terça-feira, 9 de julho de 2013

Toma Lá. Dá Cá com Edson Júnior, o Parente

Edson Júnior, mais conhecido pelo codinome 'Parente', uma alusão ao personagem homônimo criado por ele mesmo para dá voz às inquietações, reivindicações e cobranças da população de São José de Ribamar, é um jovem advogado que vem de origem humilde e do ramo do comércio.

Ribamarense com os pés fincados na realidade social e política de nosso município, Júnior virou mania nas redes sociais. Não tem quem ainda não tem ouvido falar no 'Parente' nos últimos meses.
O inquestionável reconhecimento ao advogado por parte da população local pode ser atribuído ao seu engajamento às questões e causas  sociais que tocam diretamente a realidade dos habitantes dos bairros e comunidades da cidade balneária.

Entrevistei Edson Júnior para série de entrevistas 'Toma Lá. Dá Cá' da Agência Baluarte. Após alguns 'desencontros' por conta de pautas já pré-estabelecidas por nossa Equipe e da paciência do 'Parente'' em encontrarmos um momento propício ao pocket show, sai agora o bate papo em primeira mão. Aproveitem ao máximo e boa leitura!


Por Fernando Atallaia
Editor da Agência Baluarte
atallaia.baluarte@hotmail.com


Agência Baluarte- Você faz oposição de forma sistêmica e atento aos movimentos políticos de nossa cidade, por vezes é lúdico e até irônico. De onde vem a inspiração?
Edson Júnior- Parente sempre sou lúdico, rsrs, na verdade gosto muito de humor, do ano passado pra cá, venho informado a população do que acontece nos bastidores políticos, coisa que o povo não sabe, e tem que saber. fazemos uma oposição séria e justa... criticamos e elogiamos a administração municipal, estadual e federal, sempre com uma pitada de humor, inspiração gosto muito do ratinho (SBT) e Danilo Gentil (Band)... no facebook  fazemos uma informação com humor, coisa do Parente q só ele sabe explicar, rsrs, mais o povo entende o recado, rsrs.


O advogado Edson Júnior, mais conhecido como 'Parente' vem agitando a cena oposicionista de São José de Ribamar

Agência Baluarte- Como surgiu a ideia de criar um pseudônimo que representasse os anseios das comunidades carentes de São José de Ribamar? 'O Parente' já é hoje uma marca do município?
 

Edson Júnior-  O Parente(pseudônimo de Edson)é nossa criação, surgiu com a necessidade de termos  um cidadão preocupado com os problemas da nossa querida cidade, parente é gente da gente, parente dos parentes, tem pouco conhecimento, mais sabe o seu direito como cidadão, o que mais gosto dele que ele fala de tudo, no facebook, é nosso parente, rsrs.
Agência Baluarte- Você está sem partido, mas não cessou as críticas ao fazer político ribamarense. Vem se destacando  entre seus colegas oposicionistas e mantendo uma postura incólume se comparado a eles, e ainda tem grande aceitação da juventude local e o reconhecimento de setores da população do estado. Já não seria a hora de pensar uma candidatura?
Edson Júnior- Rsrs, o Parente não pensa em candidatura, o Parente só quer o melhor para nossa gente....            
 
 
 

O desespero de Bira do Pindaré

Do blog do Marco D'Éça

É evidente o desespero do deputado estadual Bira do Pindaré (PT).
Descoberto como um condenado por corrupção no Tribunal de Contas da União, ele pareceu abatido na sessão de ontem da Assembleia Legislativa. Mas preferiu atacar adversários a tentar explicar sua condição de condenado.
E errou ao adotar esta estratégia.

O jornal O Estado do Maranhão, alvo de Bira, por exemplo, não foi o responsável pela condenação. A “Oligarquia Sarney”, como insiste em frisar o parlamentar, também nada teve a ver com a sua condenação.
O deputado corrupto Bira do Pindaré tenta a todo custo desviar o foco
Aliás, o próprio Bira é responsável por estar condenado no TCU, como detalhou ontem, de forma brilhante, o deputado Max Barros (PMDB).

- Deputado, quem pagou as notas frias foi o senhor. O senhor tinha a opção de ter cancelado a licitação, mas não o fez. O senhor era o ordenador de despesas e ordenou o pagamento das notas, sendo ou não o contrato da sua época. Repito, poderia tê-lo cancelado - ressaltou Barros.

Max Barros deu um exemplo que ocorreu consigo mesmo para mostrar o que Bira deveria ter feito e não fez.

- Quando assumi a Sinfra, após o governo Jackson, havia uma licitação para a reforma do Castelão. Determinei o cancelamento imediato - lembrou, calando o deputado do PT.

Que prefere atacar os adversários a assumir que foi pego em corrupção…

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB