quinta-feira, 3 de julho de 2014
Mais de três mil gestores públicos tiveram contas rejeitadas pelo TCE-MA

O Imparcial

A lista foi entregue nesta quinta-feira (3) pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) ao Tribunal Regional Eleitoral (TER-MA). Nomes de 3.410 gestores que tiveram as contas rejeitadas desde 2006 estão na lista e por isso estão inelegíveis e não podem concorrer as eleições deste ano.

Click aqui e confira a lista completa que também está disponível  no site do TCE-MA.

Membros do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão se reuniram na tarde desta quinta-feira, 3 de julho, com o conselheiro Edmar Cutrim, presidente do Tribunal de Contas do Estado, de quem receberam arquivo digital com os nomes de 3.410 gestores que tiveram suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas julgadas irregulares e/ou que receberam parecer prévio do TCE pela desaprovação nos últimos 8 anos.

Edmar Cutrim entrega a Froz Sobrinho a lista negra: o mar não tá pra peixe...
“Todos sabemos que ter as contas desaprovadas é uma das causas de inelegibilidade e este arquivo ajuda nas pesquisas feitas para deferir ou não uma candidatura. Devo lembrar apenas que ela é mutável porque podem ser feitas retificações para incluir ou excluir nomes à proporção que os processos vão sendo julgados definitivamente pela Corte de Contas”, observou o desembargador Froz Sobrinho (presidente do TRE-MA).

Para Edmar Cutrim, “o ato simboliza missão cumprida antes do prazo previsto no calendário eleitoral, que é 5 de julho”, comemorou.

Participaram da entrega os desembargadores eleitorais Guerreiro Júnior (vice-presidente e corregedor), José Eulálio Figueiredo de Almeida (ouvidor), Alice de Sousa Rocha, Daniel Blume e Eduardo Pereira; e o procurador regional eleitoral substituto, Thiago Ferreira de Oliveira.

Para visualizar a lista completa, acesse o endereço eletrônico www.tce.ma.gov.br
Bem rimado
Escritor original de Pedreiras lançou mais duas obras com declarado engajamento social; apresentação de ambas ficou a cargo  do crítico de arte e também poeta Couto Correia Filho.  

Por Fernando Atallaia
Editor de ANB Online

A literatura de Cordel, gênero literário de grande popularidade no Nordeste Brasileiro não merece tanta exegese ou acuidade crítica, como creem alguns, para chegar ao ponto. No caso do poeta e jornalista pedreirense Paulo Roberto Gomes Leite Vieira, o Paulinho Nó Cego, dada sua rica, profunda e profícua produção, a análise da obra do artista requer maior empenho por parte de leitores, observadores e críticos. E assim o fez o renomado crítico de arte e poeta maranhense Couto Correia Filho ao apresentar o versejador nas páginas iniciais que servem de introito às rimas enfeixadas nos livros.

O poeta popular Paulinho Nó Cego: abordagens do cotidiano para a Literatura de Cordel e reconhecimento de Couto Correa Filho 
Paulinho, que acaba de lançar as obras chamando atenção pela coerência com a qual vem tecendo sua trajetória ao longo de mais de 20 livros lançados, recebeu de Couto em ‘’Como ganhar as eleições’ e ‘O gol contra o crack’, apresentações afiadíssimas em prefácios que honram a pertinência dos libelos (Nó Cego aborda de maneira simples e, não poderia ser diferente, dois temas recorrentes, mas não menos importantes e pertinentes à realidade brasileira). Na ambientação, um Maranhão devassado pela corrupção e pelas práticas viciadas de uma estrutura sociopolítica corrompida pela politicalha. Tema central de sua primeira investida literária. Já na berlinda do enfrentamento factual/ideológico de um dos mais sérios e graves problemas que acometem hoje o País e a capital maranhense em especial, assim bem, como todo o estado o poeta agarra-se à problemática que envolve o uso do crack e suas terríveis implicações.

Correia Filho destaca em muitos momentos, ao discorrer sobre a obra de Paulinho, ser ele um atento observador dos problemas sociais e, assim o contextualizando, o crítico atribui à Literatura de Cordel uma função ímpar na proximidade com o leitor e suas muitas consciências. O autor, por sua vez, escolhe temas nada comuns para uma literatura que sempre lançou mão das temáticas concebidas nas discrepâncias e desigualdades da vida brasileira espalhadas, especialmente, nos sertões/grotões nordestinos Brasil afora com direito às sagas de personagens como ‘Lampião, ‘Corisco’ ou ‘Padim Ciço’.

De fato, o cordelista põe a aguda percepção da realidade em diálogo com as questões que se lhe apresentam operando e vertendo os questionamentos para as adversidades, desventuras e biografias humanas na modernidade. Essa visão do presente que é levada a cabo do começo ao fim em ambas as obras revela uma atmosfera de sofreguidão diária, desesperanças e adversidades vivenciadas pelos personagens incorporados ao ideário do escritor numa relação de correspondência direta com questões que nos atingem a todos nós. Os recém-lançados livros de Paulinho Nó Cego figuram, portanto, como um retrato de cruas e cruéis realidades as quais seria impossível nas circunstâncias atuais se escapar incólume. Por esta razão, são imprescindíveis à leitura de todos os brasileiros e maranhenses. Nos dias de hoje  e na posteridade.

Serviço:

O que: Obras em Cordel do escritor pedreirense Paulinho Nó Cego. 

Prefácio e apresentações: Couto Correia Filho.

Como adquirir: diretamente com o autor através do telefone (98) 8820-8252 ou pelo e-mail nocego@yahoo.com.br


NOMES DEFINIDOS
Cúpula do PSB ribamarense apresentou Bira do Pindaré e José Reinaldo Tavares como candidatos às proporcionais. A esposa do prefeito de Santa Inês Ribamar Alves, Luana Alves é também uma das opções.

Por Fernando Atallaia
Direto da Redação

Visando fortalecer um bloco coeso rumo às eleições de 2016 em São José de Ribamar a cúpula do PSB ribamarense reuniu, recentemente, o grupo político que apoiou o ex-candidato a prefeito Arnaldo Colaço em torno das candidaturas de Bira do Pindaré(que concorre à reeleição na AL) e o ex-governador do estado José Reinaldo Tavares que busca uma vaga na Câmara Federal nestas eleições. O partido ainda indicou a esposa do prefeito de Santa Inês Ribamar Alves Luana Alves como opção ao Legislativo federal.

Em sentido horário: José Antonio Almeida, Arnaldo Colaço e Gledson Pinheiro: 
enquanto o prefeito indica o primo e o irmão a Deputado Federal e Estadual, eles apresentam Bira do Pindaré, um ex-governador e a esposa de um prefeito 

A intenção do PSB, segundo informou na manhã de hoje (03) o presidente da legenda Gledson Pinheiro ao Blog, é fortalecer a representatividade nos Legislativos para as eleições de 2016 na cidade. ‘’ As indicações de Bira, Zé Reinaldo e Luana Alves seguem as deliberações do Partido e a vontade do Grupo no município em ganhar maior representatividade e apoio na base parlamentar para as eleições de 2016 quando o nosso candidato concorrerá por mais uma vez ao cargo de  Prefeito contra o candidato do Governo municipal’’, disse Pinheiro. 

As indicações do PSB reacenderam a expectativa de apoio entre os membros do diretório municipal e, de acordo com o dirigente, traz boas alternativas ao cenário político ribamarense do pleito atual. ‘’ Eles (Governo municipal) indicaram dois parentes do prefeito, ou melhor, o próprio prefeito (Gil Cutrim) indicou o primo e o irmão a deputado Federal e Estadual; nós do PSB ribamarense estamos  indicando um ex-governador e um deputado de história de luta e compromisso em muitas frentes aqui em Ribamar, é muita diferença, não tem nem comparação’’, sinalizou Gledson Pinheiro. 

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores