domingo, 23 de setembro de 2012


Deputados pedem Força Nacional para garantir segurança nas eleições





Da Agência Assembleia




Os deputados Eduardo Braide (PMN), Raimundo Louro (PR) e Raimundo Cutrim (PSD) ocuparam a tribuna da Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (20), para pedir que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) requisite Força Federal para garantir a segurança e a tranqüilidade das eleições em todos os municípios do Maranhão.



A preocupação de todos os deputados – externada nos pronunciamentos – foi justificada pela onda de violência que se espalha no interior do Estado do Maranhão, por conta da disputa entre grupos políticos antagônicos. Na maioria dos casos, já foram denunciadas agressões físicas, morais e até ameaças de morte.

Deputados Eduardo Braide (PMN), Raimundo Louro (PR) e Raimundo Cutrim (PSD).
 
Deputados Eduardo Braide (PMN), Raimundo Louro (PR) e Raimundo Cutrim (PSD): Força Nacional nas eleições municipais


O primeiro a se manifestar sobre o assunto foi o líder do Bloco da União Democrática, deputado Eduardo Braide (PMN). O parlamentar reconhece que o TRE já tomou providências para garantir a segurança nas eleições, mas o pedido de força segurança deve se extensivo a todos os municípios do Estado do Maranhão.




O deputado Raimundo Louro (PR) está preocupado com a fluidez e com a segurança do processo eleitoral em Trizidela do Vale. Segundo ele, o clima encontra-se acirrado no município, onde a disputa política eleitoral está sendo levada a conseqüências inimagináveis. “Todos os instantes acontecem ameaças, discussões, ofensas e outras formas de desentendimentos”, comentou.





O parlamentar apresentou um documento produzido pelos advogados da coligação “Trizidela Unidos para Todos”, pedindo intervenção federal no município durante o processo eleitoral. “Trago o assunto ao plenário da Assembleia Legislativa, para fazer valer nossa prerrogativa parlamentar de preservar a segurança e o bem estar de todos os maranhenses”, afirmou Louro.




Já o deputado Raimundo Cutrim (PSD) confessou que esteve em Trizidela do Vale e constatou que o clima está realmente tenso no município. Cutrim entende que o TRE e o governo do Estado devem requisitar a força federal e a Polícia Militar, para garantir a segurança na eleição em todos os municípios do Maranhão.



 

 

Quando os problemas sexuais atrapalham o relacionamento...






Por Rosana Braga





Amor é um sentimento universal. Podemos amar muitas pessoas ao longo de nossa história. Entretanto, o que diferencia uma relação da outra é a forma como esse amor é exercitado, isto é, são as atitudes que usamos para demonstrar esse sentimento! Neste caso, estamos nos referindo àquele tipo de encontro que se diferencia dos demais por conta da intimidade sexual. 


Seja este tipo de relacionamento entre pessoas do sexo oposto ou pessoas do mesmo sexo, ele se caracteriza, portanto, porque há o desejo, a atração física, a busca da realização e do encontro pelo prazer sexual. E nada mais saudável e gostoso do que quando esse encontro acontece com respeito, em que um e outro podem se mostrar como são, falar do que querem, como querem e também de seus sentimentos e dificuldades, medos e limitações. 


Mas, infelizmente, é mais comum do que supomos acontecer de os casais não conseguirem criar esse espaço. Por timidez, tabus ou crenças equivocadas, não falam sobre sexo. Fazem sexo – ou tentam – mas não falam sobre o assunto. Assim, com o passar do tempo, o que era um medo ou uma insegurança compreensível e até natural, termina se transformando em fantasmas horrorosos, verdadeiros monstros que perturbam a relação, atrapalham a intimidade e distorcem os sentimentos. 


Resultado? Podem ser vários: ejaculação precoce, dificuldade de ereção, frigidez, vaginismo, até a completa impotência. Ou seja, duas pessoas que se amam, mas não conseguem obter prazer na intimidade. Daí para surgirem sentimentos como insegurança, baixa autoestima, ciúme, irritação, angústia e afastamento é só uma questão de tempo e de brigas após brigas. 


Conclusões precipitadas e erradas são tiradas sem que uma conversa franca e sincera aconteça. Um acusa o outro. Ou pior: os dois se fecham e fingem que nada está acontecendo. Ignoram a desastrosa situação sexual em que se encontram. Sentem tanta dificuldade de lidar com o assunto que simplesmente abrem mão do prazer e desistem da felicidade. Assim, a relação se torna cinza, sem graça, morna, triste, insossa, descaracterizada. 


É óbvio que, se vislumbrasse uma saída, ninguém optaria por viver assim. Por isso, a pergunta a ser respondida é: o que fazer? Felizmente, existem muitas soluções, muitas formas de tratar e curar os problemas sexuais. E o melhor: na maioria das vezes, é bem mais simples e rápido do que se supõe. Porém, para que qualquer método funcione, é preciso que os envolvidos queiram resolver a questão, estejam abertos e disponíveis para essas possibilidades. 


Considerando que grande parte dos problemas é psicológico, decorrente de travas emocionais, a terapia sexual pode ser um método fantástico e muito eficiente para mudar esse quadro e fazer com que um casal reencontre o caminho do prazer e da satisfação. Essa terapia pode ser realizada com os dois ou somente com aquele que está se sentindo aquém de seus desejos e expectativas. 


Mas sabemos que existem também os casos em que a trava tem a ver com problemas físicos, tais como diabetes, disfunções hormonais, entre outros, e até com a idade, má alimentação ou sedentarismo. Para esses também existem soluções. Recentemente, o jornalista esportivo Jorge Kajuru deu uma entrevista revelando que o implante de uma prótese peniana mudou sua vida. Mas ele não é o único e nem o primeiro famoso a falar sobre o assunto. 



Na era do Viagra, em que a tecnologia e a medicina estão a favor da sexualidade, o cantor Sérgio Reis, aos 70 anos, também contou sobre sua busca pela solução de seus problemas sexuais. Ou seja, embora ainda haja tanta dificuldade, especialmente por parte dos homens, para falar sobre suas limitações sexuais, a situação pode ser outra e logo! 


Claro que não é preciso ser capa de revista nem anunciar aos quatro cantos os detalhes de sua vida sexual, mas se existe algo que te incomoda e que faz com que você se sinta insatisfeito, talvez seja hora de parar de sofrer sozinho, de parar de se punir e se impor a infelicidade. Mesmo que seja de modo discreto, o ideal é que você se cuide integralmente e consiga resgatar as delícias de estar vivo e de amar e ser amado!








Rosana Braga é Consultora de Relacionamento e Comunicação, Palestrante, Jornalista e Autora do livro Faça o Amor Valer a Pena, entre outros.  


 

Acompanhe agenda dos candidatos para este domingo(23)

 
 
Gil Cutrim(PMDB) 15



Manhã: a partir das 9h, caminhada no bairro J.Câmara (saída próximo da feira). Às 11h, caminhada na orla marítima da sede do município.

Tarde e noite: reuniões em comunidade. 


 
Júlio Filho(PC do B) 65


Não informada.
 
 
Arnaldo Colaço(PSB) 40
 
 
Não informada.

 

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 9164 10 67

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB