segunda-feira, 8 de abril de 2013

A fugidinha

Vereador Djalma do Partido Social Liberal é recordista em desculpas esfarrapadas no plenário da câmara de vereadores de São José de Ribamar. Ele usa a fé para se ausentar das sessões.   



Por Fernando Atallaia

Da Agência Baluarte

atallaia.baluarte@hotmail.com



Segundo a Bíblia, os poderes públicos são constituídos por Deus. O vereador de São José de Ribamar, Djalma (PSL) conhece bem essa verdade, mas tem abusado da premissa e da confiança da população ribamarense por mais de 10 anos de mandato. Quem assiste às sessões da câmara municipal às terças e quintas-feiras já se acostumou às frequentes ‘’fugidinhas’’ de Djalma do plenário daquela Casa Legislativa, não raro, em todas as edições das sessões realizadas na última década.



A desculpa é a de sempre. Djalma por mais uma vez precisa sair em meio à sessão para ir à Igreja. Habituado a essa alegação, o vereador já ganhou a simpatia de seus demais pares, que veem no procedimento do legislador evangélico uma característica de sua rotina e a aceitam. A conivência é vista com estranheza pelos ribamarenses, que pensam bem diferente dos vereadores de São José de Ribamar. 
Djalma

Vereador Djalma: fé, sessões da Câmara e fugidinhas

Nas redes sociais, a insatisfação com a conduta de Djalma tem sido geral e vem mobilizando o município pelos quatro cantos. Em contato com nossa Reportagem, a professora Zélia Soares, residente no Parque Vitória, foi enfática ao analisar o caso. ‘’É fácil de entender, a população de Ribamar paga o salário dele para ele não fazer nada, isso que é mamata e das boas, um vereador que é eleito para representar o povo e se utiliza de assuntos pessoais para sair durante o andamento das sessões, isso mostra o total desinteresse do Djalma pelos eleitores e pelos direitos da população que o elegeu’’, analisa a docente.


Confundindo alhos com bugalhos, Djalma não tem sabido separar assuntos pessoais de sua função pública e não faz questão de esconder o seu desinteresse pelas sessões da Câmara. A estudante universitária Lícia Cabral, moradora do bairro Panaquatira, critica o posicionamento do vereador. ‘’ É uma grande molecagem o que ele faz, votei nele, mas nunca mais, eu disse nunca mais vou votar nesse moço, como vamos eleger um vereador que não estar nem ai para o povo? Djalma sai no meio da sessão sem ligar pra nada, isso que é zombar da cara do eleitor, é uma vergonha’’, aponta Lícia.



A equipe da Agência Baluarte tentou contatar o vereador Djalma para obter esclarecimentos sobre os fatos, mas até o fechamento dessa matéria nenhuma ligação havia sido atendida. Mantivemos contato com uma Fonte ligada à câmara de vereadores de São José de Ribamar e a mesma afirmou que para encontrar o vereador na Casa teríamos que chegar antes do andamento das sessões, momento em que Djalma se ausenta como de costume. Nas últimas semanas, por conta dessas incertezas, ANB Online tem encontrado dificuldades para localizar o vereador. Nossa equipe nunca sabe se ele estará na Câmara ou na Igreja.




 




MPMA aciona MPT para defender direitos de servidores da Maiobinha

Devido às péssimas condições estruturais do Centro de Juventude Esperança (CJE), conhecido como Unidade da Maiobinha, da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), interditada pela Justiça desde o mês de julho de 2012, o Ministério Público do Maranhão (MPMA) protocolou, na sexta-feira, 5, Representação contra a Funac e o Estado do Maranhão. O documento foi encaminhado ao Ministério Público do Trabalho (MPT) para a adoção de medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis para a defesa dos direitos dos servidores que prestam serviços no local.
 
A Representação foi entregue pelo promotor de justiça Márcio Thadeu Silva Marques ao procurador-chefe do MPT no Maranhão, Marcos Sérgio Castelo Branco. Também assinou a Representação o promotor de justiça Carlos Henrique Brasil Teles de Menezes, idealizador da manifestação ministerial.
MPT
Promotor Márcio Thadeu e procurador-chefe do MPT Marcos Sérgio Castelo Branco

Embora interditada, a unidade, localizada no município de São José de Ribamar, continua em atividade, abrigando 17 adolescentes, sentenciados a cumprir medidas socioeducativas de internação definitiva, e, por essa razão,  servidores continuam a trabalhar no local.

De acordo com o MPMA, no Centro de Juventude Esperança existem inúmeras irregularidades que podem comprometer a saúde de quem está abrigado ou trabalha no local. Na unidade, há lixo amontoado, esgoto a céu aberto, infiltrações, instalações elétricas danificadas, alojamentos completamente depredados,  inexistência de monitoramento eletrônico, além de grades e portas de ferro caídos nas dependências do prédio.

Outro problema é que na unidade são internados adolescentes que oferecem risco à sociedade por terem praticado atos infracionais graves, como homicídios, lesão corporal, latrocínio e roubo qualificado, entre outros de igual ou maior gravidade. "Esta situação exige uma estrutura adequada para a proteção dos servidores responsáveis pelo acompanhamento dos internos, o que não se verifica no local", afirmou, no documento, Carlos Henrique Teles de Menezes.
O MPT tem a competência para questionar a situação dos servidores junto à Justiça.



Redação: Eduardo Júlio (CCOM - MPMA)

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores