quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Sociedade Maranhense dos Direitos Humanos-SMDH emitiu  nota pública sobre a morte do jovem Fagner Barros dos Santos


O jovem Fagner Barros dos Santos assassinado pela Policia Militar do Maranhão em ação truculenta da Corporação; familiares, amigos e sociedade temem impunidade 



Em nota publicada nesta quarta-feira (19), a Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH), manifestou se sobre a morte de Fagner Barros dos Santos, 19 anos, morto a tiro durante uma operação de despejo na Vila Luizão. Além de solidarizar se com os familiares e amigos da vitima, a SMDH, pontua de forma clara e contundente os motivos da tragédia anunciada e faz duras criticas a atual politica de segurança do governo do estado do Maranhão.   

Por ocasião do sétimo dia da morte de Fagner Barros dos Santos, 19 anos, morto a tiro durante uma operação de despejo na Vila Luizão, a SMDH, solidária com a dor de parentes e amigos, ao mesmo tempo que atenta às circunstâncias onde a violência se faz presente, vem a público se manifestar nos seguintes termos:

1 - O despejo da Vila Luizão reflete o quadro de ausência de políticas públicas de acesso ao direito à moradia, na região metropolitana de São Luís, permeada de conflitos pela posse da terra urbana e rural;

2 - A morte de Fagner Barros dos Santos também está inscrita no cenário do despreparo das polícias para tratar questões sociais que deveriam antes ser resolvidas pelo Poder Público, e tratadas com mais sensibilidade pelo Poder Judiciário;

3 - Alertamos para o fato de que a recomendação da Ouvidoria Agrária Nacional está sendo descumprida pelos sucessivos governos, relegada ao simples agendamento dos despejo e planejamento a cabo da PM, em detrimento das intervenções dos órgãos e secretarias, dos programas de moradia e da regularização fundiária, dos espaços de diálogos e negociações que previnam a necessidade das soluções de força;

4 - Relembramos que o Maranhão ainda carece de alguns mecanismos importantes para coibir a violência dos despejos forçados, tais como a Ouvidoria Agrária Estadual e as Várias Agrárias, de antigas promessas e tardias lembranças;

5 - Reafirmamos a necessidade das intervenções dos Poderes Públicos Estadual e Municipal, no caso da Vila Luizão, para fazer cumprir não só a função social da propriedade, mas também os instrumentos da lei urbanística para fazer a justiça do direito à moradia aos vitimados pela violência;
6 - Esperamos que a morte de mais um jovem negro da periferia seja motivo de mudanças profundas nas tratativas dos despejos forçados, reorientando procedimentos e criando mais espaços para a garantia do direito à terra urbana e rural;

7 - Exigimos a rigorosa apuração do homicídio decorrente de intervenção policial, com a consequente responsabilização dos policiais envolvidos e do comando da operação, bem como dos responsáveis pelo planejamento da ação no âmbito do comando da PM e da Secretaria de Segurança Pública;

8 - Registramos ainda que Fagner Barros dos Santos foi a 92a vítima da letalidade policial no ano de 2015, em que já se atingiu a cifra recorde de 95 mortes decorrentes de intervenção policial, além do aumento das denúncias de torturas praticadas por agentes do Estado e da violenta repressão policial a manifestações populares, a exemplo das passeatas estudantis e da mobilização dos moradores da Vila Nestor (onde um bebê foi ferido);

9 - Por fim, lembramos que a SMDH, desde o início do governo Flávio Dino, por meio da denúncia da MP 185 e sua “licença para matar”, tem chamado atenção para o problema do aumento da violência e da letalidade policial, cobrando imediatas providências do governo estadual no sentido de prevenir tais práticas, monitorá-las com transparência e responsabilizar seus autores.

São Luís, 19 de agosto de 2015.
POESIA SEMPRE!

Leia na íntegra o poema ‘Confissão de amor a Christy Mack’ da obra inédita ‘Poemas em rascunho para fêmeas em aurora’ de autoria do poeta e escritor maranhense Fernando Atallaia

Confissão de amor a Christy Mack

Há tantos silêncios encaixotados sob as mesas
Sob mãos presas ao hoje ontem e sempre
Silêncios esmaecidos que querem gritar no munch das estradas
Ao léu ao vento como num brinde à falha palavra

Há quem diga que um silêncio entre/salas são baionetas enclausuradas
Para claves submarinas
Há quem sinta que um til sobre os falsos acentos agudos guardam mais significados que As muitas falácias
Há quem morra anoitecido pelos dias que não saltam
Há quem na noite vira arbusto a esconder-se da aurora

Resultado de imagem para Christy Mack
A atriz pornô Christy Mack: homenageada pelo poeta da Balneária em poema 
 Há tantos silêncios sob os tímidos vestidos tímidos das donzelas
Assim como há no prelo versos incontidos sem a justa homenagem
O certo é que nas pedras da Deodoro há gemidos petrificados às almas que evaporam
Uma sombra no porvir/catástrofe anunciada sem a úmida realidade de outrora
Quando ela nasce gotejando dos calcanhares aos lábios possantes
Fala da carne entre os ossos
Fala da arte de por em chamas a última prisão

Resultado de imagem para Christy Mack
 ''Há tantos silêncios como hão de haver seus gomos de solidão repartidos entre os amantes''

Há tantos silêncios como hão de haver seus gomos de solidão repartidos entre os Amantes
Ela retumbante – asa sobre olhos que a batem em pífia semântica
Deusa feita de chão abóboda e lamúria
Toca a sintaxe a escorregar  do inferno à vulva espúria
Pedaço de mundo que verteu em anáguas rastejantes

Mas é nesta parte das águas que a sede torra sua inexatidão
Fadada forjada nas iguais mãos que pegam sua dor sem tocá-la fundo
Espécie de açúcar que amarga o torpor da rejeição em pedras
Não é de todo que se embala o tenro de uma anca se não for ela por si mesma Ensolarada
Resultado de imagem para Christy Mack
''Quando ela nasce gotejando dos calcanhares aos lábios possantes
Fala da carne entre os ossos
Fala da arte de por em chamas a última prisão''
Aqui de onde disparam seus olhares de vulcões
De onde nascem os mais lindos e inexplorados paraísos
Aqui entre as cruas cavidades e todos os  sentidos
Da nuca ao espírito de vendavais ainda solitários
Ainda(...)
Aqui


Fernando Atallaia, São José de Ribamar, Janeiro de 2015


Flávio Dino lança Linha Expressa sob os holofotes da politicalha 

A partir desta quarta-feira (19), os passageiros de transporte coletivo de São Luís e São José de Ribamar têm uma ''nova'' alternativa para se deslocar entre as duas maiores cidades da Região Metropolitana. Os passageiros terão a Linha Expressa Metropolitana, composta por uma ''nova'' frota de ônibus semiurbanos. A passagem custa R$ 2,80. Ou seja, a mesma exorbitância de sempre.
Flávio Dino lança Linha Expressa que ligará as duas maiores cidades da Região Metropolitana
APROVEITANDO O TRÁFEGO Flávio não perde uma: governador aproveita todas para mostrar-se cada dia mais e mais midiático; esforço politiqueiro é visível 
A ''nova'' frota de ônibus foi apresentada pela equipe do Governo do Estado na manhã desta quarta (19) e integra o conjunto de intervenções do Executivo Estadual que vem sendo coordenado pela Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB). Flávio aproveitou a oportunidade para por a falácia em trânsito. 
“O nosso Governo tem ação focada na melhoria dos serviços públicos para aqueles que efetivamente precisam dele: os usuários de transporte público. Com a linha especial de ônibus, estamos garantindo mais comodidade e preços acessíveis por um serviço de qualidade para os milhares de maranhenses que utilizam diariamente nesse percurso” disse o governador durante a solenidade de entrega dos ônibus, que contou com a presença de deputados, vereadores e representantes das prefeituras de São Luís e São José de Ribamar.

Operações na EFC retomadas após veículos serem incendiados durante protesto
Operações de carga e passageiros da Estrada de Ferro Carajás (EFC) foram retomadas na tarde de hoje (19), após invasão de moradores da cidade de Tufilândia no quilômetro 240. Manifestantes bloquearam a ferrovia na noite de ontem (18) sob o pretexto de reivindicar empregos. A Vale informa que foi deferida liminar de reintegração de posse e os invasores serão intimados da decisão por um Oficial de Justiça. 

Os invasores atearam fogo no trecho da ferrovia, em um ônibus de empresa terceirizada e um carro da Vale, este último foi arrastado para cima da linha do trem e incendiado. Os empregados e terceirizados da Vale foram vítimas de apedrejamento pelos invasores, e um canteiro de obras que fica ao lado do local interditado também foi incendiado pelos vândalos. 

A valorização e a contratação de mão de obra local é um compromisso em todas as suas operações, segundo a Vale
A Vale ingressou com ação de reintegração de posse do trecho ocupado, e está adotando as medidas criminais cabíveis para apuração dos autores da destruição de patrimônio público e privado, perigo de desastre ferroviário, inclusive daqueles que incitaram o vandalismo e a sabotagem dos trilhos. 

O ato de impedir ou perturbar serviço da operação ferroviária, destruindo e danificando bens, colocando obstáculos na linha e praticando ato que possa resultar em desastre ferroviário, é crime previsto no Código Penal Brasileiro e afronta o Estado Democrático de Direito baseado no respeito as leis. 

A valorização e a contratação de mão de obra local é um compromisso em todas as suas operações, segundo a Vale. Entre dezembro de 2014 e fevereiro de 2015 a Vale capacitou 345 profissionais de 8 cidades maranhenses, entre elas Tufilândia, município que teve a participação de 50 profissionais formados em turmas como carpinteiro, armador, pedreiro, oficial de via permanente, operador basculante e soldador. Neste ano, só de Tufilândia foram contratados 110 profissionais para trabalhar em empresas que atuam na expansão da ferrovia.


Sargento e filho são presos por tráfico de drogas; outro filho também é suspeito

Não bastassem as notícias diárias sobre homicídios e latrocínios que estão atormentando todos os municípios do Maranhão, o início da tarde desta quarta-feira, dia 19, foi marcado por outro fato preocupante: o envolvimento de policiais com a criminalidade.

O sargento da Polícia Militar, Kennedy de Oliveira Falcão, foi preso por tráfico de drogas na unidade 101 da Cidade Operária, em São Luís.

drogas
O sargento da Polícia Militar, Kennedy de Oliveira Falcão, foi preso por tráfico de drogas na unidade 101 da Cidade Operária, em São Luís
O filho dele, Kenny Roger Vasconcelos Falcão, conhecido como “Keninho”, também foi preso por tráfico de drogas.

E para piorar, o segundo filho do sargento, que não teve a identidade revelada, também foi conduzido à Delegacia da Cidade Operária (Decop) para ser verificado se ele tem participação em práticas criminosas.
Segundo o delegado Kairo Kley Mesquita, titular da Decop, a polícia já tinha informações, por meio do Disque-Denúncia, de que o filho do Sargento Kennedy traficava drogas na região. Mas, o PM acabou sendo encontrado com drogas e, por isso, teve que ser levado preso junto com o filho.
As informações são do Gazeta da Ilha

Requerimento para Luciano Genésio dizer o que faz um Superintendente é reprovado pela Câmara

Vereadores optaram pelo não esclarecimento à população, acobertando mamata de Luciano 

A Câmara Municipal de Pinheiro rejeitou na manhã dessa terça-feira (18) requerimento de Nº 002/2015 de autoria do vereador Elizeu de Tantan (PSB) que convida Luciano Genésio a dizer na Tribuna da Casa o que faz um Superintendente de Articulação Regional.  

O requerimento foi colocado em votação na sessão ordinária e recebeu voto contrário dos vereadores, Nézio (PDT), Concita (DEM), Oziel Menezes (PSD), Sinval (PMDB), Guto (PV) e Albinhinho (PSB).  Apenas os vereadores, Selma (PSL), Lucas (PDT) e Elizeu (PSB), autor do requerimento, votaram pela aprovação.
Resultado de imagem para luciano genesio
O mauricinho Luciano Genésio: apoio da Câmara de Vereadores de Pinheiro para não prestar esclarecimentos sobre Superintendência 
De acordo com o requerimento apresentado pelo vereador, a Câmara enviaria convite ao “Ilustríssimo” Superintendente Regional da Baixada, João Luciano Silva Soares para tomar parte de uma sessão ordinária com objetivo de expor as ações aplicáveis por parte da Superintendência na Baixada em especial na cidade de Pinheiro.

E agora? Como saber o que faz um Superintendente Regional da Baixada?  

As informações são do Blog do Vandoval
Revisão e edição da Agência Baluarte 
Igreja católica é assaltada pela segunda vez em quinze dias
A igreja de  Sant’ Ana localizada no bairro do Angelim, foi arrombada, destruída e invadida por assaltantes na madrugada desta quarta-feira (19).


A igreja de  Sant’ Ana localizada no bairro do Angelim
Os suspeitos levaram toda a renda do cofre da igreja, vários equipamentos e materiais de escritórios.  


42c9c133b153619f1667574d61de33ff
Os suspeitos levaram toda a renda do cofre da igreja
Essa é a segunda vez em quinze dias que a instituição religiosa é assaltada, terceira vez só neste semestre. 
0706e5fd6afeec82fdd152e0d56d9ae8
Essa é a segunda vez em quinze dias que a instituição religiosa é assaltada
Ainda não se sabe a localização dos suspeitos.

As informações são do iDifusora

Ex-jogador do Corinthians é preso ao tentar roubar caixa eletrônico

Foi preso em flagrante no ultimo final de semana, em Bauru, interior de São Paulo, Piá, de 41 anos, ex-jogador do Corinthians e Santos.

Ele tentava roubar um caixa eletrônico de um banco na companhia de outro homem. Piá estava com um “chupa cabra” para tentar pegar os envelopes depositados no terminal. As informações são do site JCNET, de Bauru.

Está não foi a primeira vez que o ex-jogador foi preso, Piá já foi detido pelo mesmo crime, e antes já acumulava passagens por porte de drogas e armas, além de falta de pagamento de pensão.

piá-exjogador
O ex-atleta estava em liberdade provisória, depois de ser detido em abril na cidade de Americana
O ex-atleta estava em liberdade provisória, depois de ser detido em abril na cidade de Americana. Em janeiro, ele já havia cumprido 21 dias de detenção após ser indiciado por tentativa de furto qualificado a um caixa eletrônico de Campinas.

Piá, que se chama Reginaldo Revelino Jandoso, já havia roubado um caixa eletrônico antes de ser detido. Por volta das 21h, a polícia foi informada que o alarme de uma agência bancária no bairro Bela Vista estava disparado. Lá, encontraram indícios do uso de instrumentos para “pescar” envelopes de depósitos.
Minutos depois, soou o alarme de outro banco, na Vila Falcão, onde o ex-jogador e seu comparsa, Humberto de Oliveira Leite, foram presos.

Três homicídios nas últimas horas na grande Ilha

Três homicídios foram registrados nas últimas horas na Região Metropolitana de São Luís. Dois, no bairro Jardim Tropical, em São José de Ribamar.
No fim da tarde dessa segunda-feira (17), por volta das 17h30, André Gustavo dos Santos Pereira, de 19 anos, foi assassinado a tiros. Ele ajudava um homem a empurrar a motocicleta, que apresentou um defeito, quando foi baleado por um bando que passou em um veículo.
Resultado de imagem para JEFERSON PORTELA
Inábil, ignóbio ou inepto? O secretário de Segurança Pública do Estado, Jeferson Portela: ele já conseguiu bater seus antecessores sarneysistas em incompetência
Já por volta das 19h30, ainda no Jardim Tropical, Felipe de Sousa Alves, de 18 anos, conhecido como “Duque” foi morto a tiros por criminosos que estavam em um carro.
No bairro da Alemanha, foi encontrado o corpo de Wellington Araújo do Nascimento, de 38 anos, dentro de um mangue, por volta das 22h. O caso está sendo investigado, mas as informações iniciais dão conta de que ele foi vítima de um homicídio.
As informações são do portal GI

Imigrante mexicano tenta entrar nos Estados Unidos disfarçado de banco de van

Com a imigração no centro das discussões das primárias do Partido Republicano, o Serviço de imigração e Naturalização dos EUA divulgou uma foto antiga que mostra um imigrante ilegal que se escondeu no interior do assento de uma van na tentativa de entrar no país.
van
O disfarce foi descoberto por agentes de imigração na entrada de San Ysidro, na divisa entre San Diego (EUA e Tijuana (México)
O mexicano Enrique Aguilar Canchola, então com 42 anos, foi flagrado em 7 de junho de 2001 escondido no assento do veículo. O disfarce foi descoberto por agentes de imigração na entrada de San Ysidro, na divisa entre San Diego (EUA e Tijuana (México).

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB