quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Flávio Dino mantém sinecura criada por Roseana Sarney e abriga aliada de partido. Ela é suplente em Aracaju

Do Atual com edição da Agência Baluarte

Eleito em outubro passado sob o discurso da mudança, fim da velha política de raposas e coronéis, e proclamação da República no Maranhão, o governador Flávio Dino (PCdoB) seguiu a mesma lógica tradicional e resolveu inchar a máquina pública, mantendo em seu governo um penduricalho inventado pela ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) por meio de decreto, ainda nos primeiros anos de seu primeiro mandato à frente do Estado, em 1996, para abrigar aliados e até familiares.

Trata-se da Assessoria de Programas Especiais, uma espécie de boquinha vinculada à Casa Civil, mas pertencente ao primeiro escalão do governo, criada apenas para servir de cabide de empregos, especialmente para parentes, ex-prefeitos, ex-presidentes de Câmaras e ex-deputados estaduais e federais que, dentro da folha, ajudam a perpetuar o grupo no poder.

No governo Dino, tudo permanecerá em casa. O comando da sinecura ficará a cargo da comunista Karla Suely da Conceição Trindade, suplente de vereadora em Aracaju, Sergipe, mas que aparece também na direção estadual e municipal do PCdoB.
Flávio Dino mantém sinecura criada por Roseana Sarney e abriga aliada de partido
MANCHANDO A IMAGEM DO FREI Karla Suely é suplente de Vereadora em Aracaju mas recebe no Maranhão; Márcio Jerry foi o articulador da boquinha 
O nome de Karla Trindade, que aparece acima com o ativista Frei Betto e o secretário de Articulação Política e Assuntos Federativos, Márcio Jerry, já havia sido anunciado por Flávio Dino desde o dia 24 de novembro do ano passado, durante o anúncio do secretariado pelas redes sociais, mas como 'enfermeira' e para o cargo de 'Chefe da Assessoria Especial do governador' do Maranhão, como pode ser conferido ao lado.

Publicação do Diário Oficial dessa quarta-feira (14), porém, revela a nomeação da comunista para o cargo de Chefe da Assessoria de Programas Especiais, sinecura que custará quase R$ 10 mil, por mês, aos cofres públicos, além da gratificação de vinte por cento do subsídio, por ter o mesmo nível hierárquico e gozar das mesmas prerrogativas de Secretários de Estado, atuando como uma linha de staff.


SEM PESTANEJAR O Governador do Maranhão, Flávio Dino: contemplando os estados brasileiros 
Durante os governos de Roseana, o cargo foi ocupado por Ernane César Sarney Costa, Jura Filho, João Alberto, Clodomir Paz e Rodrigo Valente, servindo apenas para engordar as suas contas bancárias e lhes garantir status no meio político maranhense.

Abaixo, trecho do Diário Oficial da nomeação de Karla Trindade, que apesar das duas semanas de atraso na publicação, vai receber o mês trabalhado desde o dia 1º de janeiro, por determinação do governador Flávio Dino.


Nomeação foi assinada por Dino no último dia 6, e mesmo com o atraso na publicação, dá direito à Karla Trindade de receber desde o início do mês

Morre em Imperatriz, o cantor e compositor Neném Bragança

Faleceu durante a madrugada desta quinta-feira (15), aos 55 anos, o cantor e compositor paraense radicado em Imperatriz, Raimundo Nunes da Luz Ferreira, mais conhecido como Neném Bragança.
O artista lutava contra um câncer no palato há meses e estava internado na UTI de um hospital particular de Imperatriz, mas já havia passado por tratamento em São Paulo. A doença, no céu da boca, só foi descoberta após consulta dentária.
Neném Bragança foi um dos maiores intérpretes da Música Popular Maranhense 
Neném Bragança, ficou conhecido por participar de vários festivais de música na Região Tocantina e por isso havia ganho o apelido de “papa festivais”.
“Ave de Arribação” foi uma das suas canções mais conhecida.
O Governo do Maranhão emitiu nota de pesar pela morte do artista.
O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Comunicação Social (Secom), externa pesar pela morte do cantor e compositor imperatrizense Raimundo Nunes da Luz Ferreira, o Neném Bragança, na manhã desta quinta-feira (15). Em sua trajetória de vida, Neném Bragança marcou o cenário musical maranhense. 

Filho do dono do restaurante Cheiro Verde chama cliente de “gorda imunda”

Blog do Neto Cruz

“Gente só uma coisa.. Ao compartilhar a matéria do jornal O Imparcial sobre os “10 Melhores Restaurantes de São Luís”, eu nunca imaginei até que ponto chegaríamos! Após algumas pessoas comentarem a minha publicação, darem suas respectivas opiniões e até brincadeiras, eis que recebo uma mensagem por inbox de uma pessoa que se diz proprietário do Restaurante Cheiro Verde.
Ao ver a inbox do desconhecido, me assustei. O mesmo veio com sarcasmo falando sobre a tradição do restaurante e ainda me xingou de ‘gorda imunda’. Não sei bem se essa é a postura de um proprietário de estabelecimento deve ter com seus clientes ou não clientes. Estou compartilhando os prints para que vocês tenham noção de como fui tratada pelo proprietário do Restaurante Cheiro – Verde. Se tem duas coisas que não sou obrigada: concordar com matéria de qualquer jornal e frequentar o restaurante de quem me chama de miséria, imbecil, porca e gorda horrível. Eu tenho sim, direito a minha opinião, na minha página. Um dia as pessoas criticam, outro dia as pessoas elogiam, agora falta de respeito eu não admito”. Relato de Luciana Neves.

111


“Esses dias Lucianna Neves comentou uma postagem de um blog citando os top 10 de restaurante em São Luís. Eis que ela recebe essa mensagem carinhosa do dono (ou filho do dono, como comentaram na postagem dela) do Restaurante Cheiro Verde. Total despreparo, falta de ética e grosseria. Até que ponto chegam os defensores da marca? 
Quem poderia ter ganhado um cliente apenas tentando entender qual problema ela tinha com esse restaurante, acabou de perder inúmeros, inclusive eu”. Relato de Manuela Sousa.


2222


1920561_986890391339266_6731747929768133167_n
Adicionar legenda

10931439_986890414672597_4354287710387989208_n




Cinco assaltos a ônibus já foram registrados em 2015
Cinco assaltos a ônibus foram registrados nas duas primeiras semanas de 2015 na região metropolitana de São Luís.
De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, dois assaltos a coletivos foram registrados somente nesta terça-feira (13). Um dos casos aconteceu em um ônibus da linha Vila Nova, na Barragem do Bacanga.
Já no segundo registrado ontem, os assaltantes entraram no coletivo no Terminal da Praia Grande e só anunciaram o assalto próximo ao Ipase de Baixo. A renda dos ônibus e pertences de passageiros foram roubados. Os outros três assaltos aconteceram no Quebra Pote, zona rural de São Luís.
Assaltos a ônibus são cada vez mais recorrentes na Grande São Luís
Os bairros que mais registram ocorrências em coletivos são Ipase e Bacanga. Normalmente os bandidos entram nos ônibus com armas brancas.
Em janeiro do ano passado, foram registrados 45 assaltos. Durante todo o ano de 2014 foram 461 ocorrências.
As últimas paralisações da categoria aconteceram em outubro, quando 100% da frota foi retirada das ruas por um dia inteiro e mais três dias em que a frota foi recolhida a partir das 18h como forma de protesto pelos constantes assaltos.
Em outubro, a insatisfação da categoria com relação a reajuste salarial retirou 100% da frota durante cinco dias e em mais dez dias 50% da frota circulou nos corredores viários da capital.

Prefeitura de São Luís já pagou R$ 36,1 milhões para primo de Edivaldo Holanda Júnior

Em semelhança à ex-governadora Roseana Sarney e ao deputado Arnaldo Melo, ambos do PMDB, o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC), também é um homem de família.
Eleito em 2012 sob o discurso da mudança e fim das velhas práticas politiqueiras que imperam no Maranhão, desde que sentou na cadeira do executivo municipal, Júnior tem mantido negócios com recursos públicos com pelo menos duas empresas de um parente seu.
Levantamento realizado com base no portal da transparência da prefeitura de São Luís, aponta que, do início de 2013, quando passou a comandar o Palácio de La Ravardière, até o final de 2014, prestadoras de serviços pertencentes a um homem conhecido apenas por Ricardo, primo do petecista, receberam o total de R$ 36.198.547,60 do cofre da prefeitura.
Uma dessas empresas é a Clasi Comércio e Serviços Ltda, que embolsou a maior parte do valor, a maioria em contratos com dispensa de licitação.
ENRIQUECENDO A FAMÍLIA O prefeito Edivaldo Holanda Júnior: contratos milionários para cães, papagaios, primos e similares  
Em apenas dois anos, pelo menos R$ 27.831.265,18 já saíram dos cofre municipal e foram parar direto na conta da empresa do parente de Edivaldo Júnior, uma espécie de mix tudo, segundo declaração de prestação de serviços à Receita Federal: trinta e sete atividades, que vão de estacionamento de veículos à imunização e controle de pragas urbanas.
Para a gestão do primo, a empresa de Ricardo presta os milionários serviços de limpeza e montagem e desmontagens de mobílias.
A outra empresa pertence ao parente de Edivaldo Holanda Júnior é a Clasi Segurança Privada. Até o final de 2014, a empresa de segurança segurou o total de R$ 8.367.282,42.
Assim como ocorreu nos contratos com a outra Clasi, a maioria dos contratos com a Clasi Segurança Privada também foram celebrados por meio de dispensa de licitação.
Fonte: Blog do LP

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores