domingo, 4 de outubro de 2015
Quatro vereadores luminenses pedem redução dos seus próprios salários
Além dos salários do legislativo, os vereadores também solicitaram a redução do salário do prefeito, do vice e dos cargos de 1 e 2º escalão
Quatro dos 15 vereadores de Paço do Lumiar protocolaram no Legislativo, indicação para redução de 20% nos salários de todos os vereadores, do prefeito, vice-prefeito e cargos de 1º e 2º escalão do Executivo municipal.
O pedido foi apresentado pelos vereadores Marcelo Portela, André Costa, Vanusa Neves e Marinho do Paço. A indicação é baseada na atual situação econômica do país e do município e a redução dos salários, conforme os parlamentares seria uma importante medida nesse momento de crise.
Redução
De acordo com Marcelo Portela, os salários dos vereadores luminenses já sofreram uma redução desde 2013, o que gerou mais de um milhão e meio de economia aos cofres públicos.
GESTO NOBRE Os vereadores Marcelo Portela, André Costa, Vanusa Neves e Marinho do Paço pediram redução dos seus próprios salários 
“Com o valor economizado com a folha de pagamento dos vereadores, o município pode investir em melhorias para diversas comunidades”, disse Marcelo.
O vereador frisou a questão da infraestrutura do município, destacando principalmente as comunidades que sofrem com alagamentos durante o período chuvoso. Marcelo citou também, o Parque Copacabana e disse que com essa redução, a prefeitura pode finalmente atender a sua solicitação para a instalação de um sistema de abastecimento de água. “Desde 2013 solicito ao executivo municipal, que seja feito a instalação de um Sistema de Abastecimento de Águas no Parque Copacabana e, nunca fui atendido, quem sabe agora com a redução, o meu pedido não seja atendido e possamos ter mais recursos disponíveis pra investir em melhorias nas nossas comunidades, trazendo qualidade de vida aos luminenses”, afirmou Portela.
Como acontece a redução
Com a indicação feita à Mesa Diretora da Câmara, o presidente do Legislativo deve responder a sugestão dizendo se cria ou não um projeto de lei para ser votado em sessão, que se aprovado, será encaminhado para o prefeito. A Mesa tem um prazo pra oficializar essa decisão. Haverá uma análise jurídica, política e posteriormente será enviado aos vereadores que subscreveram a indicação.
Matéria enviada pela Assessoria de Imprensa do Vereador Marcelo Portela 

Polícia Civil cumpre mandados de prisão contra prefeito de Paulo Ramos

As suspeitas de envolvimento do prefeito Tancledo Lima Araújo com os casos de agiotagem vêm sendo investigadas desde 2012, após a morte do jornalista Décio Sá

Sandra Viana 
Em mais uma etapa das investigações de agiotagem no estado, integrando a operação denominada Bocage, a Polícia Civil cumpriu quatro mandados de busca e apreensão, desta vez, contra Tancledo Lima Araújo, prefeito de Paulo Ramos. Equipes da Comissão de Investigação de Agiotagem da Superintendência Especial de Investigação Criminal (Seic) estiveram na sede da prefeitura e em residências do chefe do Executivo localizadas no município e em Teresina, no Piauí. Foram apreendidos computadores, vários documentos, equipamentos eletrônicos e agendas pertencentes ao prefeito. “Esse material será analisado para averiguarmos qual a participação do suspeito. Com essas apreensões, acredito que teremos um farto suporte para apontarmos o grau de envolvimento no crime”, disse o presidente da Comissão de Investigação de Agiotagem da Seic, delegado Roberto Wagner Fortes.
Os mandados de busca foram cumpridos em dois apartamentos localizados em endereços diferentes na cidade de Teresina, que são de propriedade do prefeito; além da sede da Prefeitura de Paulo Ramos e uma residência dele no mesmo município. Em um dos apartamentos de Teresina, a polícia apreendeu agendas, documentos, celular, pen drives e um notebook. No outro, foram encontrados dois estrangeiros que alugavam o espaço, sendo um deles com situação irregular no país. “Por não haver ligação destas pessoas com a investigação, nada foi apreendido e o caso de irregularidade de permanência de um dos inquilinos encaminhamos ao órgão local competente”, explica o delegado Fortes.
Resultado de imagem para PREFEITO DE PAULO RAMOS Tancledo Lima Araújo,
As suspeitas de envolvimento do prefeito Tancledo Lima Araújo com os casos de agiotagem vêm sendo investigadas desde 2012, quando foi deflagrada a Operação Detonando. À época, a polícia apreendeu vários cheques da Prefeitura de Paulo Ramos com os empresários José Alencar Miranda e Gláucio Alencar, pai e filho, acusados de mandantes da morte do jornalista Décio Sá
As suspeitas de envolvimento do prefeito Tancledo Lima Araújo com os casos de agiotagem vêm sendo investigadas desde 2012, quando foi deflagrada a Operação Detonando. À época, a polícia apreendeu vários cheques da Prefeitura de Paulo Ramos com os empresários José Alencar Miranda e Gláucio Alencar, pai e filho, acusados de mandantes da morte do jornalista Décio Sá. Na ocasião, foi apreendida uma série de anotações indicando altos valores, fornecimento de merenda escolar, medicamento e aluguel de máquinas pesadas, todos referentes ao município de Paulo Ramos e em nome do prefeito Tancledo. A operação da última quinta-feira foi denominada Bocage em referência ao poeta português satírico que acusava os médicos de matarem seus pacientes com as indicações de medicamentos dadas nas receitas. Isso por ser médico o prefeito suspeito de envolvimento com crimes de agiotagem. “Mais operações serão realizadas. A polícia tem uma vasta lista de pessoas a serem investigadas. As investigações seguem com êxito”, ressalta Roberto Fortes.
Operações
Decorrente das operações contra o crime de agiotagem, já foram presos vários prefeitos, entre eles, o de Bacabal, Raimundo Lisboa, e mais quatro pessoas ligadas à Prefeitura de Bacabal tiveram a prisão decretada: Manoel Moura Macedo, Francisco de Jesus Silva Soares, Maria do Carmo Xavier, Ezequiel Farias e Aldo Araújo Brito (ex-presidente da comissão de licitação).
Também detidos os prefeitos Edvan Costa (Marajá do Sena), Richard Nixon (Bacuri); ex-prefeito de Marajá do Sena, Perachi Roberto Farias; ex-prefeito de Zé Doca, Raimundo Nonato Sampaio; o contador José Epitácio Muniz; e o empresário Josival Cavalcante da Silva, conhecido como Pacovan. Ainda a ex-prefeita de Dom Pedro, Arlene Barros, e o filho, Eduardo Barros, apontado como líder de grupo de agiotagem. Entre os crimes que podem ser atribuídos aos suspeitos, estão agiotagem, peculato, formação de quadrilhas, uso de documento falso, desvio de verbas e recursos públicos.
As investigações dos crimes de agiotagem no Maranhão pela comissão de delegados da Seic, iniciaram em 2012, motivadas pelo assassinato do jornalista Décio Sá. Ele teria sido morto por fazer postagens em seu blog denunciando um grupo de empresários. Foram presos como mandantes da morte do jornalista José Miranda e Glaúcio Alencar, pai e filho, que também foram acusados de comandar os esquemas de agiotagem.
A investigação foi apelidada de Detonando, em referência ao jornalista que era chamado de ‘detonador’, pelas postagens denunciativas em sua página. Quatro operações já foram deflagradas resultado da Detonando: Morta Viva, Imperador, El Beirute, Maharaja e Bocage. Mais de 50 pessoas foram investigadas, incluindo prefeitos, ex-prefeitos e empresários. Em volume de recursos, segundo as investigações parciais, podem ter sido movimentadas somas acima de centenas de milhões nos mais de 40 municípios investigados até o momento.

Deputado Zé Inácio propõe mais segurança em Agências dos Correios

“O objetivo da audiência pública é tirar encaminhamentos no sentido de chamar a atenção das autoridades para que se tenham medidas concretas no sentido de diminuir os assaltos nas Agências dos Correios principalmente no interior do Estado”.
Ressaltou o deputado Zé Inácio (PT) durante a Audiência Pública realizada na última quinta-feira (01) para tratar sobre segurança no trabalho, ampliação e infraestrutura das agências, aumento do quadro de funcionários, entre outros assuntos.
O evento aconteceu no auditório Fernando Falcão e contou com a participação do deputado Cabo Campos que presidiu a mesa.
aa206c43a8c0968583917a61433cf222
Em todo o Maranhão existem cerca de 217 Agências dos Correios e aproximadamente 2.036 funcionários. A maior preocupação é com o número de atendentes, são apenas 676 e as portas que em sua maioria não são giratórias e não têm travas de segurança
O deputado Zé Inácio (PT), destacou a importância da presença do deputado Cabo Campos durante a audiência pelo fato do mesmo ser presidente da Comissão de Segurança Pública, pauta da reunião. “Pela bagagem que o deputado Cabo Campos tem, e também pelo fato de ser o presidente da Comissão de Segurança Pública, a presença do parlamentar é fundamental aqui nesta audiência. Creio que ele tem muito a acrescentar aqui conosco”, disse Zé Inácio.
Em todo o Maranhão existem cerca de 217 Agências dos Correios e aproximadamente 2.036 funcionários. A maior preocupação é com o número de atendentes, são apenas 676 e as portas que em sua maioria não são giratórias e não têm travas de segurança.
Durante a audiência o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Correios da Região dos Cocais Jubimar Araújo, denunciou o destrato com a categoria. “São inúmeros assaltos e violência contra os funcionários e isso prejudica psicologicamente esses trabalhadores”, declarou.
Encaminhamentos – Como encaminhamentos da audiência pública, Zé Inácio propôs reunião com membros do Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, Ministério do Trabalho e direção dos Correios, concurso público, além de criação de uma Comissão para tratar desta pauta.
Matéria enviada pela Assessoria de Imprensa do Deputado
Lubrificante feito à base de maconha promete superorgasmos de até 15 minutos

Chapar a xana, essa é a proposta do Foria, um milagroso lubrificante feito para mulheres que promete um resultado bastante satisfatório para “usuárias”.

article-2655286-1EAB739700000578-216_634x338
Algumas das mulheres que usaram o produto contam que a ação do lubrificante é imediata e gera calor e excitação 
O lubrificante, feito de uma mistura de óleo de coco e Cannabis, é 100% natural e vegano, além de ser comestível. Cada jato do spray contém dois miligramas de THC – o agente psicoativo da maconha.

Algumas das mulheres que usaram o produto contam que a ação do lubrificante é imediata e gera calor e excitação – e um superorgasmo de impressionantes 15 minutos!

foria
“O produto funciona especificamente para as mulheres porque elas possuem uma membrana muito sensível e absorvente em toda a estrutura vaginal, da vulva, aos lábios e clitóris interior e exterior”
Outras mulheres  alegam que os efeitos podem demorar até uma hora para agir. Mas é algo concreto, que dá certo, segundo informações do fabricante em seu site.

“O produto funciona especificamente para as mulheres porque elas possuem uma membrana muito sensível e absorvente em toda a estrutura vaginal, da vulva, aos lábios e clitóris interior e exterior”.

Infelizmente o Foria só está disponível para residentes da Califórnia que possuam recomendação médica para consumo de cannabis medicinal. Uma garrafa pequena do óleo custa R$ 196.

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB