domingo, 28 de junho de 2015
Poesia Sempre!           
Leia na íntegra o poema ‘A caverna de Alicia Rhodes’ da obra inédita Bordéis, Puteiros e Lojas de Conveniência de autoria do poeta e escritor maranhense Fernando Atallaia

A caverna de Alicia Rhodes

Bateu três vezes. Martelando da última a primeira como se buscasse o sondar Do toc toc entre as tigelas
Uma porta entreaberta aos fundos- as coxas ásperas se fechando
Dança louca sobre a mesa. Uma apenas louca bailando sob o vento   
A sua abissal boca de hortelãs machucados por segundos

Bateu mais forte no despertar das ancas para o leite
A derramar
Uma luz inútil a bolinar nas penumbras o desvão
O que é perseguir a beleza entre os automóveis?
Faz um burburinho de praça no agora deste futuro
O que é desejar a morte quando a ela cabe o rastejar até seus pés?

Resultado de imagem para ALICIA RHODES GOSTOSA
A atriz Alicia Rhodes foi invadida pela poética atallaiana em poema que a homenageia 
Não era o dia. Não era a hora e nem tampouco o ardil das mãos que ardiam
Uma página inteira entre os seios reescreviam a história

Olhou para trás. Um mundo cego desejando ser lançado no não Sucumbir
Demente, insano, clemente. Uma voz na parede ousando sua pobre Comunhão- se ainda havia (...)
Era a sombra que espargia no vermelho do vinho ao tinto dos carmesins indeformados 
Suas muitas reentrâncias a espreitar uma linguagem além
Caverna entre tantas. Um olhar aberto para o gozo final

Sim . Beije-me o baço, 
O falo, 
O peito até o sangrar desse mundo-cão
Até 

Sangrar
Desse 
Mundo-cão.  



Fernando Atallaia, São José de Ribamar, Maio de 2015



Expressamente proibido para menores de 18 amores

Em audiência, deputado defende ‘bolsa ex-gay’. Proposta do pastor Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ) teria como objetivo incentivar a ‘cura’ da homossexualidade

Durante audiência pública Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara para ouvir depoimento de pessoas que se classificam como ex-gays, o pastor e deputado Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ) defendeu a concessão de um benefício mensal às pessoas que “deixaram a homossexualidade”.
O deputado disse que iria apresentar um projeto de lei sugerindo a concessão do benefício que, na visão dele, seria nos moldes do Bolsa Família. Para ele, a assistência visa ajudar no auxílio psicológico das pessoas que “deixaram a homossexualidade''.
ex-gay bolsa cura Sóstenes Cavalcante
O deputado-pastor Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ) (Imagem: Allan Marques, Folhapress)
Os parlamentares integrantes da bancada evangélica também criticaram a Resolução 1/99 do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que proíbe os psicólogos de colaborar com serviços voltados ao tratamento e à cura da homossexualidade.
A Câmara arquivou em julho de 2013 o projeto sobre tratamento da homossexualidade (Projeto de Decreto Legislativo 234/11), de autoria do deputado João Campos (PSDB-GO). “Sustentei que o CFP diminuía o profissional de Psicologia com a norma. Não cabe ao conselho limitar o livre exercício da profissão”, afirmou Campos. Ele defendeu as instituições religiosas por acolher pessoas que deixaram de ser gays, por estarem “de portas abertas” enquanto instituições técnicas.
Para o autor do requerimento de realização da audiência pública, deputado Marco Feliciano (PSC-SP), muitas pessoas que se declaram ex-homossexuais não teriam sido bem atendidas por psicólogos, pelo receio desses profissionais de ter o registro profissional cassado pelo CFP. “Por que o Estado ampara cirurgia de troca de sexo e não ampara quem quer deixar de ser [homossexual]?”, disse o deputado Marcos Rogério (PDT-RO).

Divergência

Durante as audiências, os chamados “ex-gays” ouvidos afirmaram que tornaram-se homossexuais porque foram abusados sexualmente na infância. O deputado Adelmo Carneiro Leão (PT-MG) criticou a tese. “Dizer que ninguém nasce homossexual não é uma verdade absoluta. Não podemos ousar dizer que o testemunho de todos vocês possa ser o parâmetro e o paradigma dos demais”, afirmou.
Leão também afirmou que o abuso sexual é um mal a ser combatido, assim como o preconceito. “Dizer que o homossexual é um doente é uma atitude preconceituosa”, afirmou. A declaração do deputado também foi muito aplaudida, por militantes em defesa da comunidade LGBT.
Fonte: Pragmatismo

Funcionário da ALUMAR é executado no bairro do Turu

Foi assassinado, no fim da manhã de hoje, no bairro do Turu, um homem identificado como Miguel Sainclair Silva Júnior, de 29 anos de idade.
(Foto: Reprodução)

O comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar, major Décio, informou que a vítima era funcionário do Consórcio de Alumínio do Maranhão (ALUMAR). Ele estava com o irmão quando foi atingido pelos tiros que vieram de dentro de um veículo preto, de placa NUR 1227.
Uma equipe da Delegacia de Homicídios já está no local para realizar as primeiras investigações.
As informações são do Jornal Pequeno

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB