sexta-feira, 16 de agosto de 2013
 
Prefeitura promove Oficina de Alimentação Saudável
 
Iniciativa tem como objetivo disseminar a prática da alimentação saudável e adequada na infância como forma de promover a saúde e prevenir doenças relacionadas com a má alimentação.
 
A Prefeitura de São José de Ribamar, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), realizou nesta quarta (14) e quinta-feira (15) a Oficina de Alimentação Saudável, iniciativa destinada para gestantes, mães e cuidadores de crianças com idade variando entre 06 meses a 02 anos.

A Oficina foi desenvolvida na Cozinha Escola Municipal, situada na Sede do município, e teve como objetivo disseminar a prática da alimentação saudável e adequada na infância como forma de promover a saúde e prevenir doenças relacionadas com a má alimentação, tais como desnutrição, obesidade, hipertensão arterial, diabetes, anemia, deficiência de Vitamina A, dentre outras.

A programação foi composta de palestras educativas, que abordaram temas como a alimentação saudável complementar e normas de higiene no preparo das refeições; distribuição de material informativo; além da parte prática na qual os participantes aprenderam a preparar pratos variados.

“Gostei muito da iniciativa porque nos ofereceu a oportunidade de aprender um pouco mais sobre o que é a alimentação saudável, principalmente destinada aos nossos filhos”, disse a dona de cada Maria Raimunda Silva, moradora do bairro Vieira, e que participou da iniciativa.
 

 

Nada de novo de novo


De como Paço do Lumiar não consegue superar as velhas práticas politicalhas de sempre e o governo Josemar é só mais um governo. O que o precedeu.
 

Por Fernando Atallaia
Editor da Agência Baluarte
atallaia.baluarte@hotmail.com
 

Quem vê, acompanha ou assiste ao noticiário da cidade de Paço do Lumiar, um dos municípios mais importantes da região da Grande São Luis, não tem grandes surpresas. A conhecida instabilidade política e os muitos desgastes na atual administração são só duas características que se repetem na gestão Josemar Sobreiro e que poderiam ser vistas como herança/continuação da adiministração Bia Venância. Uma coisa pela outra.

Prefeito Josemar Sobreiro: crise na base aliada e descrédito da população

Nas últimas semanas a crise proporcionada pela insatisfação de lideranças e vereadores da base 'aliada' do prefeito explodiu na cidade aos quatro cantos. Na câmara de vereadores, a situação se tornou insustentável e hoje(16) uma sessão não se realizou por falta de quórum. Nada incomum quando já se sabe que o presidente da Casa, Leonardo Bruno, vem sendo alvo de reclamações de autoritarismo e centralização de poder por seus colegas.

Leonardo Bruno
O presidente da câmara de vereadores de Paço do Lumiar, Leonardo Bruno: em queda livre no Legislativo municipal, ele perdeu o respeito de seus colegas
O governo Josemar no Legislativo perdeu a força, assim como nas ruas de Paço vem perdendo a credibilidade. O marketing que causa a devassa na administração do 'Professor' é feito por seus próprios líderes. Aqueles que ajudaram Josemar em sua eleição e que hoje são responsáveis por levar as ''boas novas'' de sua gestão aos liderados por terem sido desrespeitados e/ou humilhados pelo prefeito. Pouco a pouco e de boca a boca a crise saiu da esfera política e se disseminou pelos corredores da prefeitura, que a bem da verdade, passa hoje por uma desorganização gritante.
 

A situaçao alerta para a necessidade de se parar uma crise que se alastrando ainda mais pelo município poderá inviabilizar o Governo. No Poder Legislativo já se fala em alternância e nomes são citados. Um dos vereadores mais atuantes em Paço, Marcelo Portela vem sendo apontado como uma resposta a dispersão acentuada dos vereadores da base de Josemar na Câmara. No Executivo, a população cobra do prefeito maior participação administrativa junto a seu vice, que segundo fontes seguras da prefeitura, é quem de fato governa e tem o poder das decisões da administração.

Foto: Regulamentação do Pagamento das Taxas de Foro é tema de projeto de Lei do Vereador Marcelo Portela de Paço do Lumiar


O vereador de Paço do Lumiar, Marcelo Portela, encaminhou à Câmara de Vereadores deste município, o Projeto de Lei Nº 053/2013, que                                                             Dispõe sobre a Regulamentação do Pagamento das Taxas de Foros por Enfiteutas, Resgate, Transferência e Incorporação ao Patrimônio Público de Terrenos Foreiros ao Patrimônio Municipal, assim como a sua Destinação Pública.

Na última sessão o vereador fez a defesa do projeto e falou da importância da aprovação mesmo para a regularização fundiária no município, que historicamente tem sofrido com as questões de desapropriação em várias comunidades já estabelecidas. 

De acordo com o vereador autor do projeto de lei, a principal motivação da proposta é que a partir da publicação da lei, a Câmara Municipal de Paço do Lumiar passe a ter competência legislativa de autorizar o Resgate, a Transferência e a Incorporação ao Patrimônio Público de Terrenos Foreiros ao Patrimônio Municipal.

“É do conhecimento de todos, que durante o tempo que os desmandos aconteceram em Paço do Lumiar, terrenos foram dados a indivíduos que não deram destinação social a estas áreas e sim deixaram lá paradas para que valorizassem e assim pudessem ser vendidas de acordo com a especulação imobiliária”, frisou Marcelo. 

Segundo Marcelo estes foreiros inclusive não cumprem com suas obrigações cartorárias, pagando as taxas devidas e ficam anos sem pagar pelo uso da terra. “Estes recursos poderiam estar sendo perfeitamente aplicados para a melhoria de vida dos nossos munícipes, mas não é essa a realidade, pois estes indivíduos passam anos sem pagar nada e vendem a preços absurdos essas terras e o município e a sua população paga a conta desse prejuízo”, afirma. 

De acordo com o texto do projeto de Lei, o prefeito de Paço do Lumiar, a partir da publicação da lei, terá um prazo de 60 dias para apresentar a Câmara Municipal a relação de todos os Terrenos Foreiros pertencentes ao Patrimônio Municipal, com a respectiva situação de cada um, o Padrão da Taxa de Foros, que está sendo cobrado, anualmente, se A, B, C ou D; a localização e área total, em metros quadrados, de cada Terreno Foreiro, bem como a existência ou não de loteamentos, ocupações ou outros usos, e quais são esses Terrenos Foreiros, caso existam.

“Nossa intenção é também de alguma forma salvaguardar aquelas pessoas que estão sofrendo ameaça do despejo forçado, como é o caso do Tendal, onde na última semana estava sobre a ameaça de serem colocados para fora de uma terra que está lá a anos sem destinação social alguma dada pelos responsáveis pela terra e agora simplesmente aquelas pessoas que estava cuidando da terra iam ser despejadas, porque a terra valorizou e ia ser vendida ao bel prazer dos foreiros, sem fiscalização”, disse Marcelo.

 O projeto de Lei seguiu para apreciação pelas comissões responsáveis na Câmara de Paço do Lumiar e deve ser colocada para votação pelos vereadores até a próxima sexta-feira, 21.
Vereador Marcelo Portela, do PHS: apontado como alternativa para a instabilidade do Legislativo de Paço do Lumiar
Josemar Sobreiro foi eleito sob as premissas de uma 'nova' forma de governar, mas pelo visto o marketing construído caiu por terra. Mesmo abusando dos muitos sorrisos em fotografias e do conhecido abraço que tenta abarcar vereadores, lideranças políticas e populares no afã de mostrar uma suposta unidade e equilíbrio na sua gestão, o prefeito não conseguiu emplacar uma administração peculiar, original e sobretudo satisfatória a população do município. Nada de novo de novo para quem apregoou que seria diferente.

 

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores