sábado, 20 de junho de 2015

Imprensa internacional destaca prisão de 'magnatas'

A prisão de dois dos principais executivos do país, o presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e o da Andrade Gutierrez, Otávio Marques de Azevedo, ganhou destaque na imprensa internacional.

Publicações como os americanos The Wall Street Journal e The New York Times, o britânico Financial Times, o francês Le Monde, o espanhol El País e o argentino Clarín, entre outros, repercutiram as detenções, feitas na manhã de sexta-feira.

O jornal The Wall Street Journal chamou os executivos de "magnatas" brasileiros acusados de corrupção e lavagem de dinheiro.O periódico, assim como o New York Times e britânico Financial Times, chamou atenção para o nome dado a esta fase da operação - Erga Omnes, "para todos" em latim -, que, de acordo com a polícia, indica um esforço para acabar com a cultura de impunidade entre as classes mais ricas do país.

O WSJ, o FT e o Clarín também mencionaram que as prisões desta sexta-feira aproximam o escândalo do ex-presidente Lula.
O WSJ disse que, apesar dos efeitos negativos, o escândalo revelado pela operação Lava Jato fez com que "polícia e órgãos judiciais emergissem como instituições independentes em uma nação onde ricos e poderosos escaparam de punições por muito tempo.""[O nome da operação] foi aparentemente uma mensagem de que o país está tentando acabar com sua autodenominada cultura de impunidade, em que ricos e poderosos quebram a lei sem medo de punição", escreve o New York Times.
Já o britânico Financial Times destacou a fala do policial federal Igor Romário de Paula, que disse que o nome da operação tem o objetivo de passar uma mensagem de que a lei se aplica a todos, independentemente de sua "posição social, poder de influência ou poder econômico".
O francês Le Monde deu destaque para o fato de que foram presos os presidentes de "duas das maiores empresas de construção do país que trabalham notoriamente nas obras de infraestrutura destinadas aos Jogos Olímpicos Rio 2016".
Já o argentino Clarín destacou os investimentos da Odebrecht na Argentina e outras ligações internacioais do suposto esquema - afirmando, por exemplo, que as investigações recolheram indícios na Suíça, Panamá e Mônaco.
Lula
O WSJ, o FT e o Clarín também mencionaram que as prisões desta sexta-feira aproximam o escândalo do ex-presidente Lula.
O Financial Times viu a abertura de investigações preliminares sobre um suposto tráfico de influência por parte de Lula para beneficiar a Odebrecht como um "sinal de que os promotores estão tentando ligar as atividades da Odebrecht a Lula".
"No mês passado, promotores abriram uma investigação preliminar sobre 'tráfico de influência', um crime no Brasil. Eles investigam suspeitas de que ele teria ajudado a Odebrecht a ganhar contratos em Cuba e Angola, entre outros, enquanto a Odebrecht contribuía para uma fundação que ele gere", escreve o Wall Street Journal.
Para o Clarín, a prisão de Odebrecht "transcende a investigação das causas de corrupção na Petrobras" porque também toca na investigação sobre Lula.
Já o espanhol El País mencionou que "a suposta rede (de corrupção na Petrobras) operou desde 2002 e abarcou o mandato de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, ambos do PT".
Lava Jato
As prisões dos executivos fizeram parte da 14ª fase da Operação Lava Jato, que investiga um suposto esquema de corrupção na Petrobras.A nova fase da operação incluiu 59 mandados judiciais a serem cumpridos em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.Em comunicado, a Odebrecht diz acreditar que "a prisão é desnecessária pois a empresa tem colaborado com as investigações policiais."A Andrade Gutierrez também negou envolvimento no escândalo.
Fonte: BBC Brasil

Luis Fernando reafirma pré-candidatura à Prefeitura de São José de Ribamar
Ex-prefeito enfatizou reconhecer a crise econômica em que o país está mergulhado, mas garantiu que o gestor público tem condições de trabalhar pela cidade que dirige.

O ex-prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB), reafirmou, na noite dessa quinta-feira (18), que não existe qualquer probabilidade de ele disputar a Prefeitura de São Luis, nas eleições de 2016, conforme especulações nos círculos políticos locais. A declaração foi dada ao jornalista Djalma Rodrigues, no programa Notícias da Capital, na Rádio Capital AM.


“Não há nenhum acordo com o PSDB, partido ao qual me filiei recentemente, para que venha a concorrer à prefeitura da capital. Tenho um compromisso com o povo da cidade de São José de Ribamar e, por isso, sou pré-candidato a prefeito daquela cidade”, revelou.
Luis Fernando: “Para revolta dos adversários, vou concorrer é em São José de Ribamar”
PROVOCADOR O ex-prefeito Luis Fernando Silva em entrevista à Rádio Capital: ''Para revolta dos adversários, vou concorrer é em São José de Ribamar''. 
Numa entrevista entrecortada pela participação de ouvintes, Luis Fernando lembrou que foi prefeito eleito e reeleito em Ribamar, e que só deixou a segundo mandato - já com dois anos cumpridos -, para concorrer ao governo do Estado, mas que acabou não acontecendo por a sua candidatura ter sido retirada antes da convenção.
Sobre o episódio, ele disse não guardar mágoa.
“São coisas que passam na vida da gente. Estou olhando agora é para o futuro”, destacou.
Diferente do que vem pregando o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC), que vinha alegando perseguição política para justificar a inércia de sua administração, Luis Fernando enfatizou reconhecer a crise econômica em que o país está mergulhado, mas garantiu que o gestor público tem condições de trabalhar pela cidade que dirige. Ele lembrou ainda que, quando foi prefeito de Ribamar, não teve apoio do governo estadual, mas, mesmo assim, com alguns convênios federais e com recursos próprios, conseguiu fazer um trabalho gigantesco na cidade.
“Foram 200 quilômetros de asfalto no município. Consegui aumentar a rentabilidade do ISS na cidade, que era de apenas R$ 150 mil para R$ 3 milhões. Construí uma fábrica de gelo para evitar a figura do atravessador e melhorar as condições do pescador. Demos salto de qualidade na educação. Mesmo sem zona rural, estabelecemos uma política agrícola, em que a merenda escolar era fornecida pelos pequenos produtores. Foram muitas ações e continuo dizendo que o prefeito tem que saber usar os recursos e trabalhar”, acrescentou.
Luis Fernando também falou sobre o processo de metropolização, plano de trabalho, mas sempre garantindo que sua meta é chegar à Prefeitura de Ribamar. “Para revolta dos adversários, vou concorrer é em São José de Ribamar”, finalizou.

Obra “Vagina Gigante” é vandalizada na França e causa polêmica

Uma obra do artista britânico Anish Kapoor instalada no Palácio de Versalhes (França) e que representa “a vagina de uma rainha que está subindo ao trono” (supostamente Maria Antonieta), foi vandalizada na quarta-feira (17/6), de acordo com o “Guardian”.
Após inicialmente afirmar que a escultura “Dirty Corner” (Canto Sujo) representava o órgão sexual feminino, o artista voltou atrás e disse que a obra pode representar o que as pessoas quiserem. O trabalho foi visto como uma provocação pelo público mais conservador.
vagina-gigante
CHIBIU RETALIADO A ''Vagina Gigante'' de Maria Antonieta não agradou aos brochas franceses 
Semanas após se tornar pública no jardim do palácio, a obra foi atacada com tinta branca e amarela.
“Se esse ato de vandalismo significa algo, isso se refere mais à intolerância na França do que à arte. O problema parece ser mais político do que qualquer outra coisa”, afirmou Kapoor ao “Figaro”.
A obra já está passando por restauração.
Fonte: O Globo

SÃO LUIS NO OLHO DO FURACÃO 

No Coroadinho 65% dos jovens estão envolvidos em crimes, diz pesquisa

ONG aponta ainda que 70% das famílias ganham menos de R$ 788.
Especialista diz que ausência do poder público contribuiu para quadro atual

No Coroadinho, a quarta maior favela do país e a primeira do Norte e Nordeste – segundo o último censo realizado pelo Instituto Brasileiro e Geografia e Estatística (IBGE) – pelo menos 65% dos jovens estão envolvidos em crimes ou consomem algum tipo de droga, enquanto 70% das famílias ganham menos de um salário mínimo, hoje, cotado no valor de R$ 788.
ÊXODO FORÇADO 50 famílias foram obrigadas a irem embora devido a guerra instalada pela falta de políticas públicas 
Os dados fazem parte de uma pesquisa realizada pela ONG Instituto Cidadania Ativa. O estudo traçou o perfil da região, em relação à violência social, com ajuda de dados sociais: informações recebidas por denúncias anônimas e entrevistas com famílias moradoras do bairro.
Resultado de imagem para SECRETARIA DE JUVENTUDE TATIANA
A titular da Juventude do Governo do Estado, Tatiana Pereira: 65% dos jovens do Coroadinho na criminalidade. O que faz mesmo a Secretaria que ela comanda? 
“A partir de um momento que você tem um jovem que é criado em família que ganha menos de um salário mínimo, que não tem uma boa escola, uma boa alimentação, ele é uma mão de obra de fácil captação para o mundo do crime”, afirmou Maurício Miguel, presidente da Ong.
Resultado de imagem para PREFEITO DE SAO LUIS
O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior: ausência de políticas públicas para o Coroadinho 
Para o juiz Roberto de Paula, que trabalhou 17 anos na Vara de Execuções Penais, as facções criminosas, que se organizaram dentro dos presídios, avançaram para os bairros e aumentaram os índices de criminalidade em São Luís.
Além da violência, o Coroadinho sofre com a ausência do poder público e isso contribuiu para que que as facções tomassem uma dimensão expressiva.  O juiz diz que estudos mostram diminuição da criminalidade nas comunidades onde há investimento em saúde, trabalho, infraestrutura, moradia, educação e saneamento básico.
Resultado de imagem para ASTRO DE OGUM VEREADOR
Vereador Astro de Ogum, presidente do Legislativo da capital: população quer saber o porquê da ausência daquela Casa e de seus parlamentares no desenvolvimento do bairro 
“Não se combate violência só com repressão. É preciso que haja inclusão social. Na hora que o estado intervém, tanto com as forças de segurança como com as políticas de inclusão social, todos os estudos demonstram isso, consequentemente se diminui a violência”, observou.
Entenda o caso
A guerra entre facções rivais pelo controle do tráfico de drogas resultou em oito mortes em 16 dias, média de uma vítima dos criminosos a cada dois dias. Os casos mais recentes envolvem a morte de um comerciante e três suspeitos de envolvimento no crime organizado.
Além disso, mais de 50 famílias foram expulsas de casa por traficantes que comandam o crime na região do Coroadinho. Nesta quarta-feira (17), a polícia realizou uma operação de ocupação no bairro para garantir que novos casos não fossem registrados.
As informações são do G1 MA
Edição da Agência Baluarte 

Representante da nova geração de políticos ribamarenses, Bruno denunciou por mais uma vez o uso de cargos públicos em benefício próprio na cidade.


POR FERNANDO ATALLAIA

DIRETO DA REDAÇÃO


O jovem líder politico ribamarense Bruno Almeida (ex-PC do B), denunciou hoje (20) por mais uma vez o uso de cargos públicos em benefício de seus ocupantes em São José de Ribamar.

 

Bruno, que é um afiado e destemido combatente das práticas de politicalha na cidade balneária, chamou atenção da população local para alternância e renovação do quadro da Câmara em 2016. A declaração foi incisiva:

O ex-comunista Bruno Almeida:''Os vereadores de São José de Ribamar em vez de usar o cargo para servir ao povo, fazem o inverso: servem a si próprios, uns comprando SW4, Corolla...Enquanto isso a população sem nada. Em 2016 o povo precisa desempregar esses parasitas e sanguessugas do dinheiro público''. 

''Os vereadores de São José de Ribamar em vez de usar o cargo para servir ao povo, fazem o inverso: servem a si próprios, uns comprando SW4, Corolla...Enquanto isso a população sem nada. Em 2016 o povo precisa desempregar esses parasitas e sanguessugas do dinheiro público'', disse na conta que mantém numa rede social.

 


Bruno, assim como Ramilson Araújo, Leandro Diniz, Renato Nogueira e Nathan Carvalho, faz parte de um seleto grupo que vem sendo denominado de ‘os políticos independentes de São José de Ribamar'. Eles discutem a realidade do município em tempo real não estando alinhados ao governo Cutrim, nem tampouco aos grupos de oposição já auto anunciados.  

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores