domingo, 14 de outubro de 2012


Leia na íntegra o poema ''Ode futurista para Andy Brown'' do livro inédito Ode Triste para Amores Inacabados de autoria do poeta e escritor ribamarense Fernando Atallaia




        Ode futurista para Andy Brow




Eu tenho um sonho

Daqueles que saltam à vista a procura de futuros

Um sonho líquido na paisagem densa

Ali na janela sem crepúsculos

Como se ela adentrasse casas como se ela inaugurasse um sol

Este sonho de vê-la nua entre as nuvens do pensamento
 


 
 

Eu tenho um sonho derramado entre as ancas de Andy Brown

Aquela pele em santuário me guardando num espaço reclamante

De um pulo ululante aos conchavos dos poros reticentes

Um sonho com Andy Brown vê-la tocar noites fazendo de um açoite um dia através

Um paiol de caracóis além

 
 


Águas fatídicas nunca mais! Que venha o tempo de Andy Brown

Sonho de carne e osso em curvas de luxúria da chama ao pescoço 

Sim! Eu tenho um sonho

Acordar cantando a sedenta dama das línguas de anteontens

A linda virgem de eternidades recolhidas

 A minha linda meretriz primeira e última esponsal

Eu tenho um sonho!

 

 

IPVA 2017

Pesquisar em ANB

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB