sexta-feira, 10 de outubro de 2014
Coluna do Fernando Atallaia

Por Fernando Atallaia
Editor da Agência Baluarte
atallaia.baluarte@hotmail.com

O novo governo e o velho conceito para a Cultura do Maranhão

O Maranhão é um estado onde a Cultura é definitivamente indissociável da forma com a qual os governantes a viram nas últimas décadas. Aqui quando se lança mão do termo há uma conexão direta com o Folclore ou a chamada ‘cultura popular’. Essa associação sempre serviu aos currais eleitorais e às intenções ‘políticas’, de forma que é impossível não tratar do assunto sem que se evoquem as pretensões que nos emperraram diante dos demais estados brasileiros.

A grande maioria de nossos Secretários de Cultura até hoje obedeceu à lógica do ‘pão e circo’ ou das festividades datadas (Festejos Juninos e Carnaval) para definir ou mesmo classificar o nosso conceito de Cultura. Em obediência, é claro, às orientações de seus governadores. O Maranhão que tem uma das mais vastas bibliografias; uma tradição literária rica, fecunda e promitente; uma vocação para os Movimentos Culturais de Juventude e a contínua celebração de artistas em torno de Festivais de Música caiu no limbo do obscurantismo por anos a fio. Em contrapartida, hoje nosso estado anuncia uma sólida, consistente e nova conjuntura.

Para falar na Arte produzida por estas plagas nos dias atuais, por exemplo, devemos nos remontar, necessariamente, ao amplo caldeirão de manifestações culturais que nos batem à porta. E aí se incluem os artistas e agentes das mais variadas formas do Fazer Cultural. Só em São Luís, para se ter ideia, é preponderante e notável a presença de uma gama de artistas que nos apresentam grande diversidade. O Maranhão de hoje não é somente o estado do Bumba-Meu-Boi e do Tambor de Crioula. Temos grupos de Samba, bandas de Reggae, Rock, conjuntos de Jazz, Blues, Instrumental, Música Erudita e Clássica; uma cena consolidada da Poesia em todos os cantos e bairros da capital, sem falar nos municípios maranhenses que, a seu modo, também apresentam suas ‘armas’.
O governador Flávio Dino(foto) terá que nomear um Secretário de Cultura que entenda do Setor em sua diversidade e que não conceba a Cultura do Estado somente como Tambor de Crioula e Bumba-Meu-Boi 
Mas apesar das conjecturas referidas, ainda não despertamos para a riqueza de nossa portentosa tradição. Ainda ovacionamos os artistas de outros estados em detrimento dos nossos; valorizamos as peças teatrais do eixo Rio-São Paulo em detrimento de nosso Teatro e, por incrível que pareça, legitimamos todo investimento (patrocínio e atenção) na Cultura de nossos vizinhos com a escancarada aprovação de nossos gestores. Sempre foi de conhecimento de todos que a SECMA e a Func, órgãos públicos responsáveis por nossa gestão no Setor nunca mediram esforços para fazer às vezes de bons hospedeiros a baianos, cariocas e paulistas.

Essa inversão precisa acabar. Estamos às vésperas e prestes a iniciar um novo Governo que prega a mudança estrutural em todas as áreas da Gestão Pública. Temos problemas igualmente estruturais em nossa Área. O artista/agente cultural do Maranhão está no fundo do poço. Não recebe apoio para viabilidade de sua Obra. Por falta de meios e investimentos permanentes, não trabalha conjuntamente com outros profissionais afins na propagação e difusão dos valores culturais. Nosso banco de dados e nosso Patrimônio Cultural Material e Imaterial estão abandonados à própria sorte. Nossa identidade cultural vulnerável, fragmentada, confinada ao quase desaparecimento.

Em breve, será anunciado o Secretário de Cultura para os próximos quatro anos. Ele terá a obrigação de entender e compreender profundamente todas as nuances, reivindicações, peculiaridades, demandas e lutas de nossos artistas em suas formas de trabalho e expressão. Terá também que organogramar um sólido programa e plano de ação para banir de vez os conceitos delimitativos que beneficiam somente a uma, duas formas de fazer Cultura. Terá que entender, por obrigação da função, sobre as questões e problemas culturais que se arrolam às nossas Artes Plásticas, Escultura, Cinema, Arquitetura, Artesanato, Literatura e Crítica Literária. Apresentar somente a Programação Junina e os Carnavais é uma prova de que nada mudou e de que o próximo governo poderá repetir o antecessor.  


Não é por aí. 

Flávio Dino anuncia Márcio Jerry na Articulação Política e Marcelo Tavares na Casa Civil

Blog do Neto Ferreira

Em comunicado pelas redes sociais, o governador eleito do Maranhão fez o primeiro anúncio de quem deve compor seu secretariado. As pastas da Casa Civil e da Articulação Política e Assuntos Federativos serão ocupadas, respectivamente, pelo deputado estadual Marcelo Tavares e pelo jornalista Márcio Jerry. Ambos fizeram parte da coordenação da campanha que elegeu Flávio Dino com 63,52% dos votos.
O anúncio foi feito pelas redes sociais oficiais do próprio Flávio Dino, afirmando ainda que ficará sob a coordenação de Marcelo Tavares a condução da Equipe de Transição Administrativa – responsável pelo diagnóstico da conjuntura estadual e preparação para os primeiros dias de Governo em 2015.
Flávio Dino
Flávio já começou a anunciar Secretariado: Tavares na Casa Civil e Jerry na Articulação
Márcio Jerry organizará o diálogo com os partidos políticos, as lideranças sociais e municipais.
Outros nomes que vão compor o primeiro escalão do futuro governo de Flávio Dino serão anunciados ao longo dos próximos dias.
Veja o comunicado oficial de Flávio Dino:
“Comunico à sociedade maranhense as seguintes indicações para nossa equipe de governo, a ser nomeada e empossada no dia 1º de janeiro de 2015:
1 – MARCELO TAVARES – Casa Civil
2 – MÁRCIO JERRY – Articulação Política e Assuntos Federativos
Informo que a Equipe de Transição Administrativa, a ser designada, será coordenada por MARCELO TAVARES. Tal equipe fará os contatos com o atual Governo, bem como irá elaborar diagnóstico sobre a conjuntura do Estado, abrangendo obras, contratos, serviços e situação financeira.
O diálogo com os partidos da coligação, com outros partidos políticos, lideranças municipais e com a sociedade civil, abrangendo consultas sobre a formação da equipe de governo, será coordenado por MÁRCIO JERRY.
São Luís, 10 de outubro de 2014.
FLÁVIO DINO
Governador eleito do Maranhão”

Rubens Pereira Jr. vitória do povo‏

No último domingo (05), o Maranhão vivenciou um dos momentos mais importantes de sua história política. Após 49 anos de domínio da família Sarney, o povo decidiu pela mudança ao eleger Flávio Dino para o governo do estado e Roberto Rocha para o senado federal. Outra vitória significativa foi a eleição de Rubens Pereira Jr. para o cargo de deputado federal. O atual deputado estadual e líder do bloco parlamentar de oposição teve a terceira maior votação dentre os deputados federais maranhenses eleitos (118.115 votos).

Baixe Vitória.jpg (2,5 MB)
Recortes da vitória: deputado foi um dos mais bem votados do estado 
Amigos, familiares e colegas de trabalho do deputado Rubens Jr. se reuniram no comitê de campanha para acompanhar a apuração dos votos. Com muita alegria o parlamentar recebeu, voto a voto, a confiança depositada por todos os maranhenses em seu trabalho e se emocionou ao confirmar o triunfo do projeto oposicionista.

Rubens Pereira Jr. terá a árdua e recompensadora missão de representar a Virada de Página do Maranhão na Câmara Federal 

Com a confirmação da vitória, Rubens Jr. e sua comitiva se dirigiram à Praça Maria Aragão para ouvir o pronunciamento do novo governador, Flávio Dino. Ao lado do povo, o “federal de todos nós”, como ficou conhecido durante a campanha, foi recebido com festa por membros da União da Juventude Socialista – UJS MA e por milhares de maranhenses eufóricos com a virada de página na história do Maranhão.



Matéria enviada por Assessoria de Imprensa do Deputado. Textos-Legenda da Agência Baluarte. 
Paço do Lumiar amplia rede de serviços da Atenção Básica
O sistema público de saúde de Paço do Lumiar registra nestes quase dois anos da administração do prefeito professor Josemar Sobreiro (PR) grandes avanços e conquistas para os luminenses. Além da ampliação, reforma e abertura de Unidades Básicas de Saúde, a Secretaria Municipal de Saúde anuncia a construção de mais seis para os próximos meses, nas localidades de Parque Horizonte, Residencial Safira, Santa Clara, Mercês, Maioba e Nova Vida.
A secretária de Saúde, Maria Nadi Morais conta que, “com a ampliação da rede de serviços, a população luminese estará totalmente coberta por serviços da atenção básica”.
Atualmente estão em pleno funcionamento no município 15 UBS atendendo às comunidades do Maiobão, Sede, Iguaíba, Pau Deitado, Vila São José, Cafeteira, Conjunto Roseana, Lima Verde, Vila Nova Canaã, Pindoba, Tambaú, Pirâmide, Paranã, Maioba e Itapera e são abastecidas com os medicamentos, insumos e vacinas, realizando todas as atividades e procedimentos previstos e específicos  na Atenção Básica à Saúde.
Baixe DSC_0004.JPG (2016,3 KB)
Prefeito Josemar Sobreiro e a Secretária de Saúde, Nadi Morais em visita à farmácia da UBS de Itapera
As UBS são responsáveis pela cobertura dos moradores da região onde são implantadas, e contam com o apoio de 21 equipes do Programa Saúde da Família (PFS), Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e médicos do Programa Mais Médicos e PROVAB (Programa de Valorização da Atenção Básica). Elas funcionam de segunda a sexta-feira e contabilizam em média de 50 consultas diárias ao medico e enfermeiro, além dos demais atendimentos diários.
No início de 2013, as unidades sem condições de atendimento à população foram remanejadas para novos prédios e outras adquiridas pelo Governo Federal, além da compra de equipamentos e contratação temporária de profissionais por meio de seletivo.
Especialidades - Uma grande conquista dos luminenses está na abertura do Centro de Especialidades e Diagnósticos – CED, que abrange uma rede de serviços de média complexidade entre consultas ambulatoriais e exames de imagem e laboratoriais.
Entre as especialidades disponíveis estão: cardiologia, urologia, nutricionista, fisioterapia, oftalmologista, clínico geral, pediatra, Endocrinologia, Ortopedia, Ginecologia, Ultrassonografia, Radiologia, Terapia Ocupacional, Psicologia e Fonoaudiologia.
O Centro de Apoio Psicossocial – CAPS, hoje proporciona um atendimento humanizado, de referência aos pacientes com distúrbios mentais. Os usuários do Centro recebem o devido atendimento num ambiente salubre sob o monitoramento de equipes de multiprofissionais, como: terapeutas ocupacionais, psicólogos, psiquiatras, farmacêuticos, enfermeiros e fisioterapeutas.
Os idosos de Paço do Lumiar também tem um cuidado especial e são acolhidos pela equipe do Grupo de Atenção ao Idoso – GAI, implantado na Sede do município e na Vila São José. O Grupo promove encontros semanais e apresenta um trabalho diferenciado, através de atividades motivacionais para uma vida saudável e ativa.
As Academias da Saúde, recém-inauguradas no município, representam um grande avanço na promoção da saúde. Os moradores do Maiobão e Itapera contam, todos os dias, com a orientação de vários profissionais para uma vida mais saudável. As academias são do modelo básica e ampliada, e têm por objetivo promover práticas corporais, atividades físicas e acompanhamento alimentar.
Paço do Lumiar é referência também na implantação de programa federais, como o “Melhor em Casa”, que, no ano passado, recebeu o certificado de melhor desempenho, entre os municípios maranhenses, e mais, os programas municipais de Saúde da Mulher, Saúde Bucal, Saúde na Escola, Endemias, entre outros.



Matéria enviada por Coordenação de Comunicação da Prefeitura de Paço do Lumiar. 
A importância histórica da vitória de Roberto Rocha no Senado
 As eleições de 2014 ficarão, para sempre, marcadas na história política do Maranhão. Pela primeira vez a oposição obteve uma vitória dupla, elegendo governador e senador, e acabou com domínio do grupo Sarney que já durava 50 anos. Flávio Dino e Roberto Rocha saem das urnas vitoriosos e com uma grande responsabilidade: tirar o estado do atraso que se encontra.
 Fortalecido pela expressiva votação, Roberto Rocha alcançou um feito inédito na política maranhense. Nunca um senador de oposição a oligarquia Sarney no Maranhão tinha conseguido se eleger. São quase 30 anos de comando do clã sob todas as três cadeiras destinadas ao estado no Senado Federal.
Vitória de Roberto Rocha inaugura um novo tempo do Maranhão no Senado Federal 
Com mais de 1,5 milhão de votos, Roberto Rocha representa o sentimento de mudança que o povo maranhense tanto sonhou. Mesmo com todo aparato do governo estadual e federal, seu principal concorrente, Gastão Vieira, não conseguiu fazer frente na vontade da população de modificar por completo a política do Maranhão.
Agora, o novo senador eleito tem como principal objetivo unir forças com Flávio Dino para construir um estado mais justo e igualitário. A participação de Roberto Rocha no Senado será essencial para a captação de recursos e consequente desenvolvimento do Maranhão. Um aliado em Brasília é peça-chave para Dino, já que o histórico da relação de senadores sarneysistas com governos de oposição tem como principal particularidade apenas os interesses políticos.
Mudança de perfil
Roberto Rocha no Senado representa não só a mudança de mentalidade política, mas também do perfil de senadores que representam o Maranhão em Brasília. Nomes como Epitácio Cafeteira, João Alberto, Edison Lobão e Roseana se enquadram na mesma característica que Gastão Vieira: políticos da confiança de José Sarney que ganham uma vaga no Senado como forma de gratidão pelos bons serviços prestados.
Romper esse círculo vicioso que se transformou o Senado maranhense denota o cansaço do povo com a atual política estadual. A vitória de Roberto Rocha foi um golpe para a oligarquia, pois foi um revés nunca imposto para o clã Sarney na história política do Maranhão.
 Histórico político
Natural de São Luís, Roberto Rocha ingressou na política em 1990, quando, aos 26 anos, foi eleito deputado estadual. Quatro anos depois conquistou uma cadeira na Câmara Federal, sendo reeleito em 1998. Em 2002 foi candidato a governador.
Em 2006 foi novamente eleito deputado federal como o mais votado da história do Maranhão. Quatro anos mais tarde tentou uma vaga no Senado. Nas últimas eleições, em 2012, sagrou-se vice-prefeito de São Luís.
O histórico político, sobretudo atuando como deputado federal em Brasília, credenciam Roberto Rocha a ser um senador de destaque para o Maranhão. Trabalhando pelos interesses do povo e em consonância com Flávio Dino, Rocha tem todas as credenciais para ser o que o povo pediu nas urnas: o senador da mudança e de todos os maranhenses.

Matéria enviada por Assessoria de Imprensa do Senador. Textos-Legenda Agência Baluarte. 

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB