segunda-feira, 6 de abril de 2015

Zé Inácio discute piso salarial regional com Centrais Sindicais

O deputado Zé Inácio (PT) reuniu nesta terça-feira (31) com membros das Centrais Sindicais para discutir o projeto de Lei que trata da regularização do piso salarial dos trabalhadores no Estado do Maranhão.
Estiveram presente nesta reunião, representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST), Central dos Trabalhadores e Trabalhadores do Brasil (CTB), Força Sindical e Centrais de Serviços Brasileiros (CSB).
O deputado Zé Inácio (PT), explica que o objetivo do Projeto é a criação do Piso Salarial Regional, das categorias profissionais dos trabalhadores no Estado do Maranhão, enumeradas na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), que prestam serviços de natureza não eventual e tenham como tomadores de serviço as pessoas físicas, as pessoas jurídicas de direito privado, que sejam estabelecidas ou que tenham filial, sucursal ou escritório de representação no Estado do Maranhão e as empresas públicas e sociedades de economia mista federais, estaduais e municipais, que sejam estabelecidas ou que tenham unidade de atuação ou filial no Estado, a exemplo do que acontecem em outros estados da Federação, como Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina. “Alguns Estados da federação já adotaram a aplicação do Piso Salarial Regional e o Maranhão precisa acompanhar esses avanços”, justifica o deputado.
Zé Inácio recebe membros das Centrais Sindicais no gabinete para discutir piso salaria da categoria.
Zé Inácio recebe membros das Centrais Sindicais no gabinete para discutir piso salaria da categoria.
A presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) Adriana Oliveira, parabenizou o parlamentar pela iniciativa do projeto de lei. “O deputado Zé Inácio teve uma grande inciativa, que é o projeto de Lei que regulariza o piso salarial dos trabalhadores”, diz.
Já o presidente da Força Sindical Francisco Saraiva defende que o Dieese seja essencial para a construção do projeto de lei.
O petista Zé Inácio afirma ainda que a proposta também prevê a constituição de uma comissão tripartite entre as Centrais Sindicais e Federações Patronais no Estado, com a participação do Governo do Estado através da Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária (Setres), e acompanhamento do Ministério Público do Trabalho e Superintendência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego para negociar os valores e reajuste do piso a cada ano.
Durante a reunião foram feitos alguns encaminhamentos, como a viabilidade de reunião da assessoria do deputado Zé Inácio com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) para discutir os indicadores da classe trabalhadora do Estado do Maranhão. E uma nova audiência no dia 22 de abril com as centrais, tendo como finalidade apresentação das complementações à Lei apresentada.
Matéria enviada pela Assessoria de Imprensa do Deputado. 
Sistema denuncia total desgoverno e falta de administração adequada que vem pondo em risco a vida dos maranhenses.

POR FERNANDO ATALLAIA
DIRETO DA REDAÇÃO

Como se não bastassem as folgadas fugas  de presos ocorridas nos últimos dias em Pedrinhas, o resgaste ‘cinematográfico’ de quatro detentos em plena Páscoa anunciaram o caos vivenciado pelo Sistema de Segurança do Estado. Uma realidade que vem pondo em risco a vida dos maranhenses e a tranquilidade dos habitantes da Grande São Luís.

Com tempo já suficiente para implantação de um conceito adequado de administração que não permita brechas na gestão da Área, a atual equipe que comanda o Sistema Penitenciário caiu no lugar-comum. Numa cadência menos reincidente, mas não menos perigosa e preocupante,  assassinatos já percebidos nos presídios que integram Pedrinhas entregam a falência das ações de enfrentamento do caos que fez do Maranhão manchete local, nacional e internacional de descaso com o Setor.

Resultado de imagem para murilo oliveira  secretario de administração penitenciaria
OVACIONADO PELO CURRÍCULO O secretário de Administração Penitenciária do Estado, Murilo Andrade de Oliveira: 'salvador da pátria' que só fali 
Ainda sob a aura de certo ‘heroísmo’ anti-oligárquico, o governo Flávio Dino aliena-se de que seus membros não são mais 'oposição' política e sim Governo. Foge pela tangente, pretendendo desta forma, eximir-se da responsabilidade por uma das áreas que guarda no bojo a catástrofe anunciada. Não mudou nada: o Maranhão, além da constatação irrefutável de hoje constar como um dos estados do Brasil e do Mundo mais perigosos, tem um Sistema falido e digno das piores realidades já existentes.

Resultado de imagem para flavio dino
O governador do Estado, Flávio Dino: ausência de mudança concreta para Segurança do Maranhão 
Nossa reportagem conferiu in loco. ANB Online esteve em vários bairros de São Luís durante o período da Páscoa e conversou com os maranhenses sobre o tema. Assustados, dispersos e desesperançosos, eles não escondem o medo de sair de casa e as decepções com a ausência de políticas públicas consistentes por parte do Governo. Denunciam também que o problema da violência e da criminalidade reinante está diretamente ligado à falta de vontade política. No jargão popular: ‘não faz porque não quer’.

20150405144714-1

Munição de fuzis AK 47 e 556 utilizada para resgatar presos em Pedrinhas: Sistema Prisional passa por total desgoverno, pondo em risco a vida da população 

O fato é que o esfacelamento do Sistema Prisional do Estado ainda não recebeu a implantação de um conceito que tenha a dimensão acertada e a altura de suas atuais exigências. Ainda que o atual secretário da Pasta, Murilo Andrade de Oliveira, tenha sido ovacionado pelo governador e demais secretários como uma espécie de ‘salvador da pátria’ na melhor das evocações provincianas. Uma prática de endeusamento daqueles que vêm de fora, corriqueira em São Luís.

Ficou claro. A população não pode confiar. Não há motivos para sentir-se segura. As ruas da Grande  Ilha e os municípios maranhenses estão povoados de ausências gritantes que desembocam para o aumento da violência em esferas nunca antes vistas. A falta de emprego e renda; a concentração de dinheiro e fortunas nas mãos de poucos; a falta de policiamento nas praças onde estudantes são mortos logo pela manhã; a Juventude jogada ao deus-dará; a Educação a serviço apenas do Ensino( que é precário)e a Cultura como entretenimento barato no metié da produção de eventos datados.

Resultado de imagem para roseana sarney
ESPÓLIO SARNEYSISTA OU SEIS POR MEIA DÚZIA A ex-governadora Roseana Sarney(FOTO) vem pautando o atual Governo em quesitos como descaso e desgoverno do Sistema Prisional do Maranhão
Toda essa conjuntura que não assiste às necessidades reais da população do estado, corrobora para a miséria gritante que não segura a si mesma. Exterioriza-se em assaltos, assassinatos, pavor e medo. O Sistema Prisional Maranhense é um reclamante diário. Berra seus tumores e fala em voz alta. O Governo do Estado sabe disso. Mas para ele é preferível manter os paliativos e o culto à personalidade do seu chefe-maior. Assim como sempre fez Roseana Sarney. Seis por meia dúzia.  
    

Mais um acinte à liberdade de imprensa no Maranhão

Blog do Clodoaldo

Depois da Câmara Municipal de Araioses tentar decretar a proibição da entrada de jornalistas no parlamento (decisão derrubada pelo Tribunal de Justiça), agora foi a Câmara Municipal de Porto Franco que resolveu por Decreto proibir a gravação das sessões plenárias do parlamento.
Os vereadores de Porto Franco não querem o registro das sessões de Câmara, que constitucionalmente devem ser públicas. É mais um caso que merece a intervenção do Judiciário para garantir a transparência e o direito da imprensa de acompanhar e gravar as sessões dos “representantes do povo”, que não podem querer votar nada sem a fiscalização e o registro dos representados.

camaraportofranco
Todos os parlamentos estaduais e o Congresso nacional caminham para a não existência mais de nenhuma sessão secreta
Todos os parlamentos estaduais e o Congresso nacional caminham para a não existência mais de nenhuma sessão secreta. Na Assembleia Legislativa do Maranhão, já são proibidas as sessões secretas para qualquer tema.
A Mesa diretora da Câmara de Porto Franco assinou o ato dia 1º de abril. Espera-se que seja brincadeira do dia da mentira do presidente Josivan Júnior, e ele revogue o ato sem ser necessária a intervenção da Justiça.
“Esqueceram” que era Páscoa e mataram sete em São Luís
O domingo de Páscoa foi violento na Região Metropolitana de São Luís. Foram registrados sete mortes violentas, sendo uma delas mais um caso de latrocínio ocorrido na capital.
No bairro do Araçagi, um homem identificado como Antônio Pereira de Sousa, de 44 anos, foi assassinado a facadas. No Filipinho, a vítima fatal foi Júlio César Silva Costa, de 37 anos.
Resultado de imagem para JEFERSON PORTELA
ASSIM COMO NO FILME DE STANLEY KUBRICK, DE OLHOS BEM FECHADOS O secretário de Segurança do Estado, Jeferson Portela: definitivamente, ele não vem conseguindo conter a onda de violência que assola São Luís do Maranhão 
Mais um caso de latrocínio foi registrado, dessa vez no bairro do São Bernardo. Herinaldo da Silva, de 54 anos, foi assassinado dentro da oficina em que trabalhava.
Um jovem identificado como Francisco da Silva Cantão, de 27 anos, foi assassinado na porta da sua residência, no bairro da Cidade Operária. Um adolescente de 17 anos foi assassinado no bairro da Vila Nova.
No Maiobão, mataram um jovem identificado como Leílson Gomes Rocha, de 22 anos. Já no Monte Castelo, um homem identificado como João Marcelo Silveira, de 36 anos, foi assassinado com tiros.
As informações são do Gazeta da Ilha 

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores