segunda-feira, 13 de outubro de 2014
Emap será administrada por Ted Lago
Mais um anúncio da composição de Governo foi feito por Flávio Dino nesta segunda (13). Para dirigir a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), o governador eleito indicou o empresário Ted Lago – que possui destacada atuação internacional nos setores Empresarial e Social.
RESPONSABILIDADE Ted Lago será responsável por todas as transações náutico-comerciais dos portos maranhenses 
Com o intuito de ampliar a funcionalidade do Porto do Itaqui como vetor de desenvolvimento econômico e social do Estado e integrá-lo ao cenário mundial, Ted Lago assumirá o comando da Emap a partir de 1º de janeiro de 2015.
TED LAGO – Empresa Maranhense de Administração Portuária
Administrador de Empresas com pós-graduação em Planejamento e Finanças (PUC-RJ) e em Gestão e Processos Industriais na Deomens Schule (Munique – Alemanha), Ted Lago atua no ramo empresarial maranhense.
Através do Instituto de Cidadania Empresarial do Maranhão (do qual é um dos membros fundadores), tem forte participação na área de Desenvolvimento Econômico e Social com foco na melhoria da qualidade de vida no estado. Foi Presidente do Conselho Deliberativo do ICE-MA por 6 anos.
Ted é membro da Fundação Avina, instituição que reúne líderes destacados no trabalho pelo Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade Social da América Latina.


Matéria enviada por Aline Louise , da Assessoria de Imprensa do Governador. 
Rodrigo Maia será Procurador Geral do Estado do Governo de Flávio Dino
Na manhã desta segunda (13), Flávio Dino anunciou mais um nome que fará parte de sua equipe de Governo. O procurador de carreira Rodrigo Maia deverá chefiar a Procuradoria Geral do Estado, órgão responsável pela representação judicial e consultoria jurídica do Maranhão, exercendo a defesa legítima dos interesses do Estado.
Rodrigo Maia Rocha(foto) foi escolhido por Flávio Dino para Procuradoria Geral do Estado
Na semana passada, Dino anunciou outros dois nomes de sua equipe – Marcelo Tavares (Casa Civil) e Márcio Jerry (Articulação Política e Assuntos Federativos).
RODRIGO MAIA ROCHA – Procuradoria Geral do Estado
Procurador do Estado do Maranhão há 10 anos, Rodrigo Maia tem carreira ligada à defesa da Advocacia Pública. Formado em Direito pela Universidade Federal do Maranhão e aprovado por concurso público em 2005, Maia seguiu carreira na Procuradoria do Estado e compôs, por dois mandatos, o Conselho Estadual da Ordem dos Advogados do Brasil.
É professor da Escola Superior de Advocacia na OAB-MA e foi vice-presidente da Comissão de Advocacia Pública da Ordem. É pós-graduado em Ciências Criminais (CEUMA) e pós-graduando em Direito Ambiental (UFPR). Compôs por três mandatos consecutivos o Conselho Estadual de Direitos Humanos.
Sua função atual é de secretário municipal de Meio Ambiente da capital, ocupando a diretoria da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (ANAMMA) desde agosto de 2013 e membro do Plenário e da Câmara Técnica de Assuntos Jurídicos do Conselho Nacional de Meio Ambiente, ligado ao Governo Federal.

Matéria enviada por Aline Louise, da Assessoria de Imprensa do Governador. 

Eliziane Gama já inicia campanha para a prefeitura de São Luís


DO GI

As eleições de 2014 nem terminaram, os eleitos no primeiro turno nem foram diplomados, mas a campanha de 2016 já teve início.
Eleita para ocupar uma vaga na Câmara Federal, com uma votação recorde em São Luís (79.546 votos), a deputada Eliziane Gama (PPS) começa a se movimentar para disputar o comando daadministração municipal no próximo pleito.
COMPULSÃO A agora Deputada Federal Elisiane Gama mandará o mandato às patavinas na ânsia de se tornar prefeita
Eliziane disse que “com ou sem o apoio de Flávio Dino” vai ser candidata a prefeita.
Em 2012, Eliziane ficou em terceiro lugar na disputa e, no segundo turno, ficou em cima do muro com relação aos candidatos João Castelo (PSDB) e Edivaldo Holanda (PSC) Júnior, que, sem experiência no comando de executivos, assim como Eliziane, faz uma péssima administração.
Holandinha(foto) terá que enfrentar a ganância de Elisiane que, eleita Deputada para representar o povo, quer mesmo é ser prefeita de São Luís 
Ao então candidato João Castelo, Eliziane chegou a confirmar que o apoiaria e até faria uma declaração gravada para exibição no programa eleitoral. Pediu apenas um tempo para tomar um banho e retocar a maquiagem.
Castelo conta que até hoje ela não voltou desse banho para gravar a prometida declaração…

Acusado por várias irregularidades, prefeito de Bacuri tem bens bloqueados


Do MP/MA

Em atendimento a pedido do Ministério Público do Maranhão, em Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa, a Justiça determinou, no dia 7 de outubro, a indisponibilidade e o bloqueio dos bens do prefeito de Bacuri, Baldoino da Silva Nery, de membros da Comissão Permanente de Licitação, do pregoeiro do município e de empresários que prestam serviços à Prefeitura de Bacuri, por irregularidades em cinco processos licitatórios realizados em 2013.

As irregularidades foram constatadas em análise dos procedimentos licitatórios feita pela Assessoria Técnica da Procuradoria Geral de Justiça, requerida pela promotora de justiça Alessandra Darub Alves, da Promotoria de Bacuri.

De acordo com o parecer dos técnicos da PGJ, foram desrespeitados vários comandos legais obrigatórios, como a não publicação do resumo do edital de licitação e o resultado do processo, conforme determina as Leis 8.666/1993 e 10.520/2002.
O prefeito de Bacuri,Baldoino da Silva Nery: bens bloqueados por corrupção 
“Nos referidos pregões não consta o termo de referência, documento que deverá conter elementos capazes de propiciar a avaliação do custo pela administração, diante de orçamento detalhado, considerando os preços praticados no mercado, a definição dos métodos, a estratégia de suprimento e o prazo de execução do contrato”, acrescenta o parecer.
No caso do bloqueio e indisponibilidade dos bens do prefeito e dos membros da CPL, o valor atingido deve ser de RS 2.795.743,16, que equivale ao montante dos contratos decorrentes das licitações com irregularidades.
Já as empresas tiveram bens bloqueados e colocados em indisponibilidade no valor de cada contrato dos quais foram vencedoras das licitações. Somente a empresa Adson Carlos Silva Oliveira e A.C.S. Oliveira Comércio teve bens bloqueados no valor de R$ 1.707.687,16.
Também foram atingidos os empresários Moises da Silva Feitosa – representante da empresa Oliveira e Silva Ltda-ME (R$ 550 mil), Diego Roberto Assunção dos Santos (R$ 475.636,00) e João Francisco Mafra ( R$ 611.870,00).
Na decisão, o juiz Marcelo Santana Farias, titular da Comarca de Bacuri, determinou que “o bloqueio dos valores deva ser feito via Banco Central nas contas-correntes, contas poupanças e demais investimentos financeiros de titularidade dos requeridos através do CPF e/ou CNPJ, as quais somente poderão ser movimentados por determinação deste juízo, salvo os créditos de natureza alimentar e os valores que ultrapassem a referida quantia bloqueada”.

Rússia discute redução de jornada de trabalho para 36 horas semanais

Atualmente, a maioria dos russos trabalha 40 horas semanais. A sugestão, que partiu da Organização Internacional do Trabalho, será debatida nesta semana

Da Redação/Brasil de Fato
A Câmara dos Deputados da Rússia criou um comitê que irá discutir o ajuste da semana de trabalho para 36 horas. De acordo com o jornal Russia Today, isso aconteceria sem cortes salariais. Atualmente, a maioria dos russos trabalha 40 horas semanais. A sugestão, que partiu da Organização Internacional do Trabalho, será debatida nesta semana.

Rússia discute redução de jornada de trabalho para 36 horas semanais

A discussão foi levantada no blog Kommersant, publicação popular da Rússia, mas a postagem foi retirada do ar. O texto dizia que quatro dias de trabalho na semana tornariam as pessoas mais felizes e saudáveis, criaria mais empregos e aumentaria a produtividade de cada profissional. Além disso, Jon Messenger, autor da publicação, afirmava que a redução no número de horas também diminuiria a poluição ambiental.

Segundo o parlamentar e líder do comitê Andrey Isayev, a redução da jornada em horas é mais importante do que a redução de dias. De acordo com Isayev, trabalhar dez horas durante quatro dias é a mesma coisa que uma jornada de 40 horas.
Como estado-membro, a Rússia já ratificou 68 convenções da Organização Internacional do Trabalho, sendo que algumas delas implicaram em alterações no Código de Trabalho do País.

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB