalente a R$ 150 mil para que ele “fizesse urgentes viagens de negócios” ao exterior.
“Enquanto eu acreditava que ele estava voando para Dubai para fazer negócios, ele na verdade estava voando a várias partes do mundo para encontrar mulheres que financiassem o seu estilo de vida, como eu”, contou a vítima, de acordo com reportagem do “Daily Mail”.
“Achei que tínhamos um relacionamento verdadeiro e que era minha alma gêmea. Mas o fato é que Ovi, ou Steve, parece ter uma boa vida usando mulheres como eu”, lamentou a inglesa.
Judith começou a desconfiar quando viu um bilhete para a Austrália quando o marido tinha supostamente ido para Dubai. Três semanas depois, ela recebeu uma mensagem de uma mulher que mora no país da Oceania.
“Ela disse que Steve havia se descuidado do notebook e ela tinha encontrado uma lista com 47 mulheres, incluindo nós duas, espalhadas pelo mundo. Ela até entrou em contato com algumas delas, uma nos EUA, outra na Tasmânia e mais uma nas Filipinas”, desabafou Judith.
A inglesa procurou a polícia, mas foi informada que Steve não violou qualquer lei.
Fonte: O Globo
Pátio Norte Shopping recebe as ações do Outubro Rosa

Como parte da programação do Outubro Rosa, promovida pela Fundação Antonio Jorge Dino, neste domingo (18) o Pátio Norte Shopping estará recebendo parte das ações da campanha que envolvem atendimento gratuito voltado para a prevenção do câncer de mama, com médicos mastologistas, enfermeiros, nutricionistas e assistentes sociais. 

Resultado de imagem para PATIO NORTE

Os atendimentos acontecem na sala 191 (em frente a Extrafarma), das 12h às 18h.

Matéria enviada pela Assessoria de Imprensa do shopping Pátio Norte 


46 detentos ainda não retornaram de saída temporária do Dia das Crianças

De inicio, 337 presos tinham recebidos o benefício, porém, apenas 321 saíram de fato

Dos 321 presos beneficiados com a saída temporária do Dia das Crianças, 46 ainda não retornaram para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, como afirma a Secretária de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap).
Resultado de imagem para pedrinhas
Dos 321 presos beneficiados com a saída temporária do Dia das Crianças
De inicio, 337 presos tinham recebidos o benefício, porém, apenas 321 saíram de fato. Os dezesseis não puderam sair devido às novas ordens de prisões judiciais, afirmou a Sejap.
O prazo para retorno era de até às 18h da última quinta-feira, conforme portaria 026/2015, assinada pela juíza da 1ª Vara de Execuções Penais (VEP) Ana Maria Almeida Vieira.
Rodrigo Santos/O Imparcial

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:

(98) 9 8767-7101

E-mail:

agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com



Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB