sábado, 25 de abril de 2015
Jota participou ao lado de Elisiane Gama do Encontro Nacional da Juventude do Partido comandado no Maranhão pela deputada.

POR FERNANDO ATALLAIA
DIRETO DA REDAÇÃO

O presidente estadual do PEN, Jota Pinto participou neste sábado(25) do Encontro Nacional da Juventude do PPS. O evento, que contou a presença de Roberto Freire do vereador de São Luís, Chico Carvalho (PSL), reuniu centenas de lideranças jovens do Maranhão.

jotaeliziane
Jota Pinto com Elisiane Gama, Chico Carvalho, Roberto Freire e correligionário: deputada gostaria de tê-lo como vice em São Luís 
Comandando pela deputada federal Elisiane Gama e com organização da direção estadual da legenda, o encontro deflagrou por mais uma vez as intenções de Elisiane em disputar as eleições de São Luís ano que vem contra o atual prefeito, Edivaldo Holanda Júnior. Jota Pinto é um dos nomes que vem sendo ventilados por Gama para compor com ela nas majoritárias.

O também ex-deputado deixou claro que vê em Elisiane um bom nome com grande aceitação na capital maranhense, mas evitou emitir declaração oficial sobre uma possível aliança rumo ao Executivo ludovicense. ‘’A deputada Elisiane é uma grande liderança, competente e profunda conhecedora dos problemas da capital maranhense, além de minha amiga’’, desconversou Jota. 



Extorsão partidária


Coluna A Tarde: Extorsão partidária
Por Samuel Celestino
 Há suspeitas na arena política de que o PT estaria seriamente preocupado com as dificuldades na sua área financeira.  Não parece que haja alguma verdade nisso. Dilma Rousseff, sob pressão da sua legenda, acatou, sem mudança, o orçamento para 2015 que premia recursos triplicados para o fundo partidário, que passará a estonteantes R$ 867 milhões. O PMDB ficou também numa boa e, na cola dos dois, as demais agremiações. É inadmissível que a presidente “desconheça” o arrocho que ela está a impor à população em, praticamente, todos os setores da economia. Os brasileiros atravessam dificuldades neste início de segundo mandato enquanto o fundo destinado aos partidos, PT e base aliada à frente, triplicou. O tesouro bancará a farra.

Depreende-se daí que Dilma prefere priorizar as exigências dos partidos no Congresso. A população, de maneira geral, soluça enforcada pelos preços e pela inflação. Se o PT está com a corda no pescoço é consequência da campanha presidencial de 2014, não somente para a sustentação da candidatura presidencial, mas, de igual modo, das candidaturas petistas nos estados federativos. Observa-se também aqui na Bahia, onde há restos a pagar da campanha do governador Rui Costa. Tais dificuldades não são postas abertamente. Vazam para a imprensa através de nomes maiúsculos que integram segmentos partidários.

Já pelo lado do crime, da corrupção, da propinagem, a prisão do ex-tesoureiro João Vaccari Neto, de acordo com delação premiada do ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco, teria levado, numa só tacada, de R$ 150 a R$ 200 milhões de reais. Além, é claro, das aleivosias em forma de corrupção pagas pelas empreiteiras a partidos políticos, principalmente ao PT, PP e PMDB. Não caberia à Dilma o direito de triplicar o fundo partidário, se ética houvesse. Se ética houvesse – friso - no Palácio do Planalto. Seria de a sua obrigação vetar a derrama  e não aliviar as dificuldades das legendas. O problema é que a presidente de tal modo está fragilizada que não tem mais força para vetar nada do que for aprovado pelo Congresso. O povo vota nos partidos. Isso bastaria para que a presidente entendesse que mais forte é o povo a quem ela deve o cargo que ocupa. Mesmo aos trancos e barrancos.


Supõe-se que a Operação Lava Jato, constatado judicialmente os desvios de propinas para o PT, poderá vir exigir o ressarcimento do que estiver vinculado à corrupção comandada pelo ex-tesoureiro que, por sinal, teve o seu pedido de habeas corpus recusado pelo judiciário. Não somente o ressarcimento do PT, mas também das outras legendas que se envolveram no escândalo que levou a Petrobras mergulhar em dificuldades acentuadas. Espera-se que haja sanções financeiras para o retorno do dinheiro ilegal aos cofres públicos.

A Folha de S. Paulo, numa matéria que trata desta questão, informa que técnicos do Tribunal Eleitoral reconhecem que o fundo partidário poderá ficar comprometido. Somente em 2014, com resto da campanha eleitoral, há uma multa a ser paga pelo PT de R$ 25 milhões. Daí para mais. Provavelmente o será com os recursos da união destinados ao fundo partidário agora acatado por Dilma, para o exercício de 2015, que veio embrulhado no orçamento para o ano em curso.

Se assim é, a suposição subsequente é que o cofre do partido está enfrentando problemas, tarefa que recairá sobre os ombros do novo tesoureiro petista. De tal maneira que passa a ser natural reconhecer que o PT contorce-se numa fase aziaga, a começar pela presidente Dilma Rousseff que não parece estar muito á vontade no cargo que ocupa.  

A presidente assiste do Palácio do Planalto ao bailado que passou a ser comandado pelo Congresso Nacional. Ela nada mais é do que mera assistente. E dependente. Há dez dias, o presidente do PT, Rui Falcão, abriu afinal a guarda após reunir o diretório nacional da sua legenda. Passou um dia inteiro em blá-blá-blá para, ao final, encaminhar uma nota à imprensa dando conta que o partido havia decidido não aceitar mais doações privadas, mas, tão somente, públicas. Era a decisão que de há muito – antes das propinas – deveria ter feito. Não somente o PT, mas as demais legendas. Para que alcance todas é preciso que conste na reforma política, cantada em versos e prosas e que até agora não saiu do papel ou dos projetos que tramitam na Câmara e no Senado.


O PT poderá se defrontar, a partir da decisão do seu diretório, com um problema de difícil solução. Com a forte crise que a legenda enfrenta está a perder filiados, além de se transformar de partido da esperança numa legenda repelida, consequência dos seus “malfeitos”, conforme Dilma diz para evitar a palavra corrupção. Nunca um partido caiu tanto em tão pouco tempo. Creio que será imensamente difícil para o Partido dos Trabalhadores obter recursos oriundos da sociedade civil para lastrear as suas campanhas eleitorais. Não tem por ora uma saída à vista.
    
Qual o setor privado, depois do escândalo envolvendo a Petrobras e as maiores empreiteiras do país, será capaz de fazer doações às campanhas eleitorais? Já sem contratos obtidos mediante corrupção, já sem aditamentos contratuais e sem a roubalheira para aumento dos orçamentos das obras públicas, quem terá a ousadia de doar? É muito difícil.


Samuel Celestino é colunista do Bahia Notícias. 

Delegada decepa pênis do marido após flagrar traição

Um médico de nome não divulgado teve o pênis decepado pela esposa, que é delegada da cidade de Santo Ângelo, no estado do Rio Grande do Sul. Segundo a imprensa local, o fato ocorrido no início deste mês, só veio à tona nesta semana. De acordo com as informações que circularam nas redes sociais e blogs da região, a delegada tomou a atitude contra o marido após descobrir que estava sendo traída.

As informações ainda dão conta de que o homem teve o órgão decepado após o casal discutir.
As informações ainda dão conta de que o homem teve o órgão decepado após o casal discutir. O motivo da discussão seria porque a mulher teria flagrado o marido com a empregada na cama.  A vítima foi encaminhada ao hospital da cidade, passou por cirurgia e foi liberado na terça-feira (14). O caso está sendo investigado pela polícia da cidade.


Nas redes sociais vazaram fotos do órgão genital do médico decepado. Não há informações sobre o seu atual estado de saúde e se o órgão foi reimplantado.


Fonte: bocaonews
Terremoto devasta Nepal e provoca mais de 1,5 mil mortes
É o pior tremor de terra dos últimos 80 anos na região
Um terremoto de 7,9 graus na escala Richter atingiu neste sábado (25) o Nepal, com epicentro na capital Katmandu. O tremor pôde ser sentido também em outros países, como Índia, Paquistão e Bangladesh. De acordo com as autoridades locais, mais de 800 pessoas morreram. A imprensa fala em 1,5 mil vítimas confirmadas. 

Diversas construções desabaram em Katmandu, que foi a zona mais atingida, com cerca de 450 mortos. Somente embaixo dos escombros da torre de Dharahara, patrimônio da Unesco com 62 metros de altura, foram localizados 180 corpos.
Resultado de imagem para Terremoto devasta Nepal
A imprensa nepalesa disse que vários sítios arqueológicos, como a famosa Praça Darbar, com templos e um palácio real, foram danificados pelo sismo.
O vale do Katmandu é densamente povoado, com aproximadamente 2,5 milhões de pessoas. O aeroporto internacional local foi fortemente danificado e está fechado.
O terremoto também provocou uma avalanche no Monte Everest, que teria deixado ao menos oito vítimas, segundo o Ministério do Turismo nepalês. Outras 30 pessoas ficaram feridas. Porém, nas redes sociais, alpinistas afirmam que 18 estrangeiros teriam morrido.
A imprensa nepalesa disse que vários sítios arqueológicos, como a famosa Praça Darbar, com templos e um palácio real, foram danificados pelo sismo.
O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, conversou com o presidente do Nepal, Ram Baran Yadav, para oferecer ajuda. No Twitter, Modi também informou que "várias regiões da Índia também foram atingidas pelo tremor de terra" e que "as autoridades estão recolhendo informações para fazer um primeiro balanço dos danos e das vítimas". Até o momento, a Índia fala em 20 mortos no país. O terremoto teria feito mais duas vítimas e 100 feridos em Bangladesh, e 13 vítimas no Tibete.
O governo brasileiro está verificando a presença de cidadãos entre as vítimas.
O terremoto foi o mais forte desde 1934 na região do Himalaia, quando um tremor de 8,1 graus atingiu o local, matando mais de 10 mil pessoas. O terremoto foi registrado às 11h56 locais de hoje (3h11 no horário de Brasília), a 70 quilômetros a noroeste de Katmandu. Após o tremor, outras quatro réplicas de menor intensidade atingiram o país.
A Rádio Vaticana informou que o papa Francisco está "acompanhando os acontecimentos com preocupação". O líder da Igreja Católica tem orado pelas vítimas e pelos atingidos.  
As infromações são Jornal do Brasil
Garota de programa revela que funkeira morta pelo namorado tentou matá-la por ciúme de um cliente

Ela chegou a ser condenada a dois anos de prisão por tentativa de homicídio, mas respondia pelo crime em liberdade
A Polícia Civil concluiu o inquérito que apurou a morte da dançarina de funk Amanda Bueno, de 29 anos. A jovem foi assassinada pelo noivo dentro de casa em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, na última quinta-feira (16). Três dias antes do crime, Amanda revelou segredos do passado dela para o companheiro. Amanda fez duas revelações para o noivo. O primeiro segredo é que ela havia trabalhado como stripper numa boate em Brasília. Além disso, a dançarina afirmou que tentou matar uma colega da boate. A reportagem do Cidade Alerta entrevistou a garota de programa que levou um tiro de Amanda no programa desta quinta-feira (23).

Amanda atirou contra a mulher. Ela chegou a ser condenada a dois anos
A moça aceitou conversar com o Cidade Alerta desde que não mostrasse o rosto. Em entrevista reveladora, Railane Pereira, como preferiu ser chamada, confirmou que Amanda era garota de programa.

Amanda Bueno foi morta pelo noivo após ele descobrir segredos do passado
Ela conta que conheceu Amanda em uma boate em Brasília e o contato era apenas profissional. — A gente só se encontrava na hora do trabalho, eu não tinha intimidade com ela. Trabalhávamos na mesma casa de prostituição. 

Garota de programa revela que funkeira morta pelo namorado tentou matá-la 

A confusão entre as duas começou após Railane sair com um cliente de Amanda. — Ela entrou no meu quarto e destruiu tudo.

Como se não bastasse destruir o quarto, Amanda esperou a moça na porta da boate e disparou um tiro contra Railane. Ela chegou a ser condenada a dois anos de prisão por tentativa de homicídio, mas respondia pelo crime em liberdade

Fonte: R7/Rede Record
 
"Ela não está sendo explorada por dinheiro", diz pai da Mc Melody
A cantora mirim causa polêmica na web com roupas curtas e letras para o público adulto
O funkeiro Mc Belinho, pai de Melody, garantiu que a menina de oito anos canta porque gosta e que a família não ganha dinheiro com a carreira dela. “Ela estuda e é bem cuidada”, garantiu o pai, em entrevista ao Correio nesta sexta-feira (24/4).

Na quinta-feira (23/4), o Ministério Público de São Paulo abriu inquérito para investigar o “forte conteúdo erótico e de apelos sexuais” em músicas e vídeos de crianças e adolescentes músicos. Questionado sobre Melody ser citada no processo, Mc Belinho afirma que tem advogados cuidando do caso.
Resultado de imagem para MC MELODY
Na quinta-feira (23/4), o Ministério Público de São Paulo abriu inquérito para investigar o “forte conteúdo erótico e de apelos sexuais” em músicas e vídeos de crianças e adolescentes músicos. 

Segundo o pai, a filha deve mudar o estilo de música e também de se vestir. A cantora mirim causou polêmica por usar roupas curtas e até sutiã de enchimento nas fotos e vídeos que posta na internet. A mudança será controlada por um escritório profissional, de acordo com o pai. Na música, Mc Belinho aponta Anitta como inspiração para a carreira da filha – “um funk mais pop”.

A música 'Fale de mim' já tem quase quatro milhões de visualizações no Facebook de Mc Melody, mas os internautas questionam as letras, roupas e coreografias da menina. O inquérito cita o impacto que as imagens podem ter no público jovem que acompanha os artistas envolvidos.

Mc Brinquedo, Mc Bin Laden, e Mc Pikachu também são citados no inquérito. A Promotoria de Justiça de Defesa dos Interesses Difusos e Coletivos da Infância e da Juventude da Capital cuida da investigação, que também analisa a atuação dos empresários por trás dos cantores mirins.

Nauro Muniz, ex-prefeito de Penalva, é condenado por desvio de R$ 4,5 milhões

A 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ) manteve sentença da Justiça de 1º Grau que condenou o ex-prefeito de Penalva, Nauro Sérgio Muniz Mendes, por desviar mais de R$ 4,5 milhões do Fundo Municipal de Saúde. O ex-prefeito deixou também de prestar contas anuais da administração financeira do município à Câmara de Vereadores.
A materialidade e autoria do crime estão devidamente comprovadas por meio do depoimento das testemunhas de acusação e provas anexadas aos autos. As irregularidades foram constadas durante vistoria in loco realizada por servidores do Tribunal de Contas do Estado (TCE), quando foi verificada a ausência de documentos que atestassem a aplicação do dinheiro público recebido em sua finalidade.
Resultado de imagem para Nauro Muniz, ex-prefeito de Penalva,
MÃO PESADA Nauro Muniz desviou R$ 4,5 milhões do Fundo Municipal de Saúde. 
Para o desembargador Joaquim Figueiredo, relator do processo, ficou suficientemente provado que o ex-prefeito, como gestor municipal e, via de consequência, ordenador das despesas daquela localidade, deixou de prestar as contas devidas, sendo comprovada a prática do que crime que lhe foi imputado.
“É de ser mantida a condenação, vista plenamente comprovado o agir em tela, não restando dúvidas, de igual sorte, quanto à materialidade do crime”, entendeu o desembargador.
Em seu voto, o relator destacou jurisprudência pacificada em súmula do Superior Tribunal de Justiça (verbete nº. 209), quando sustenta que “compete à Justiça Estadual processar e julgar prefeito por desvio de verba transferida e incorporada ao patrimônio municipal”.
Nauro Mendes foi condenado à pena de 3 anos e 3 meses de reclusão, em regime aberto, substituída por restritiva de direitos na modalidade prestação de serviços à comunidade, além de não poder exercer cargo ou função pública, eletiva ou de nomeação, por 5 anos, por infração do artigo 1º, I, do Decreto-lei nº 201/67: “apropriar-se de bens ou rendas públicas, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio”.
O voto do desembargador relator Joaquim Figueiredo foi acompanhado pelos desembargadores José Bernardo Rodrigues e Raimundo Melo, de acordo com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça.

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores