segunda-feira, 15 de junho de 2015

Jean Wyllys Propõe Emenda À Bíblia Para Retirar Trechos Considerados Homofóbicos

BRASÍLIA – O deputado federal Jean Wyllys, do PSOL, apresentou na tarde de hoje um projeto de emenda ao texto da Bíblia que pretende tirar do livro sagrado dos cristãos os trechos considerados “homofóbicos”.
A proposta causou polêmica mesmo antes de sua apresentação, levando vários membros da bancada evangélica a tentarem articular com a mesa da Casa legislativa a rejeição sumária de proposta.
ELE ATACA MAIS UMA VEZ Jean Wyllys propõe agora revisão na Bíblia. O que você acha disso? 
O autor do projeto, já precavido das reações contrárias, ocupou a tribuna para justificá-lo.
“Desde o início eu sabia das reações que os setores fundamentalistas iriam protagonizar. Mas vejam vocês que até mesmo do livro do Monteiro Lobato foi extraído um trecho racista, por qual motivo não podemos fazer o mesmo com a Bíblia?”, questionou.
A proposta não especifica os trechos que seriam retirados das escrituras, pois para tanto, seria formada uma “Comissão de notáveis”, que decidiriam quais passagens são homofóbicas.
“Já consultei vários teólogos especialistas em pederastia e vou sugerir vários nomes para essa comessão.. digo, comissão”, revela o parlamentar.
Não é a primeira vez no Brasil que trechos da Bíblia causam polêmica no mundo do homossexualismo.
Em 2011 a justiça determinou a retirada de outdoors de Ribeirão Preto com passagens bíblicas por considerá-los ofensivos aos gays.
Caso a proposta seja aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça, será levada a plenário e submetida a votação em dois turnos.
Se aprovada, será enviada ao Senado onde passará por votação em dois turnos, após os quais entrará em vigor independentemente de sanção da presidente Dilma, por se tratar de Projeto de Emenda à Bíblia.

As informações são do Blog do Joselito Muller

Brasil pode importar eletricidade de países vizinhos para evitar crise

Níveis dos reservatórios das usinas brasileiras tiveram uma queda significativa devido a estiagem

Aline Freitas

O secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Luiz Eduardo Barata, disse hoje (15/6) que a importação de eletricidade de países vizinhos pode ser ampliada para evitar a falta de energia no Brasil. “Vamos começar a trabalhar desde já para não sermos surpreendidos no verão, como ocorreu no começo deste ano”, destacou.

Eduardo Barata lembrou que os níveis dos reservatórios das usinas tiveram uma queda significativa devido a estiagem do último ano.

Resultado de imagem para ENERGIA ELETRICA

Entre os países que podem fornecer energia para o Brasil em caso de crise, o secretário citou a Argentina e o Uruguai.

Entre os países que podem fornecer energia para o Brasil em caso de crise, o secretário citou a Argentina e o Uruguai. “Temos agora [com o Uruguai] no Rio Grande do Sul uma interligação forte, que está sendo concluída em julho. O Uruguai aumentou bastante o parque [energético] e eles têm interesse no fornecimento dos excedentes”, acrescentou.

O secretario explicou que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) deve regulamentar a possibilidade das empresas que geram a própria energia vender a produção excedente. "Outra possibilidade, a ser regulamentada pela Aneel, é a que permite a consumidores com sobra de geração dispor dessa fonte.

Em fevereiro, a Aneel fez alterações nas regras para contratos internacionais de compra e venda de energia elétrica. Até então, os agentes importadores e exportadores tinham direito a fazer apenas um contrato por mês. A partir da publicação da decisão, o prazo passou a ser semanal. As mudanças, que vigoraram até este mês, tinham por objetivo viabilizar compras emergenciais de energia.




As informações ainda dão conta que até a alimentação dos funcionários não está mais sendo servida.

Situação de calamidade do Setor da Saúde em São José de Ribamar vem tirando o sono das famílias da cidade 
A população de São José de Ribamar foi pega de surpresa. E agora como ficam as mulheres que vão ganhar seus bebês ? E as pessoas que precisam de tratamento com ficam senhor prefeito Gil Cutrim? 

Resultado de imagem para gil cutrim
O Prefeito de Ribamar, Gil Cutrim: falta de pagamento levou a Saúde aos caos 
Chamamos a atenção do Ministério Público de São José de Ribamar da área de Saúde para tomar as providências o mais rápido possível. A população ribamarense não pode ficar à mercê da irresponsabilidade administrativa do município. 

As informações são do Blog do André Gomes 
Revisão e Edição da Agência Baluarte 

Mantida condenação por improbidade de ex-prefeito de Santa Luzia do Paruá

A 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) foi unanimemente desfavorável a recurso ajuizado pelo ex-prefeito de Santa Luzia do Paruá, José Nilton Marreiros Ferraz, e manteve sentença de primeira instância. Por ter descumprido ordem judicial, o ex-gestor foi condenado, por ato de improbidade administrativa, a pagar multa correspondente a uma vez a sua remuneração quando prefeito. Teve ainda seus direitos políticos suspensos por três anos, mesmo período sem poder contratar com o poder público.
zenilton
O ex-prefeito de Santa Luzia do Paruá, José Nilton Marreiros Ferraz: perseguição política de servidores, dentre outras improbidades
O Ministério Público Estadual (MPMA) ajuizou a ação, apontando o descumprimento da ordem e perseguição política de servidores, inclusive o não pagamento dos seus salários.
O ex-prefeito alegou, preliminarmente, cerceamento de defesa, pois havia requerido a produção de provas, e o julgamento foi antecipado. No mérito, ele acrescentou que não teria havido dano à coletividade, nem ato de improbidade.
O desembargador João Santana (relator), ao tratar da preliminar, disse que a contestação apresentada por Ferraz não apresentou nenhum fato que necessitasse de prova, além da documental antecipadamente produzida pelas partes; nem se indica, no apelo, qual fato especificamente deseja provar, nem qual tipo de prova pretendia produzir.
Santana citou entendimento do Superior Tribunal de Justiça (STJ), segundo o qual não há cerceamento de defesa quando o julgador considera desnecessária a produção de prova, mediante a existência nos autos de elementos suficientes para a formação do seu convencimento.
Acrescentou que o caso se enquadra na hipótese de norma do Código de Processo Civil, que comporta julgamento antecipado.
m_15062015_0903
O desembargador João Santana foi o relator do processo
No mérito, o relator considerou incontroverso que o apelante descumpriu ordem do Juízo da comarca de Santa Luzia do Paruá, que, em mandado de segurança ajuizado por diversos servidores do município, determinou a reintegração de todos, assim como anulou todas as portarias que os removiam ou demitiam.
A determinação ainda estabeleceu que retornassem às suas lotações e postos de trabalho de origem, sem prejuízo dos seus vencimentos, que deveriam ser pagos de forma retroativa.
João Santana considerou injustificável o retardamento do apelante em atender a ordem judicial, somente o fazendo, como confessou, após esgotados todos os recursos manejados. Entendeu que, pelo que consta nos autos, o descumprimento foi intencional.
Segundo o desembargador, nem mesmo o pagamento dos servidores ocorreu, e a situação somente foi regularizada após acordo firmado no 1º Mutirão de Processos de Santa Luzia do Paruá, em janeiro de 2009, ou seja, três anos e seis meses após a ordem judicial, inclusive com a reintegração de 31 servidores.
O desembargador Ricardo Duailibe e o juiz Luiz Gonzaga, substituto de 2º grau, também negaram provimento ao recurso do ex-prefeito. (Processo nº 316652013 – Santa Luzia do Paruá).
As informações são do TJ
Edição da Agência Baluarte 

FINAL DE SEMANA SANGRENTO

14 assassinatos na Grande São Luís

homicidios

O final de semana foi sangrento na Região Metropolitana de São Luís. Foram registrados 14 assassinatos entre a sexta-feira (12) e o domingo (14).
SEXTA-FEIRA
- Geovani Ferreira Costa, de 17 anos, foi assassinado a tiros no bairro do Maiobão.
– Leandro Santos Gaspar, de 30 anos, foi assassinado a tiros no bairro do Maiobão.
– Leandro Santos Gaspar foi morto no bairro do Anjo da Guarda.
– João Mariano da Silva Costa foi assassinado com golpes de arma branca na Vila Maranhão.
– Walison Martins Lisboa, de 27 anos, foi morto a tiros na Vila Isabel Cafeteira.
SÁBADO
- Moisés Fonseca, de 28 anos, foi assassinado a tiros no bairro do Filipinho.
– Odair Cistrino Pereira Santos, de 36 anos, foi morto a facadas no Centro.
– Tiara Maria Rodrigues, de 24 anos, foi morto a tiros no Jardim Tropical.
– Jean Cláudio Mirande de Oliveira, de 21 anos, foi morto na Vila Vitória, em São José de Ribamar.
– Magno de Jesus Aires Silva, de 35 anos, foi morto a tiros no Coroadinho.
– Airton Luís Viana Cavalcante, de 28 anos, foi morto na Vila Maranhão.
DOMINGO
– Jeferson Alves da Silva, de 19 anos, foi assassinado a tiros no bairro do Maracanã.
– Guilherme Pereira Oliveira Costa, de 19 anos, foi morto a tiros no bairro Coreia.
– Evandro Mendonça Ferreira, de 19 anos, foi linchado na região da Vila Vitória.
– Leandro dos Santos Pinheiro, de 21 anos, foi assassinado no bairro João Paulo.
As informações são do Portal GI

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB