domingo, 29 de março de 2015
O SALVADOR DA PÁTRIA
Diante do acentuado desgaste da atual administração notado em solo ribamarense, o ex-prefeito é a única alternativa viável ao projeto de continuidade do grupo governista na cidade.

POR FERNANDO ATALLAIA
EDITOR DA AGÊNCIA BALUARTE

Mesmo com o crescimento e a consolidação da cena oposicionista na cidade balneária, ainda se pode afirmar que o ex-prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Silva é um concorrente do qual não é possível desdenhar. E por várias razões.

A primeira delas lança luz sobre o trabalho realizado por ele que nos dias atuais só encontrou paralelo na gestão do saudoso prefeito Jota Câmara, responsável pela urbanização da Sede da cidade em tempos memoráveis. Luís Fernando expandiu as ações do Governo para as Vilas, à época de sua gestão, num grande empreendimento que visava contemplar São José de Ribamar enquanto território. Vasto, de proporções incomensuráveis, estrutura espacial preponderante e geopolítica de grandes dimensões.

Resultado de imagem para luis fernando silva  psd
O ex-prefeito Luís Fernando Silva com lideranças do PSD: única alternativa viável ao projeto de continuidade do grupo governista em São José de Ribamar  
Divisor de águas, as gestões do ex-prefeito agradaram à grande parte da população ribamarense, ainda que sob  fortes críticas da oposição local que via nele certa indiferença popular.

Passados já alguns anos desse momento, a atual realidade do município mudou drasticamente sob os mais variados aspectos. A cidade enfrenta hoje um crescimento populacional desordenado que diante das políticas públicas paliativas da administração do prefeito Cutrim(PMDB) não consegue resistir às demandas urgentes dos mais de 200 mil ribamarenses que povoam o município. Cutrim e secretários, conseguiram até aqui tão somente manter(de maneira parca)os serviços administrativos e protocolares sem, contundo, imprimir à gestão ações arrojadas e estruturais. A administração do prefeito vem sendo, inclusive, uma das mais reprovadas da história de São José de Ribamar.

Resultado de imagem para gil cutrim
SEM PRESTÍGIO O prefeito de Ribamar, Gil Cutrim: opaco, ele não conseguiu fazer um nome à sucessão
  
O cenário político ribamarense aponta, diante dessa realidade, para uma discussão da esfera administrativa que revela ‘heróis e vilões’. Cansada das mesmas e falsas promessas de sempre, a população da cidade já se deu conta de que Ribamar precisa, urgentemente, de um conceito transformador que esteja à altura da real situação na qual o município se encontra atolado, atualmente. Com uma infraestrutura esfacelada, obras incompletas e inacabadas e interesses particulares ululantes coexistindo ao lado do interesse público.
Nessa conjuntura, o nome de Luís Fernando Silva, para algumas lideranças ribamarenses e populares parece ampliar as possibilidades de uma retomada do crescimento e da qualidade de vida em Ribamar. Desesperados, porém esperançosos, os munícipes evocam a presença de uma espécie de ‘salvador da pátria’ para a cidade.

Mas por outro lado, há também a resistência de parte da população do município ao nome do ex-prefeito ( uma ala que exige mudança célere  do conceito que opera em Ribamar desde Luís Fernando) que afirma ter sido ele o responsável pela eleição em quase unanimidade de Gil Cutrim. Considerado um desastre administrativo no município.

Resultado de imagem para gil cutrim luis fernando silva   vila alonso
Luis Fernando por ocasião do aniversário da Vila Alonso Costa: ex-prefeito ainda é para alas da população, referência na cidade 
O fato é que ainda que quisesse se desvencilhar de Luís Fernando Silva para ‘fazer um nome’ à sua sucessão, Gil e cupinchas(leia-se vice-prefeito, vereadores aliados e demais cooptados) incorreriam no risco de sucumbirem à tentativa frustrada. O prefeito e grupo não gozam de prestigio na cidade balneária. Ao contrário: imagem arranhada, são alvos de denúncias e reclamações constantes por parte das populações dos bairros e comunidades ribamarenses.
Luís Fernando segue, assim, sendo o Salvador da Pátria’ para o Governo municipal. A menos, é claro, se Cutrim(num lapso digno dos melhores dos mentecaptos) se indispuser com o ex-prefeito para protagonizar mais um erro em sua carreira política. Já tão bem pontuada por péssimas escolhas e grandes equívocos.

PARA SE VINGAR, ELA OBRIGOU A AMANTE DO MARIDO A ANDAR NUA PELAS RUAS 

POR FERNANDO ATALLAIA
DIRETO DA REDAÇÃO

Um vídeo que circula na internet mostra uma mulher obrigando a amante do seu marido a andar nua pelas ruas.

As imagens extraídas do vídeo estão sendo compartilhadas em grupos de WhatSapp país afora.

A mulher, que com a ação pretendeu vingar-se da jovem de 19 anos que mantinha um caso extraconjugal com seu esposo, vem se tornando um ''exemplo'' às demais esposas traídas que confidenciam nas redes sociais que tomarão a mesma atitude caso descubram ‘galhos’ postos pelos companheiros.  Abaixo, você vê retalhos cinematográficos da vingança: 

Resultado de imagem para mulher obriga amante do marido

Resultado de imagem para mulher obriga amante do marido


Resultado de imagem para mulher obriga amante do marido
Resultado de imagem para mulher obriga amante do marido

Estado, Prefeitura e Minc assinam convênios de R$ 133,2 milhões para a Cultura

O governador Flávio Dino participou na tarde da última quinta-feira (26) de uma vasta agenda de valorização da cultura maranhense. Acompanhado pelo ministro da Cultura, Juca Ferreira, pela presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Jurema Machado, pelo prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, e secretários de estado, o governador anunciou uma série de iniciativas em prol da preservação da memória cultural e da expansão do acesso às manifestações culturais no Maranhão.

Em solenidade no Teatro Arthur Azevedo, foram assinados diversos convênios em prol da cultura do Maranhão.Entre eles, convênio para construção de 22 novas escolas de música no interior do estado; para o futuro lançamento de edital de 40 Pontos de Cultura na capital, São Luís;da Ordem de Serviço da Obra de Requalificação Urbana da Rua Grande;do Termo de Cooperação entre o Iphan e a mineradora Vale para execução da exposição permanente da Casa do Tambor de Crioula do Maranhão.
“Nós temos um conjunto de iniciativas de grande importância envolvendo o governo federal, o governo estadual, a prefeitura de São Luís e a sociedade civil, aqueles que fazem a cultura, os produtores ou vários atores do sistema nacional de cultura. Por isso, sem dúvidas, este é um momento muito importante para o Maranhão”, destacou o governador Flávio Dino.

Minc, Prefeitura de São Luís e Governo do Estado: convênios de R$ 133,2 milhões para a Cultura
São Luís é uma das 43 cidades de 15 estados brasileiros que estão sendo beneficiadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal, que engloba as Cidades Históricas. Sobre as ações em prol da cidade e do estado o ministro Juca Ferreira enfatizou a importância da articulação. “Grande representatividade para a história da cidade, para a cultura da cidade, para as pessoas que vivem aqui e para os visitantes. É a preservação de ativos importantes de atividades turísticas, já que a atração turística vem da cultura e da natureza”, destacou o ministro da Cultura, Juca Ferreira.
Por meio de acordos dos governos federal, estadual e municipal, o PAC Cidades Históricas prevê o repasse e aplicação de R$ 133,2 milhões, para o Maranhão, que serão destinados a 44 ações em requalificação urbana, obras em igrejas, fortalezas, estação ferroviária, monumentos e imóveis tombados.
Uma dessas obras previstas é a requalificação da Rua Grande. “No caso da Rua Grande será uma ação bem complexa, pois é uma área comercial, a mais importante da região, e garante a vitalidade do centro histórico. Essas obras envolvem a fiação elétrica, que é um complicador visual e de segurança, além de pavimentação, drenagem e todos os serviços comuns de equipamento mobiliário e urbano. Vamos tentar fazer causando o menor tumulto possível para os comerciantes da área”, garantiu a presidente do Iphan, Jurema Machado.
Sobre as intervenções que serão realizadas em São Luís, principalmente na Rua Grande, o governador Flávio Dino destacou a importância em virtude da capital ser Patrimônio Cultural da Humanidade. “São Luís é do povo do nosso estado, do Brasil e da Humanidade, então são intervenções de larga importância que ajudam a dinamizar a economia. Vão propiciar que os comerciantes e trabalhadores tenham melhores condições de trabalho”, frisou.
A este respeito, o prefeito de São Luís ressaltou os benefícios das parcerias para a população do estado, e, principalmente, da capital maranhense. “Estamos num momento muito importante para a nossa cidade, recebendo ao lado do governador Flávio Dino, o ministro da Cultura Juca Ferreira, anunciando aqui vários convênios extremamente importantes, que já eram clamados pela população há um bom tempo. A parceria entre prefeitura, governo do estado e governo federal, que caminham lado a lado, só traz benefícios à nossa população”.

Praça da Alegria e Fachada Belfort
As primeiras obras previstas pelo PAC Cidades Históricas já começaram a ser finalizadas. Ainda no final da tarde desta quinta-feira (26), o governador Flávio Dino participou da cerimônia de entrega da praça da Alegria e da fachada de azulejos solar Belfort, no Centro Histórico de São Luís.
MEMBROS DA OPOSIÇÃO REUNIRAM-SE NA MANHÃ DE ONTEM PARA TRAÇAR AÇÕES QUE BENEFICIAM A POPULAÇÃO RIBAMARENSE

POR FERNANDO ATALLAIA
DIRETO DA REDAÇÃO

Se a ausência do Governo municipal na defesa dos direitos dos ribamarenses e na falta de politicas públicas consistentes é uma realidade em São José de Ribamar, esta mesma ausência encontra agora nas ações da oposição local um contraponto à sua existência.

Os membros da oposição de São José de Ribamar em reunião realizada ontem na cidade: encontro para debater ações em favor da população do município 
Na manhã de ontem(28) em encontro realizado na cidade, os membros dos partidos da oposição que hoje capitaneiam o debate público sobre  melhorias e projetos sociais a serem implantados no município, discutiram medidas e ações que serão pleiteadas junto aos poderes constituídos, instituições e empresas que operam em Ribamar ainda este mês.

O aumento da taxa de água foi uma das questões levantadas; péssima prestação de serviços na área, dentre outras irregularidades, vem tirando o sono dos ribamarenses 
Na linha de frente da discussão, foi debatido o aumento da cobrança no valor da taxa da água que nos últimos meses vem causando um dos maiores incômodos da historia da cidade. O serviço, que é gerido pela empresa Odebrecht Ambiental, segundo os oposicionistas e grande parte da população ribamarense, é considerado discrepante e passível de irregularidades na gestão.

Outro problema grave colocado em discussão durante o encontro foi a existência em São José de Ribamar das muitas obras de Infraestrutura que há muito já passaram do prazo de entrega pela atual administração municipal e que sem a merecida atenção por parte do Ministério Público caíram no esquecimento. Mas de R$ 30 milhões aplicados que, assim como outros investimentos no Setor, escoaram sem a explicação do destino tomado.
EM TEMPO REAL Bloco oposicionista é formado hoje por mais de oito partidos que pensam diuturnamente a realidade social de São José de Ribamar 
A oposição ribamarense, hoje integrada por mais de oito partidos, tenta, assim, buscar soluções concretas para os problemas que assolam o território da cidade balneária- bairros, vilas, conglomerados habitacionais, localidades e residenciais-, diariamente. O Governo, por sua vez, mantem o distanciamento da problemática social, preferindo a indiferença.  A oposição vem partindo pra cima. 

IPVA 2017

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB