terça-feira, 19 de novembro de 2013

Asfalto Gasoso

Prefeitura de Paço do Lumiar e governo Josemar Sobreiro espalham areia; poeira e piçarra de barro pelas ruas dos bairros do município. O pacote vem causando graves danos à saúde dos luminenses e à ordem pública.

Por Fernando Atallaia
Editor de Agência Baluarte
atallaia.baluarte@hotmail.com

O governo Josemar Sobreiro, através da prefeitura de Paço do Lumiar, vem contribuindo para o péssimo estado de saúde dos habitantes daquele município. Tudo porque, seguindo as orientações do sociólogo polonês Sygmunt Bauman, que pregava a valorização de uma certa ‘’realidade gasosa’’,  Josemar e sua prole política resolveram imprimir na cidade o conceito do ‘’asfalto gasoso’’, aquele que ausente de matéria prima apropriada à sua formação é constituído por areia; barro; água e poeira. Este último elemento responsável pelo aspecto primordial do conceito, que também vem causando prejuízos e danos à ordem pública e à saúde dos habitantes de Paço.

Na prática, o governo Josemar que até aqui já recebeu uma caçambada de milhões para recuperação e pavimentação de ruas dos bairros e localidades do município, vem tapando(literalmente!) o sol com a peneira. A secretaria de Infraestrutura, onde Marconi Lopes, o vice-prefeito ou o prefeito-de-fato dá as ordens a recomendação é mostrar ‘’serviço’’. Mas, os resultados tem dado, na verdade, trabalho. Trabalho aos pais de família, juventude, crianças e população que, diariamente, tem de se locomover até à Unidade Mista de Saúde no conjunto Maiobão em busca de tratamento para gripes constantes e até casos de asma e pneumonia.

Marconi Lopes dá conselhos a Josemar (à esquerda) que ouve atentamente informações sobre os bairros que já receberam as porções do ''asfalto gasoso'' em Paço do Lumiar
''O governo Josemar curte uma boa poeira’’, diz o estudante Taílson Lima, residente do bairro Paranã 2. Taílson refere-se às caçambadas de areia em forma de ‘’piçarra’’ depositadas ao léu pelas avenidas e ruas das localidades de Paço do Lumiar, onde o seu bairro foi um dos tristes contemplados. Para o governo do ‘’professor’’(Josemar é também chamado de professor, não se sabe o porquê, mas é!) essa é a medida certa para sanar o problema dos buracos, crateras e valas que se arrastam Paço afora. Ação paliativa, a iniciativa de cunho eleitoreiro não convenceu a população. ‘’Eles jogam a piçarra, o vento bate e a poeira sobe, é muita poeira nas casas, dentro das casas e as crianças engolem e respiram isso (poeira industrial) dia e noite,  estamos todos doentes já’’, completa Lima.

Goela a baixo- ‘’Esse governo de Josemar pensa que os outros são besta, tão empurrando poeira na gente goela a baixo e depois ainda passa um caminhão-pipa jogando água, é o famoso bate e abana’’, denuncia Sandra Cruz, uma dona de casa que votou no prefeito do Partido Republicano e que  hoje afirma está arrependida.’’ Nele não voto nunca mais’’, diz Sandra.

O fato do governo Josemar ainda ter contratado uma empresa para ‘’aguar’’ as ruas dos bairros depois dos depósitos de piçarra serem feitos chama atenção dos luminenses, mas não chamou ainda a do Ministério Público local, que não se pronunciando sobre o problema, segundo os moradores, se posiciona em  conivência. ’’ Eles(MP) estão concordando com isso? Cadê o Ministério Público que não toma uma providência com essa palhaçada que está deixando o povo doente e sem condições de trabalhar?’’ Indaga o mestre de obras Carlos Augusto, um dentre os milhares de luminenses que enfrentam hoje a presença do ‘’asfalto gasoso’’ em Paço do Lumiar.

Carlos teve recentemente um filho internado por causa da poeira devastadora e mais outros três familiares vitimados pelas consequências das medidas da Secretaria de Infraestrutura. ‘’ Não tem jeito, eles estão fazendo um mal danado à população; não estão aplicando direito o dinheiro que é pro asfalto e pra compensar mandam terra, poeira, água, qualquer coisa, mas o problema mesmo é a poeira, ninguém consegue respirar direito’’, explica ele.

A equipe de reportagem da Agência Baluarte tentou contatar o secretário de Infraestrutura e vice-prefeito ou prefeito-de-fato de Paço do Lumiar, Marconi Lopes para obter esclarecimentos sobre as denúncias, mas fomos informados de que no momento de nossas ligações ele estaria lendo uma das obras de Sygmunt Bauman, autor que vem inspirando suas ações à frente da Pasta nos últimos meses. Em seguida, tentamos contato exaustivo com o prefeito do município, Josemar Sobreiro, mas nos informaram que ele estaria ocupado ouvindo conselhos de Marconi durante a leitura. A poeira na cidade persiste.

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB