quarta-feira, 3 de junho de 2015

Tentativa de assalto a ônibus termina com dois mortos em São Luís, a Ilha do Amor 

Uma tentativa de assalto a ônibus terminou em morte no início da noite desta quarta-feira (3), em um trecho da ponte São Francisco em São Luís, a Ilha do Amor. De acordo com informações da polícia, um passageiro reagiu e atirou no assaltante enquanto ele recolhia o dinheiro da cobradora.

Assaltante morto: a criminalidade chegou a níveis inimagináveis  
O assaltante revidou e um dos tiros acabou atingindo uma estudante de 19 anos, identificada como Alexandrina Alves Rodrigues. Ela foi encaminhada às pressas ao hospital Djalma Marques (Socorrão I), mas infelizmente não resistiu aos ferimentos e morreu. 

Resultado de imagem para Tentativa de assalto a ônibus termina com dois mortos em São Luís,
A jovem estudante veio a óbito 
O assaltante que também foi atingido acabou morrendo dentro do ônibus. O passageiro que reagiu ao assalto, que ainda não foi identificado, teria fugido. Um grande engarrafamento se formou na área. Ainda não se sabe de qual arma partiu o disparo que matou a estudante. Essa foi a segunda morte em decorrência de assalto a ônibus em São Luís em pouco mais de um mês.

Veja se o seu deputado estadual foi um dos que rejeitou a ajuda da Força Nacional à segurança do estado

Por Mônica Alves


É difícil de entender certas posturas políticas, principalmente aqui no estado, onde, a cada dia, estamos sendo colocados em divisão: quem é do governo passa para cá, quem não é, para o lado de lá.
O Maranhão vive uma crise tão grande na segurança que salta aos nossos olhos e, é claro, que esse problema já vem há anos, o que parece é que ninguém vem conseguindo dar jeito na violência que tem assolado os nossos dias. Em outro post até escrevi sobre isso. (Reveja Aqui).
????????????????????????????????????
O deputado Zé Inácio(à esquerda) com o autor do requerimento, deputado Adriano Sarney: ele votou a favor da população do Maranhão.  
Pensando em uma forma mais forte de “dar um choque” na bandidagem que está ‘reinando’ até mesmo à luz do dia, o deputado estadual Adriano Sarney (PV), apresentou requerimento solicitando o envio de tropas da Força Nacional, mas, pasmem, surpreendentemente a maioria dos deputados estaduais presentes na Assembleia Legislativa, ontem (2), negaram a ajuda e disseram  “não”. Que louco! Sim, isso é muito louco ou de se indagar. Adriano tem o sobrenome “Sarney”, será que isso pesou para a maioria dos aliados ao governo?
Fica muito claro que a votação retratou a postura entre oposição e governo (aquilo que falei no início do texto – estamos sendo divididos por causa de brigas políticas entre quem é oposição e base), onde sempre os parlamentares aliados governistas tem de derrotar as propostas oposicionistas. No entanto, o requerimento desta sessão vai além da disputa política. Trazer a Força Nacional para o Maranhão iria ajudar aumentar o policiamento e a segurança das cidades maranhenses, e principalmente São Luís, que vive assolada pelo crime.
Fica difícil saber quem, ao final, perde com essa “briga” primitiva?
Apenas Adriano Sarney (PV), Cabo Campos (PP), Edilázio Júnior (PV), Júnior Verde (PRB), Nina Melo (PMDB), Sousa Neto (PTN), Wellington do Curso (PPS) e Zé Inácio (PT) votaram a favor da população do Maranhão. Os demais, infelizmente, seguiram a orientação governista: vencer todas as propostas da oposição.
Adriano Sarney ainda tentou argumentar: “O próprio governador e o secretário de Segurança estão reclamando da falta de policiais, mas ai quando apresentamos esse requerimento a base governista vota contra. Só espero que depois quem votou contra não se sinta culpado por não ter feito a sua parte para a diminuição da violência”. Mas foi em vão.
A votação terminou 14 a 8 contra a aprovação do requerimento que solicitava o envio de tropas da Força Nacional.
Do blog Diego Emir – com alterações

Morre Apolônio Melônio, referência do bumba meu boi do Maranhão

Mestre Apolônio Melônio, de 96 anos, fundador do Boi da Floresta, um dos mais tradicionais do sotaque da baixada, morreu por volta das 21h desta terça-feira (2). De acordo com familiares, a causa da morte foi insuficiência renal.


O corpo será velado na Rua Tomé de Sousa, número 1001, na casa onde Apolônio viveu e que se transformou  na sede do Boi da Floresta, na LIberdade. O enterro será na tarde desta quarta-feira (3), em horário ainda não definido, no cemitério do Gavião, no Centro.
apolonio
Ao lado de mestre Coxinho, foi um dos fundadores do boi de Pindaré, conhecido pela exuberância dos cazumbás e sonoridade singular.
O Governo do Maranhão enviou nota lamentando a morte do mestre Apolônio e um dos mais autênticos representantes da cultura popular maranhense. Confira a íntegra da nota:
NOTA
A cultura maranhense perde um dos seus mais autênticos representantes, cujo legado inspira gerações. Nascido em São João Batista, em 1918, Apolônio Melônio desde criança já demostrava seu talento artístico.
Participou do Boi de Viana, fundou os Bois de Pindaré e da Floresta, conhecido como Boi de Apolônio. Sua capacidade e dedicação pela cultura popular foram reconhecidas pelo governo federal, em 2011, quando recebeu a ordem do mérito cultural, maior honraria concedida aos artistas brasileiros.
Nessa hora de dor, o Governo do Maranhão presta suas homenagens e sentimentos aos familiares, amigos e admiradores deste grande artista.
Folclore MaranhenseApolônio Melônio veio para São Luís em 1939. Sobreviveu ao acidente do navio Maria Celeste, que pegou fogo na Baía de São Marcos em 1954. Além de trabalhar como estivar, ele dedicou a vida à manutenção da tradição folclórica do bumba meu boi, Patrimônio Cultural Brasileiro.
Ao lado de mestre Coxinho, foi um dos fundadores do boi de Pindaré, conhecido pela exuberância dos cazumbás e sonoridade singular. Há 42 anos criou o tradicional boi da Floresta, sediado no bairro da Floresta, em São Luís. O grupo mantém o sotaque de Pindaré, que marca o legado de mestre Apolônio para a cultura maranhense.

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB