quarta-feira, 9 de outubro de 2013

 
O comunista ataca Luís Fernando que fala de prática e de trabalho enquanto que Dino de promessas.

Por Fernando Atallaia
Editor da Agência Baluarte
agencia.baluarte@hotmail.com

Quem acompanha, ouve ou vê o noticiário político maranhense que aponta para a disputa de Luís Fernando Silva e Flávio Dino ao Governo do Estado não tem dúvidas quanto a polarização das eleições em 2014.
Principais nomes na disputa eleitoral ao Palácio dos Leões, os já anunciados pré-candidatos vem atuando interna e externamente no afã de conquistar a simpatia dos maranhenses. Flávio Dino, que segue com um arsenal de promessas disparando contra Luís Fernando lança mão do já ultrapassado discurso anti-sarney, mas não mostra um projeto palpável que represente a visualização daquilo que prega como ''a mudança'' para o Estado.

Flávio Dino sobrevoando os municípios maranhenses em busca de votos: bizarro
Justifica-se: Dino não tem experiência administrativa(nunca foi prefeito, não tem tradição de gestor) e para suprir o hiato a saída é se segurar na logística da teoria vazia de um discurso igualmente vazio.

Luís Fernando Silva, por sua vez, não ataca, não recua, nem tampouco esbraveja. Apregoa o que quer fazer no futuro pelo Maranhão se eleito, e se apoia no passado, onde foi secretário de Governo, prefeito municipal e professor da área da Economia e Administração. Não que o currículo de LFS seja determinante para convencer a população maranhense a votar nele ou para para fazer uma boa e exemplar gestão como Governador, mas ajuda, se comparado às lacunas deixadas e perpetuadas pela história de Flávio Dino, que até hoje só pôde se gabar de ter chegado a juíz federal. O emprego na Embratur não mostra os resultados desejados a quem esperava.
Secretário de Infraestrutura do Governo do Maranhão, Luis Fernando Silva(Imagem:Divulgação)
Luís Fernando Silva: trabalho, obras e projeto político estrutural para o Maranhão
Flávio Dino fica assim como ficava o personagem Bizarro da série de super-heróis ''Liga da Justiça'' que tinha o personagem Super-Man como um dos protagonistas de ação. Aqui, ao que parece, não é muito diferente e a analogia tem total pertinência. Enquanto um fala de trabalho, ação e resultados(Luís Fernando), o outro fala de promessas, esculhambações e ataques fortuitos, desnecessários(Flávio Dino).

Flávio Dino como o anti-herói de Luís Fernando Silva cai no risível e no discurso infantil que norteiam as atitudes e o comportamento da Oposição maranhense ao longos dos anos, uma herança que eles(os oposicionistas) não conseguem desgrudar de sua fadada e inútil retórica. Para um vasto e estrutural projeto de mudança progressista que contemple todo o Maranhão, Dino certamente precisará mais que o reconhecimento de uns poucos semi-bizarros que o acompanham. Enquanto isso na 'sala de justiça' Luís Fernando Silva se fortalece mostrando que um Maranhão real, prático e em pleno desenvolvimento pode ser possível.

13º Batalhão da PM receberá projeto Polícia Comunitária
 
Pontapé inicial foi dado com o curso de capacitação que está acontecendo no Pré-Vestibular Municipal de São José de Ribamar.

O 13º Batalhão da Polícia Militar, que abrange os municípios de São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa, receberá nos próximos meses o projeto Polícia Comunitária, iniciativa que visa estabelecer uma parceria entre a população e a polícia, baseada na premissa de que tanto a polícia quanto a comunidade devem trabalhar juntas para identificar, priorizar e resolver problemas relacionados a segurança pública.
O pontapé inicial para implementação do projeto foi dado esta semana com a realização do Curso Nacional de Promotor de Polícia Comunitária, que teve início na última segunda-feira (07) e terá continuidade até sexta-feira (11) nas dependências do Curso Pré-Vestibular Municipal de São José de Ribamar, localizado na Sede da cidade balneária. A iniciativa está sendo promovida durante todo o dia é uma realização dos
Governos do Estado (Secretaria de Estado da Segurança Pública) e Federal (Ministério da Justiça), e conta com o apoio da administração do prefeito Gil Cutrim (PMDB).
180graus
Major Araújo, comandante do 13º batalhão da PM maranhense na região metropolitana
Estão participando da capacitação oficiais da PM, Guardas Municipais, além de representantes dos mais variados segmentos das sociedades dos três municípios. O curso é composto de disciplinas variadas, tais como mobilização social e estruturação dos conselhos comunitários, relações interpessoais, mediação e demais meios de resolução pacífica de conflitos, polícia comunitária e sociedade, gestão pela qualidade da segurança pública, direitos humanos, dentre outras.
“Fiquei muito feliz quando recebi a noticia que seria implantado a Polícia Comunitária no 13º Batalhão, pois com este programa a grande beneficiada será a comunidade que terá a polícia mais perto de si.”, comentou o Comandante do 13º Batalhão da PM, Major Araújo, que está à frente dos trabalhos de implantação do projeto.

“Com a aplicação do Curso Nacional de Promotor da Policia Comunitária estamos sensibilizando a todos sobre a importância desta política pública”, completou o major.
 
 
 
 
Matéria enviada por Assessoria de Imprensa da PSJR.

 

Toma Lá. Dá Cá com Thiago Prado


O comunicador ribamarense Thiago Prado anima as manhãs dos lares ribamarenses há exatos 5 anos. À frente de uma das principais emissoras de São José de Ribamar, Prado assumiu a direção geral da rádio comunitária Verdes Mares sob a premissa de manter dinâmica a programação musical do Veículo com informação e notícias em tempo real.

Fazendo uma fusão de ritmos com o bom e velho jornalismo comunitário onde os ouvintes tem acesso direto a entrevistas com atores sociais da cidade balneária, a Rádio já faz parte do cotidiano dos municípes e da história de vida de milhares de ribamarenses que sintonizam a Verdes Mares, diariamente.

Thiago Prado conversou conosco e falou do conceito daquela que é um dos principais meios de comunicação da terceira maior cidade do Maranhão. O radialista ainda expõs as razões do trabalho realizado por sua equipe em São José de Ribamar e opinou sobre a situação das rádios comunitárias maranhenses junto a Anatel. Vamos ao bate-papo:


Por Fernando Atallaia
Editor da Agência Baluarte
atallaia.baluarte@hotmail.com
Agência Baluarte- Fale-nos um pouco sobre a história da rádio Verdes Mares em nossa Cidade.

Thiago Prado- São 14 anos de homologação pela Anatel e em todo esse tempo, graças a Deus, a nossa história é muito positiva; a participação dos ouvintes principalmente no programa ''Ribamar em Destaque'', um programa diário que está na programação matinal da rádio, tem feito toda diferença em nossa cidade. Um dos objetivos da Verdes Mares é a prestação de serviços à comunidade ribamarense, notícias, debates, entrevista e etc. ''O Ribamar em Debate'' tem a minha apresentação e a do Pastor Moisés Martins, e também do Garcia Júnior, que é referência em Rádio AM, visto que ele é comunicador da Rádio Difusora AM. Na verdade, graças a nossa programação diversificada e focada no Social temos chegado longe. 
O comunicador ribamarense Thiago Prado, diretor geral da rádio Verdes Mares: entrevista à Agência de Notícias Baluarte
Agência Baluarte- Como você vê a situaçao das rádios comunitárias junto a Anatel, e porque há tanta dificuldade para se obter a liberação para funcionamento em vários municípios do Maranhão?
Thiago Prado- Infelizmente, a burocracia atrapalha muito o crescimento das rádios comunitárias. No Maranhão, acredito que a situação seria a mesma, ou seja, há muita dificuldade originária dessa  burocracia. Como acredito no potencial dessas rádios, chamo rádio local. Acho mais justo e inovador assim denominar. Na minha opinião, as rádios locais em Ribamar ficaram paradas no tempo por algum período, o que de certa forma atrapalhou o crescimento das mesmas. Mas aproximadamente 4 anos venho junto à diretoria da Verdes Mares buscando algo novo, uma certa melhora, em todos os sentidos. Graças a Deus, já temos conquistado grandes feitos depois de algumas mudanças contando sempre com os locutores da Verdes Mares e da população ribamarense que no fundo quer uma programação mais local, com notícias, cultura, enfim, com algo verdadeiramente ribamarense.


Agência Baluarte- Como é hoje a relação da Verdes Mares com as demais emissoras da cidade, e aproveitando, o que o ouvinte de nossa cidade pode conferir na programação diária da rádio?

Thiago Prado- Muito boa. Até porque há uma ligação direta e indireta entre as duas emissoras(referindo-se a rádio Nova 104, antiga Tropical FM). Sonho, na verdade, com dias melhores e uma valorização a mais dos nossos profissionais como um todo. Programas de Reggae, músicas variadas, notícias em tempo real, Forró e Gospel podem ser vistos em nossa programação. Sempre buscamos cobrir grandes eventos e acontecimentos da cidade, e agora utlizamos muito a Rede Social para linkar com nossos ouvintes e também para promover e divulgar a Rádio. Gostaria de destacar, por mais uma vez, o programa ''Ribamar em Destaque'', que vai ao ar de segunda à sexta das 9h30 às 11h30. Este programa não deixa de ser um âncora de nossa programação e reflete muito do pensamento e do conceito da Rádio hoje em dia.
 
Hospital obriga mulher a dar à luz em jardim do lado de fora
 
Mãe de 28 anos ficou esperando por duas horas
 
Uma mulher grávida que esperou por duas horas para ser atendida em uma clínica e não obteve sucesso deu à luz ao seu bebê no jardim em frente à unidade de Oaxaca, no México.

Os funcionários pediram para que Aurelio López esperasse do lado de fora, enquanto uma equipe preparava para o parto. Mas o tempo de espera ultrapassou o seu limite e ela, aos gritos, ganhou o bebê no jardim.
 
Mulher ganha bebê no jardim de clínica depois de ser forçada a aguardar atendimento do lado de fora
Uma pessoa que estava no local fotografou o momento em que a mãe conseguiu dar à luz ao filho, com o pequeno bebê ainda ligado ao cordão umbilical. O jornal mexicano La Razón exibiu a imagem em sua primeira página e questionou a falta de atendimento.
 
López e seu filho foram levados para dentro do centro de saúde após o incidente, e foram tratados por médicos. Um porta-voz da clínica disse que a mulher não falava espanhol, o que dificultou ao estabelecimento a compreensão do caso. As autoridades de saúde do país estão investigando o incidente.

Inova Beauty abre inscrições e deve movimentar mercado da beleza em Açailândia

Evento é realizado pelo Sebrae para cabelereiras e manicures da região

Nos próximos dias 14 e 15 será realizado o Inova Beauty, evento voltado para o mercado de beleza da região, onde acontecerão o 3º Workshop de Serviços de Beleza de Açailândia e o 1º Seminário de Manicure de Açailândia, numa iniciativa do Sebrae através do projeto Serviços de Beleza, desenvolvido pela instituição. O evento já está com as inscrições abertas. 
De acordo com Flávia Nadler, analista do Sebrae responsável pelo projeto, o Inova Beauty é uma oportunidade para as cabeleireiras e manicures buscarem uma melhor qualificação, já que, durante evento, as profissionais entrarão em contato com instrutores qualificados e com marcas renomadas como a Lapogée, a Wella/Clairol Professional e a Néctar, que são parceiros da iniciativa. O evento acontece no Centro Empresarial de Açailândia.
“Acredito que hoje não há mais espaço para as profissionais sem qualificação, pois a concorrência continua aumentando e as mulheres que lotam os salões de beleza buscam, cada vez mais, profissionais que se atualizam com frequência”, avalia Flávia. “O workshop chega à sua terceira edição e sempre traz novidades para melhorar o desempenho das profissionais que atuam neste segmento”, completa a gestora do projeto.
O Inova Beauty
O evento nasceu em 2009, juntamente com o projeto Serviços de Beleza na regional de Açailândia. É realizado a cada dois anos e conta com a participação de profissionais e marcas renomadas que oferecem conhecimentos avançados aos participantes. Este ano, o evento será realizado em parceria com o 1º
Seminário de Manicures de Açailândia, que também é organizado pelo projeto de Serviços do Sebrae.
O investimento para participar do Inova Beauty é de R$ 40 para profissionais participantes do projeto e R$ 45 para profissionais em geral – até o dia 11 de outubro. A partir desta data, o valor será de R$ 50, sujeito a disponibilidade de vagas. As inscrições podem ser realizadas no Sebrae em Açailândia, localizado na rua Bonaire, 333, Centro. Informações pelo telefone (99) 3538-1924.
Mariana de Sousa Unidade de Marketing e Comunicação Regional do SEBRAE em Açailândia - Ma Contatos: (99) 9147-4275 Sebrae – Imperatriz – MA (99) 3538 1924
 
 
 
 
Matéria enviada por Assessoria de Imprensa do Sebrae-MA.

 

Tudo de novo de novo 

Se depender do Governo municipal, benefício está longe de ser implantado, afirmam sindicalistas.


Por Fernando Atallaia
Direto da redação

A reunião entre o Sindicato dos Guardas Municipais de São José de Ribamar-SINDIGUARDA e Prefeitura Municipal ocorrida na última sexta-feira(04), segundo os sindicalistas presentes, não deu em nada.

O Governo, que havia sinalizado positivamente em torno da implantação do benefício, manteve o discurso da falta de recursos financeiros para contemplar a categoria com o direito trabalhista e propôs nova rodada de discussões para tratar da questão. ''Os recursos estão sendo escassos para real necessidade da administração pública local'' alegou o secretário de Articulação Política da PSJR, Ribamar Dourado.

A proposta de reiniciação do debate não agradou aos membros da diretoria do SINDIGUARDA, que descontentes, expuseram sua insatisfação. Roberval Sousa Costa, em contato com a equipe da Agência Baluarte disse que '' nós até agora não entendemos o que aconteceu, uma vez que o prefeito, ele mesmo, propôs o encontro para implantar a Data-Base aos sevidores públicos municipais e nem na reunião ele compareceu, sendo que a proposta da Prefeitura foi de protelar por mais tempo a aplicabilidade do benefício às categortias que formam o funcionalismo municipal da cidade''.
Prefeito Gil Cutrim: reivindicação de Guardas Municipais não atendida e protelação de Data-Base a servidores
O Governo, que designou para a reunião os secretários Raul Vitor( Administração, Planejamento e Finanças); Iratan Barbosa dos Santos(Transportes); Ribamar Dourado(Articulação Política), e ainda mais um adjunto sob a coordenação do titular da pasta de Governo, Pedro Oscar tentou dá uma resposta à reivindicação dos Guardas Municipais, mas esbarrou em afirmações nada convencidas. '' Da forma que o Governo muncipal está tratando a questão, o benefício está longe de ser implantado, é muita conversa e pouca prática e a alegação é a de sempre, que não há recursos, mas tem que haver recursos porque este é um direito legítimo, portanto essa alegação é injustificável'', disparou Mauro Sérgio Correa, presidente do SINDIGUARDA.

Nova configuração- Diante da não resolução da implantação do benefício por parte do Governo foi novamente pautada uma próxima reunião para o dia 16 de dezembro deste ano, quando os sindicalistas solicitarão a demonstração formal da folha de pagamento da Prefeitura e um estudo orçamentário minucioso voltado para a implantação da Data-Base aos servidores.
 
Ficou também acordado que entre os dias 4 e 6 de novembro sejam rediscutidas juntamente com o prefeito Gil Cutrim as medidas pragmáticas para efetuação do direito. O SINDIGUARDA aceitou a agenda de reuniões definida pelos secretários, mas declarou não poder aceitar as proposições vigentes que norteiam o discurso do Governo. '' Não vamos em hipótese alguma aceitar esse vai-e-vem do Governo municipal, que não define a situação em prol dos sevidores públicos, se for necessário iremos às ruas e faremos uma greve geral com a participação dos demais sindicatos do município'', bradou Roberval Costa.

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores