quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Operadoras vão cortar 3G após fim de franquia de planos pré-pago

Uol

As operadoras Claro, Vivo e TIM iniciarão depois do Natal o corte da internet móvel dos clientes dos planos pré-pago e controle que usarem toda a franquia antes do fim do mês. Navegar com velocidade reduzida será bem mais difícil a partir de janeiro.
Os clientes da Claro que usarem todo o pacote contratado terão o serviço de navegação suspenso a partir do dia 28. A Vivo estenderá a mesma estratégia, já implantada para gaúchos e mineiros, a partir do dia 30 para mais 11 Estados e o Distrito Federal.
A mudança será aplicada a usuários dos planos da Vivo nos Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, além do Distrito Federal.
Depois do Natal, alguns usuários de planos pré-pago terão a internet cortada com o fim da franquia de dados

A TIM publicou em seu site que, a partir de 15 de janeiro, a conexão será interrompida ao limite da franquia diária para planos Infinity Web 10, Web 30, Web 100, Web 10+Torpedo, Web30+Torpedo e Turbo 7. A implementação começa nos Estados de Pernambuco, Rio Grande do Sul e São Paulo (na área de DDD 19, no interior). Os planos Infinity Pré, Infinity Controle, Liberty Controle e Liberty Controle Express também serão afetados.
Para os clientes da Oi dos planos pré-pago e controle, desde o dia 9 não é mais possível manter o acesso à internet com velocidade reduzida ao fim da franquia.
No dois casos (planos pré e controle), para restabelecer o acesso à web, o cliente gastará mais, pois a opção será comprar mais créditos (no plano pré) ou contratar um pacote adicional. O cliente do plano controle também pode migrar para um pacote com franquia superior, mais caro.
As operadoras devem avisar os clientes sobre as alterações nos planos de serviços e ofertas com, no mínimo, 30 dias de antecedência, segundo o Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações.
O corte da conexão ao fim da franquia já acontece em outros países. As operadoras afirmam que o modelo de redução de velocidade após o consumo dos pacotes pode criar uma percepção negativa dos serviços.

Gustavo Vasconcelos é o “homem do dinheiro” em Cachoeira Grande

  Blog do Domingos
Filho do ex-deputado Pedro Vasconcelos e sobrinho de Francivaldo Vasconcelos Sousa, Prefeito de Cachoeira Grande, Gustavo Vasconcelos é o responsável pelo ‘manuseio’ dos recursos públicos que caem na conta da Prefeitura.
Tesoureiro da Prefeitura, o ”playboyzinho’ realiza de pagamento aos fornecedores até compromissos pra lá de pessoais do Prefeito Francivaldo. Gustavo Vasconcelos tem ‘carta branca’ na Prefeitura para realizar suas “transações”, e possui confiança do tio, respaldado – evidentemente – no pai, outro que manda e desmanda na gestão do irmão.
Filho do ex-deputado Pedro Vasconcelos e sobrinho de Francivaldo Vasconcelos Sousa, Prefeito de Cachoeira Grande, Gustavo Vasconcelos, o Gugu é o responsável pelo 'manuseio' dos recursos públicos que caem na conta da Prefeitura.
TUDO EM CASA Prefeito de Cachoeira Grande, Francivaldo Vasconcelos Sousa e o sobrinho tesoureiro Gustavo Vasconcelos: dinheiro público à vontade para o enriquecimento ilícito da família
Em Cachoeira Grande tudo funciona em família, o nepotismo rola solto na Prefeitura. Além de Gugu, outro tio, Cláudio Vasconcelos é Secretário de Turismo, afora esses, existem pelo menos uma dúzia de outros Vasconcelos pendurados em cargos comissionados, faturando gordos salários.
IRREGULARIDADES
Semana passada, o Ministério Público de Contas (MPC), em representação do Tribunal de Contas do Estado, solicitou  a concessão de medida cautelar determinando o afastamento do prefeito de Cachoeira Grande, Francivaldo Vasconcelos, juntamente com a decretação da indisponibilidade de seus bens, por irregularidades financeiras na gestão pública municipal.
A representação pediu ainda a concessão de uma segunda medida cautelar determinando a suspensão de todos os pagamentos relacionados aos contratos. A Prefeitura de Cachoeira Grande foi alvo de fiscalização realizada por mais de um ano pela Controladoria Geral da União (CGU). Entre os inúmeros recursos fiscalizados, foram investigados suspeitas de irregularidade no dinheiro do FNDE, FUNDEB e PNATE.
Tesoureiro da Prefeitura, o ''playboyzinho'
SÓ DE BOA? Gugu, o homem do esquema no município de Cachoeira Grande, faz a festa com o dinheiro público 
O que a CGU encontrou foram diversas irregularidades na gestão dos Vasconcelos. Foram detectadas licitações e contratos em desacordo com a legislação, subcontratações ilegais, além de irregularidades diversas nos pagamentos efetuados.
Há suspeitas de fraudes em licitações, contratações de empresas fantasmas, superfaturamento em contratos e até desvios de recursos públicos  por meio de notas fiscais fictícias ou “frias”, que são aquelas nas quais os serviços declarados não são prestados ou os produtos discriminados não são entregues.
E imagine que Gugu já começa a se projetar para tentar suceder o tio na Prefeitura, vê se pode? Só que essa é outra história…

Com revisão da Agência Baluarte. 
Membro do PC do B ribamarense, Edelvi declarou com exclusividade a Agência Baluarte que pretende concorrer a uma vaga no Legislativo da cidade. Dessa vez pelas oposições

Por Fernando Atallaia
Direto da Redação

O circo tá pegando fogo. A vinda de Luís Fernando a Ribamar para fazer frente ao desgaste de Gil Cutrim na cidade e reforçar o velho discurso de ‘grupo unido para as eleições’ despencou na falta de credibilidade do atual prefeito, revelando uma crise interna já existente há anos no seio do grupo politico do Governo Municipal. 

Essa amostragem de fragilidade é perfeitamente perceptível quando a grande maioria dos candidatos que apoiaram Gil Cutrim em 2012 faz hoje oposição ferrenha ao prefeito. É o caso do ex-aliado e familiar de Gil, Edelvi Cutrim que anunciou com exclusividade em entrevista a Agência Baluarte na tarde de ontem (23) que é pré-candidato a Vereador contra os candidatos do prefeito em 2016.
Edelvi Cutrim
Edelvi Cutrim, do PC do B ribamarense: anúncio de pré-candidatura a Vereador para 2016 
Edelvi é um dos representantes da nova politica ribamarense que encontrou no campo oposicionista a confortabilidade necessária para expor pensamentos, ideias e projetos para a cidade. Realidade da qual não gozava quando pertencia ao grupo de Gil Cutrim. 

ANB Online apurou que muitos pretensos postulantes a uma vaga na Câmara de Ribamar que fazem no momento atual as vezes de bons amigos de Cutrim já se preparam para abandonar o barco e integrar os novos grupos de oposição do município. ‘’ Gil não aceita críticas, pra tá do lado dele tem que ficar 24h puxando o saco, quem fecha com o prefeito já sabe que vai ter que bajular, sorrir na marra, à força, ser falso consigo mesmo, Gil praticamente obriga as pessoas a mostrar que tão satisfeitas e outros que querem se aproveitar dele ficam sorrindo e por trás falam mal,  eu tô me preparando pra sair do grupo dele, não quero isso pra mim, até porque o compromisso deles lá é só com os vereadores de mandato que funcionam como cabo eleitorais do Gil’’, disse um deles. 


Edelvi Cutrim vem crescendo politicamente em São José de Ribamar de forma relevante. Consciente dos problemas da realidade local, nas eleições passadas teve mais de 300 votos somente na região da Sede. O ex-candidato a Vereador  aproveitou a oportunidade para relembrar o feito. ‘’ Me candidatei pela primeira vez numa candidatura engajada, mas sem estrutura, sem apoio  e tive mais de 300 votos apoiando um prefeito que à época já dava claros sinais de desgaste, em 2016 vai ser diferente, muito diferente; sou pré-candidato sim a Vereador para tirar esse grupo que aí está deitando e rolando com a vida das pessoas'', canonizou ele. 

Nº de visitas

Confira a Hora Certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores