quinta-feira, 16 de julho de 2015

Assembleia nomeou financiador do esquema que desviou 13 milhões de prefeitura

Investigado na Operação Geist, da Polícia Federal, o economista Antônio Carlos Braide, apontado como financiador da organização criminosa que teria desviado mais de R$ 13 milhões dos cofres da prefeitura de Anajatuba por meio de fraudes em licitações e contratos, foi nomeado para o cargo em comissão de técnico legislativo da Assembleia Legislativa. O decreto é do dia 04 de fevereiro deste ano, conforme documento em anexo.

unnamed (1)
Nomeação de Carlos Braide mostra cada vez mais as ligações de membros da Assembleia com a organização criminosa
Braide figura na ação criminal com um dos financiadores do esquema criminoso. Ele que também é ex-presidente da Assembleia Legislativa, é pai do deputado Eduardo (PMN).

Apontado como financiador do esquema, Carlos Braide doou R$ 50 mil para campanha do filho
Apontado como financiador do esquema, Carlos Braide doou R$ 50 mil para campanha do filho
O próprio filho chegou a receber do pai uma doação de campanha no valor de R$ 50 mil. A contribuição foi feita por meio de depósito em espécie, no dia 24 de outubro de 2014. Não se sabe se a ‘contribuição’ tem alguma ligação com os recursos desviados do esquema.

Campanha de deputado pode ter sido financiada por dinheiro desviado
O Blog observou ainda que a nomeação figura, inclusive, como um caso de nepotismo. Mas isso já é outra história para outro post. Aguardem!

As informações são do Blog do Antônio

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Maranhão Avante!

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB