quinta-feira, 26 de setembro de 2013


Prefeito de Ribamar convidou o presidente do Sindicato dos Guardas para reunir e discutir implantação do benefício.
 

Por Fernando Atallaia
Direto da Redação


O prefeito de São José de Ribamar Gil Cutrim(PMDB) numa decisão sensata convidou esta semana o presidente do  Sindicato dos Guardas de São José de Ribamar para discutir a implantação da Data-Base para a categoria e demais servidores municipais da cidade.

Mauro Sérgio Correia, presidente do SINDIGUARDA, reconheceu a decisão do gestor e ratificou o interesse dos funcionários públicos municipais em ter a reivindicação atendida a contento.
O presidente do SINDIGUARDA, Correa( de farda) com secretários da prefeitura municipal e com Gil Cutrim( camisa verde): negociações para implantação da Data-Base dos servidores públicos municipais começam na próxima segunda

'' O prefeito Gil Cutrim me encontrou por ocasião das comemorações do aniversário de nossa cidade e fez o convite para iniciarmos as conversações em torno da Data-Base, gostaria de informar a todos os companheiros, uma iniciativa prudente na minha opinião'', destacou Correa.

 
Segundo o presidente do Sindicato, já na segunda-feira(30) o SINDIGUARDA deverá reunir com o secretário de Governo da prefeitura municipal, Pedro Oscar, para tratar do assunto, e definir uma agenda de soluções que visará a implantação do benefício. Participará também da reunião o presidente do SINDSMUR, Edmilson Diniz.


'' O SINDIGUARDA vem encampando essa luta pela Data-Base há anos, acreditamos que seria natural as negociações partirem daqui, o prefeito e os demais funcionários públicos de nossa cidade sabem do nosso engajamento, então como estamos à frente nesse debate o convite do prefeito se justifica, esperamos assim que tudo se resolva para felicidade de todos os servidores'', disse Mauro Sérgio.


 
3 Perguntas para: Bruno Almeida


Na semana do aniversário de São José de Ribamar a equipe da Agência de Notícias Baluarte resolveu entrevistar um líder da oposição ribamarense. O Governo municipal, que vem aproveitando as comemorações para deflagrar uma série de iniciativas no município como ordens de serviço e entrega de obras aos bairros da cidade foi muito questionado quanto à natureza de suas ações estarem voltadas para autopromoção de secretários de Governo candidatos em 2014.


Bruno Almeida, do alto de seus 28 anos, é um dos bons quadros do PC do B em Ribamar. Geógrafo e militante político de reconhecida atuação permanente, Almeida é ribamarense e um crítico ferrenho da política praticada pelo grupo Gil Cutrim na cidade balneária. Bruno concedeu breve entrevista para série ''3 perguntas para'' de ANB Online. As respostas que você verá abaixo foram concebidas de um só fôlego pelo jovem comunista. Eis aqui o resultado:



Por Fernando Atallaia
Editor de ANB Online
atallaia.baluarte@hotmail.com

 
Agência Baluarte- São José de Ribamar está em festa. A cidade tem motivos para comemorar?
Bruno Almeida- Bem, o único motivo que vejo para se comemorar são os 61 anos de emancipação política, tirando isso não temos nada para comemorar, a administração do prefeito está péssima, vejo um governo desnorteado, sem rumo, sem direção e sem planejamento nem políticas públicas, o prefeito já vai fazer quase 3 anos à frente da cidade e até agora não mostrou a que veio.
 
Bruno Almeida: crítica ao governo Gil Cutrim em entrevista à Agência Baluarte
Agência Baluarte- Mas na semana do aniversário da cidade várias obras foram entregues e ordens de serviço assinadas. Em sua opinião, essas ações não teriam a ver com ''compromisso com o futuro'' ( o atual slogan da PSJR)?
Bruno Almeida- Essas ordens de serviço nada tem a ver com o futuro da nossa gente, se eles não tem compromisso com o presente como terão com o futuro? Vejo que todo esse carnaval que eles fizeram foi para promover a candidatura do grupo que apoia Gil Cutrim, foi uma promoção de candidatura que vai desde Vereador, Prefeito, Governador, deputados Estaduais e Federais, acho que o Ministério Público Eleitoral deveria coibir esse tipo de campanha antecipada.

Agência Baluarte- Mas houve um pacote de ações do Governo municipal que contemplou alguns bairros da cidade. A oposição não deveria reconhecer esta iniciativa?

Bruno Almeida- Veja, de 1° de janeiro até 16 de setembro a prefeitura de Ribamar recebeu de recursos federais mais de 94 milhões de reais, acho que o que fizeram foi pouco perto do montante de dinheiro que receberam. A movimentação( programa Movimentação do governo Gil Cutrim) não passa de uma enganação, esses serviços de capina, pintura de meio fio e tapa- buraco que Gil Cutrim levou para os bairros são serviços básicos e permanentes de uma boa administração(no caso a de Gil Cutrim mostra que não é). Amigo, sinceramente neste governo não vejo nada para se reconhecer ou elogiar.



 

Falta de água assola bairros e vilas de São José de Ribamar


Somente nos últimos 3 meses cerca de 11 comunidades foram vitimadas pela falta do bem essencial.


Por Fernando Atallaia
Direto da Redação
 

Balde na cabeça e pés na estrada. A imagem tão corriqueira no sertão brasileiro parece ter chegado a São José de Ribamar, a terceira maior cidade do Maranhão.

Nos últimos 3 meses bairros como Tijupá Queimado e vilas como Kiola e Sarney II entregaram os pontos, como bem explica o linguajar maranhense ao se referir ao desespero e desesperança do cidadão sem alternativas de sobrevivência.
São José de Ribamar MA
População espera da prefeitura um posicionamento sobre a questão
A situação é grave. Sem água há exatos oito dias a Vila Kiola Costa por exemplo está passando pelo maior sufuco de sua história. '' Não aguentamos mais, sem água para banhar, beber, lavar, sem água pra nada'', desabafa Carolina Mendes, uma estudante de 19 anos, que cabaça em punho, busca diriamente em bairros vizinhos um amenizante para a triste e cruel realidade.


No Tijupá Queimado, um dos bairros mais antigos do município, o poço que abastece os ribamarenses da localidade não funciona de forma estável e regular, tendo os moradores de conviver com a paralisação do mesmo, frequentemente.
Ele buscava somente uma gota, mas ao que parece nada encontrou
''Falta água 3, 4 vezes por semana e o único poço que existe não é nosso, abastece a Vila Sarney Filho e outros bairros, a situação é de total calamidade e informalidade, a Caema e a prefeitura de Ribamar nada fazem para resolver o problema e nós já estamos assim há mais de 20 anos sem um poço no bairro'', explica Reginaldo Santos, um mestre de obras que reside no Tijupá há 32 anos.
 
CAEMA
Em São José de Ribamar esta marca não está valendo o que o gato enterra, segundo os municípes
Nas últimas semanas, além do Tijupá Queimado e das vilas Kiola e Sarney 2, a Central de Atendimento da Agência Baluarte recebeu reclamações de falta de água das vilas Cafeteira, Operária, São Luís, Cidade Alta, Jardim Tropical, Mata, Matinha, Miritiua, Alonso Costa, Parque Araçagi, Jota Lima, Dr. Julinho e Itaguará(Panaquatira).

No Parque Araçagi um agravante. '' Não temos água e eu já cheguei a contrair problemas de saúde e doenças por conta disso, ficando sem banhar há dias, a situação está insuportável, o povo de Ribamar não aguenta mais, muita gente tá tendo problemas sérios de saúde'', conta Roberval Júnior, um dentre os milhares de ribamarenses afetados diretamente pelo descaso no município.

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores