terça-feira, 4 de novembro de 2014
VENTILAÇÃO DE HONAISER PARA EDUCAÇÃO OBEDECE AO CRITÉRIO DOS ACORDOS POLÍTICOS; IMPRENSA 'QUESTIONADORA' É CHAMADA DE PATRULHA; INTENÇÃO DE FLÁVIO DINO É LEGITIMAR A ESCOLHA.

Que uma hora iria acontecer todos já sabiam (imprensa, população, partidos políticos, bajuladores ou pseudo-aliados e oportunistas), mas que seria por esses dias, era impossível prever. Aconteceu: Weverton Rocha(PDT), o conhecido maranhense que chegou a incrível e consolidada carreira política no estado a base de jogadas e tretas notáveis, acaba de impor a Flávio Dino o nome do empresário Márcio Honaiser para a Secretaria de Educação do Estado.

FORA DA REALIDADE?  Weverton pretende interferir junto a Flávio Dino como fazia com Jackson Lago. O Governador permitirá? 
Weverton, que nunca teve problemas em jogar no campo do alpinismo social e dos interesses individuais em detrimento do interesse público, ainda acha que está no governo de Jackson Lago onde assumia deliberada e arbitrariamente decisões que punham em jogo o futuro dos maranhenses. Que, inclusive, penaram com desvios de milhões de reais  somando-se os muitos atos de corrupção do hoje deputado reeleito.

A ‘forçação de barra’ por parte de Weverton Rocha a Flávio Dino mostra a alma do aliado, sua idiossincrasia, seus valores e anseios mais profundos. Não é de hoje que a fixação de Rocha pelo Poder passa dos limites. Ele já revelou em outros casos, destemida inclinação para o enriquecimento ilícito. Dezenas de processos na Justiça contra o deputado comprovam o fato.

PEIXE FORA D'ÁGUA O empresário Márcio Honaiser: qual, de fato, é a relação dele com o Maranhão para assumir uma Pasta tão importante? 
Flávio Dino, como já havia revelado este meio de comunicação, em campanha foi capaz de fazer as alianças mais tórridas para alcançar o objetivo de tornar-se Governador. Hoje eleito, terá de conviver com figuras como Weverton Rocha, que despudoradas e sem noção alguma do espaço da Coletividade, continuam a trabalhar pelo fortalecimento das práticas de politicalha que ferem a toda e qualquer Governabilidade para contemplar amigos, parentes, vizinhos, animais de estimação, empresários e afins. O nome de Márcio Honaiser na cabeça de ponta da ventilação a uma pasta importante e poderosíssima do Governo é somente um sinal do que ele é capaz. E não para por aí.

Os sinais de cumplicidade entre Flávio e Weverton não denotam em nenhum momento que um está tentando ludibriar o outro. O primeiro demonstra sapiência do traquejo do pedetista amigo. Nessa terça-feira(4) a imprensa questionadora da imposição de Weverton Rocha para a Secretaria de Educação foi ‘oficialmente’ chamada de patrulha em release publicado às pressas por setores de outra aliada, a imprensa pró-Dino. É agora proibido revelar detalhes da politicalha que envolve as indicações do Governador eleito ou, na melhor das hipóteses, inaceitável aos meandros das decisões, lançar luz de esclarecimentos à população.
CUMPLICIDADE rendido, Flávio Dino já começa a dá sinais de que os interesses nada comunistas podem suplantar o interesses público 
O perigo reside justamente nessa configuração obscura: se Flávio Dino e Weverton Rocha estão de fato empenhados em sacrificar as populações do estado com uma indicação que nada reflete a realidade da educação do miserável e pobre Maranhão, estarão, portanto, ambos, repetindo seus antecessores. Que, assim como Weverton, sempre pensaram mais em seus chegados para cargos de alta responsabilidade que nos problemas sociais gritando à porta. Weverton sempre esteve nessa rota. Basta agora saber se Flávio Dino já se decidiu por esse caminho. Ou se já começou a trilhá-lo. 



Por Fernando Atallaia
Direto da Redação  


José Dirceu começa a cumprir pena domiciliar

Ele obteve o direito à progressão do regime semiaberto para o aberto no dia 20 de outubro, ao cumprir 11 meses e 14 dias de prisão, um sexto da pena


Gazeta do Povo 

O ex-chefe da Casa Civil da Presidência da República José Dirceu deixou no fim da tarde dessa terça-feira (4) a Vara de Execuções Penais, onde assinou o termo que o libera para cumprir prisão em regime aberto, autorizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na última terça-feira (28). Trezentos e cinquenta e quatro dias depois de ter sido preso, o ex-ministro José Dirceu, considerado pelo Ministério Público como o mentor do esquema do mensalão, chegou à vara por volta das 13h e não falou com a imprensa. Condenado na Ação Penal 470, a partir de agora, Dirceu poderá cumprir o restante da pena inicial de sete anos e 11 meses em casa.

Ele obteve o direito à progressão do regime semiaberto para o aberto no dia 20 de outubro, ao cumprir 11 meses e 14 dias de prisão, um sexto da pena, requisito exigido pela Lei de Execução Penal. Por volta das 13h, o ex-ministro chegou à Vara de Execuções. Depois de ficar dez minutos dentro de seu carro, na lateral do prédio, deu a volta na quadra e parou na entrada principal do edifício. Desceu com seu advogado José Luis Oliveira e Lima e, em meio a cinegrafistas e fotógrafos, passou pela recepção rumo aos elevadores.

PARTICIPAÇÃO NO GOVERNO DE DILMA Após amargar xilindró, Dirceu não vê a hora de começar a dá as cartas no governo da Presidenta 
Em meio à confusão, pelo menos uma mulher que estava no local gritou chamando o ex-ministro de ladrão. Cerca de 3 horas depois, o ex-ministro deixou o prédio da Vara de Execuções, entrou em seu carro e voltou para o escritório onde trabalha.

O ex-ministro, condenado como mentor do esquema de compra de parlamentares durante o primeiro mandato do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, descontou 142 dias da pena por ter trabalhado durante o dia em escritório de advocacia de Brasília e estudado dentro do presídio. Dirceu foi preso no dia 15 de novembro do ano passado.

Rotina

A partir de agora, Dirceu ficará sob observação da Justiça, tendo que se apresentar periodicamente ao juiz responsável pela execução de sua pena. Em tese, passaria as noites numa Casa do Albergado, mas, como não existe este tipo de estabelecimento em Brasília, poderá cumprir o resto de sua pena em casa. Fora da cadeia, Dirceu terá de se recolher à sua residência entre as 21h e 5h. Não poderá frequentar bares, portar armas ou entorpecentes e nem se encontrar com outros condenados da Justiça, sejam eles do processo do mensalão ou não.

A rotina dele agora será outra...
Com a progressão, o ex-ministro também não precisará mais do emprego no escritório de advocacia de José Gerardo Grossi. Graças ao trabalho, ele podia deixar a prisão durante o dia para dar expediente. No regime aberto, Dirceu deve ser autorizado a trabalhar em sua própria empresa de consultoria.
Em prisão domiciliar, o ex-ministro será o quinto beneficiado com a progressão de regime. Atualmente também cumprem o restante da pena em casa Genoino, Delúbio, o ex-tesoureiro do PL, atual PR, Jacinto Lamas, e o ex-deputado do mesmo partido Bispo Rodrigues. Nos próximos dias, também deve ser autorizado a cumprir o restante da pena em casa o ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha (PT-SP).

Saída do presídio

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, condenado no processo do mensalão, deixou na manhã desta terça-feira o Centro de Progressão Penitenciária de Brasília(CPP) e foi marcada por tumulto e empurra-empurra causados por desentendimento entre seguranças do ex-ministro e um repórter do programa Pânico na TV, da Rede Bandeirantes.

Antes deixar o centro, Dirceu avistou a equipe de reportagem e bradou ainda do lado de dentro do complexo: "Vocês não têm vergonha na cara?". Ao notar que os repórteres não iam embora, o ex-ministro cruzou o portão cercado por dois seguranças que tentavam impedir o repórter do Pânico na TV de entregar um maço de dinheiro ao petista. Como chovia, os seguranças tentavam proteger Dirceu com seus guarda-chuvas. Dirceu embarcou numa caminhonete no horário que costuma sair para trabalhar.

Adriano é denunciado por tráfico de drogas e associação ao tráfico

Gabriela Moreira, do Rio de Janeiro (RJ


O atacante Adriano, que tenta retomar a carreira no futebol francês, foi denunciado pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro nesta terça-feira. A acusação é grave: tráfico de drogas e associação ao tráfico de drogas. O primeiro crime prevê pena de até 15 anos de reclusão, e o segundo, dez. Além disso, também pode responder por falsificação de documento.

O caso será avaliado pela 29ª Vara Criminal do Rio, que vai decidir se acata ou não a denúncia oferecida pelos promotores. A denúncia foi feita pela 1ª Central de Inquéritos do Ministério Público do Rio de Janeiro.
Na denúncia, o promotor não vê a necessidade de prisão de Adriano, mas pede que seu passaporte seja recolhido, pela "possibilidade de fuga do jogador, por ser "pessoa com elevados recursos financeiros".
O atacante Adriano, que tenta retomar a carreira no futebol francês
Para a denúncia, a promotoria se baseou em investigação da polícia que mostrou que Adriano comprou uma moto potente para um traficante da Vila Cruzeiro, comunidade onde o jogador cresceu e continuou indo mesmo depois da fama.
De acordo com a denúncia, Adriano, junto com um amigo (Marcos José de Oliveira), "consentiu que outrem utilizassem de bem de que tinham propriedade e posse, para o tráfico ilícito de drogas".
A moto comprada por Adriano, de 600 cilindradas, em 2007, foi colocada em nome da mãe do traficante Paulo Rogério de Souza Paz, o "Mica", que seria amigo de Adriano.
De acordo com o promotor do caso, na época da compra da moto a comunidade da Vila Cruzeiro era dominada pela facção Comando Vermelho, na qual Mica fazia parte. E era ele a "pessoa que autorizava ou não a entrada e saída de pessoas e a realização de eventos na região". 
Para isso, "os traficantes necessitavam de veículos velozes, em especial motocicletas, pela agilidade no tráfego, que fossem legalizados e não levantassem suspeitas quando transitassem fora das comunidades dominadas pela organização criminosa." Uma outra moto, do mesmo modelo e no nome de Adriano, também teria realizado essa missão.
Pelo raciocínio da promotoria, o ex-atacante do Flamengo e da seleção e seu amigo  "livre e conscientemente, ao colaborarem para a atividade do tráfico de entorpecentes, se associaram aos traficantes em atividade na Vila Cruzeiro, com a finalidade de facilitar o tráfico ilícito de drogas e as atividades afins,"

PT chama seus militantes “às armas”. Ou: Como funciona a correia de transmissão imprensa-petismo

Por Reinaldo Azevedo 
Querem saber como funciona a correia de transmissão imprensa-petismo? É simples e fácil de entender. O PT postou em sua página no Facebook um chamamento intitulado “Militância, às Armas”. É um convite para que a turma recorra a todos os meios possíveis de comunicação para enfrentar os críticos do governo Dilma.

Em consonância com a aloprada resolução do PT, o texto chama os adversários do partido de “representantes do atraso” e “verdadeiros fantasmas do passado”. Lê-se mais: “Eles tentam criar um terceiro turno da disputa eleitoral ao suscitarem sandices como intervenção militar e até o impeachment da presidenta”. Nota irônica: segundo a hierarquia do PT, o impeachment da Dilma seria mais grave (“até”!!!) do que a intervenção militar. Que gente exótica! Mas sigamos adiante.
Vejam aí: um único manifestante, presente ao protesto de sábado, pedindo intervenção militar virou assunto na imprensa petistófila e, claro!, pautou o partido. O truque é velho e barato, mas funciona: as pessoas são obrigadas a se defender daquilo que não pensam ou daquilo que o PT diz que elas pensam. Reitero: havia tanta gente pedindo golpe lá que os repórteres da Folha e do Estado entrevistaram o mesmo sujeito.
Golpe, quem prega é o PT em sua resolução (leia post desta manhã).
Quanto ao impeachment de Dilma, dizer o quê? Se ficar comprovado que ela sabia da roubalheira na Petrobras, a presidente vai cair. E o vice vai assumir se não estiver comprometido com lambanças. Se estiver e se isso ocorrer nos dois primeiros anos, haverá novas eleições. Se for nos dois anos finais, o Congresso indica o presidente.
É simples e sem dor! Já impichamos um presidente antes e já empossamos um vice. O país melhorou em vez de piorar.
Isso é gritaria de quem tenta calar a voz da sociedade, que protesta contra o mar de lama. “Ai, que imagem lacerdista!” É mesmo? Quem vai dar um tiro no próprio coração desta vez? Ninguém? Então deixem Lacerda de lado.

Reinaldo Azevedo é blogueiro de Veja. 

Fisioterapeuta espanca sobrinha do deputado Rogério Cafeteira


O fisioterapeuta Italo Borges foi acusado de agredir fisicamente a (agora) ex-namorada e estudante de nutrição Isabela Adler, sobrinha do deputado estadual reeleito Rogério Cafeteira.

Segundo informações repassadas, o casal estava em um casamento no último sábado (1), quando começaram a discutir por ciúmes do fisioterapeuta e foram embora do local. Ao chegar na casa da ex-namorada, Italo Borges se descontrolou e começou a espancar ela com vários socos e pontapés.

Universitária Isabela Adler mostra as imagens da agressão
A universitária Isabela Adler: xingada de vagabunda e agredida com socos no rosto, ela requereu medidas protetivas à Justiça

A vitima começou a gritar pedindo por socorro. Foi então que um médico, vizinho da estudante, presenciou a cena e ameaçou chamar a polícia. Com medo, o fisioterapeuta foi embora do local. O fato ocorreu por volta das 3h da madrugada.
Fisioterapeuta Italo Borges
O Fisioterapeuta Italo Borges: agressão contra sobrinha de Deputado 
A universitária Isabela Adler registrou um Boletim de Ocorrência contra o ex-namorado e fez o exame de corpo de delito no IML, em São Luís-MA. No B.O. a vítima diz que foi “xingada de vagabunda, agredida com socos no rosto e requereu medidas protetivas à Justiça”. Veja abaixo:
BO 1

Em mensagem enviada aos amigos, Italo Borges chama a ex-namorada de 
“psicopata suicida” e confessa as agressões que cometeu. “Amanhã estarei em casa esperando o camburão da polícia pra sair algemado lá de casa. Valeu por tudo”, disse. Veja abaixo:
Fisioterapeuta Italo Borges 2

Procurado, o deputado Rogério Cafeteira para comentar sobre o caso. O parlamentar disse que todas as medidas estão sendo tomadas.
Deputado Rogério Cafeteira
O deputado Rogério Cafeteira: “Estou em Brasília, mas assim que retornar vou cobrar da tribuna as devidas providências''. 
Cafeteira disse ainda que vai cobrar da tribuna da Assembleia Legislativa do Maranhão a providência imediata das autoridades competentes. Segundo ele, o fato que ocorreu com sua sobrinha não ficará impune.
“Estou em Brasília, mas assim que retornar vou cobrar da tribuna as devidas providências. Eu estou profundamente revoltado com essa barbaridade contra minha sobrinha e vou me empenhar para que o caso não fique impune”, disse o deputado.

Fonte: Blog do Luis Pablo. 

PDT indica Márcio Honaiser para secretaria de Educação no governo Flávio Dino

Do blog do Diego Emir 


Nas próximas horas o governador eleito Flávio Dino (PCdoB), deve anunciar o nome de Márcio Honaiser como secretário estadual da Educação. A informação foi repassada e confirmada por membros do PDT no Maranhão. Já estava certa que a pasta ficaria com a legenda, porém faltava um nome de agrado do governador para que fosse anunciado. Inicialmente o nome de Kariadine Maia foi apresentado, porém foi vetado pelo comunista.
Procurando alternativas para manter a pasta sob seu controle, Weverton Rocha (PDT), apresentou o nome de Márcio Honaiser, o qual aparentemente foi aceito pelo governador e deve ser anunciado, a menos que ocorra alguma mudança de percurso nas próximas horas.

Para quem não lembra, Márcio Honaiser foi o indicado pelo PDT para concorrer a vaga de vice-governador na chapa de Flávio Dino, porém o nome acabou não sendo aceito pelos partidos aliados. Carlos Brandão, presidente do PSDB, acabou sendo o escolhido.
ELE TÁ ACHANDO QUE A VIDA É FÁCIL Weverton Rocha já começou a dá as cartas no governo de Flávio Dino. Tendência é tentar fazer o que fez com Jackson 
Weverton Rocha mais uma vez negará que Márcio Honaiser será uma indicação sua, assim como disse de Kariadine Maia e assim como fala que não cometeu nenhuma irregularidade durante sua gestão na secretaria de Juventude e Esporte no governo Jackson Lago.

No entanto é de conhecimento geral que o secretário-geral do PDT vem exigindo espaço nas administrações municipal e estadual, leia-se Edivaldo Holanda Júnior (PTC) e Flávio Dino. Sem conseguir emplacar um nome na secretaria municipal de Educação, finalmente Weverton conseguirá seu objetivo, ser responsável por uma pasta com estrutura e muito recurso.

Já certo que a secretaria de Educação seria dele, Weverton já teria enviado essa semana emissários para saber como andam os contratos e o planejamento da pasta para os próximos anos. O pedetista sabe que a Seduc será uma ótima oportunidade para voltar a fortalecer o PDT no Maranhão e principalmente o seu nome.

Sobre Márcio Honaiser, ele é empresário da região de Balsas, atuando no ramo da Educação, possui uma faculdade particular e também com investimentos no agronegócio.

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB