quarta-feira, 15 de agosto de 2012



Ricardo Cabeça Branca ganha adesão de eleitores da Sede e Região das Vilas



Candidato visitou recentemente bairros como Vila Sarney Filho I e II, Vila Flamengo, J. Lima, Vila São Luís, bairro J. Câmara, Sede, Vila Roseana Sarney e Tijupá Queimado; candidatura de Ricardo já é uma das mais aplaudidas pela população ribamarense




Por Fernando Atallaia

Da Agência Baluarte





O candidato a vereador Ricardo Cabeça Branca (PC do B) visitou nas últimas semanas várias comunidades e bairros da Sede e Região das Vilas, onde recebeu adesão de dezenas de lideranças comunitárias locais e de setores da população ribamarense como Trabalhadores Rurais, Profissionais Liberais, Terceira Idade e Juventude.


Na Vila Flamengo, Ricardo foi recebido com entusiasmo pelos moradores que fizeram questão de destacar a importância das propostas do candidato para estas eleições. '' Eu vou votar nele com todo prazer porque percebi que é um homem sério e tem projetos para a nossa cidade, li a carta-proposta dele e concordo com tudo que lá estar colocado. Minha família também vai votar no Ricardo, ele será um grande vereador com certeza'', disse a vendedora Rita de Cássia, residente naquela comunidade.


Ricardo Cabeça Branca: carta-proposta à população ribamarense e adesão de bairros e comunidades da cidade



No bairro Tijupá Queimado não foi diferente. Ricardo Cabeça Branca recebeu o apoio dos moradores antigos do local e foi surpreendido com a também adesão de Jovens e trabalhadores rurais. ''A gente percebeu nele muita simplicidade e verdade, ele é como a gente, e as propostas dele são tudo que o ribamarense quer para sua vida, ganhou meu apoio de cara, é o meu candidato'', afirmou a dona de casa Lúcia, moradora do Tijupá. Daquele bairro, Ricardo Cabeça Branca seguiu para a Vila J. Lima onde foi convidado pelos moradores a organizar uma grande reunião pautada nas suas propostas para população ribamarense.





As visitas de Ricardo Cabeça Branca às comunidades do município tem obedecido às propostas de campanha concebidas e estabelecidas pelo candidato para a cidade e à concepção dos projetos sociais que pretende executar na Câmara Municipal. ''Pretendemos seguir de forma fidedigna todas as nossas propostas já postas para avaliação do nosssa querida cidade, o ribamarense precisa de atenção e acompanhamento diário pelo vereador e não só de quatro em quatro anos em época de eleição, vamos lutar por todos os direitos da população, eu disse todos, como já fazemos diariamente, por isso eu quero agradecer o apoio das lideranças que nos fortalecem nesta caminhada até o dia da votação rumo à vitória'', agradeceu o candidato.








César Teixeira: Patrimônio Artístico do Maranhão
 

Por Natan Castro

Crítico musical de ANB Online




Há alguns anos estava eu dentro de um coletivo em São Luís, indo em direção à Cohab, quando vi subir num ônibus um sujeito meio calmo, de estatura baixa, óculos e um chapéu na cabeça. Ao vê-lo algo instigava minha memória: ele parecia ser um artista, não sei o porque mais parecia. Acalmei a mente, aguardei mais um pouco, e aos poucos na minha memória as informações foram aparecendo. Aquele cara era ninguém menos que César Teixeira. Sim o compositor de Oração Latina, ganhador do Festival Viva no ano de 1985 com a belíssima letra de protesto que tanto ouvi na minha infância, juntamente com o disco Bandeira de Aço, álbum onde havia músicas dele com as de Josias Sobrinho cantadas na voz de Papete. Esse disco ainda hoje tem músicas que nunca saíram à execução radiofônica e acho que nunca sairão desse repertório incessante que jamais para de tocar na minha cabeça.



Com a chegada do ônibus à Forquilha aquele cara desceu com um violão em punho e saiu caminhando em passos pequenos parcimoniosamente. As lembranças de Oração Latina se fixaram por conta dos belos versos e também pelo motivo do meu irmão mais velho- na época iniciando sua carreira de locutor de rádio- ter sido um dos jurados desse Festival (nem sei se ele votou nessa música para primeiro lugar do festival, mas lembro que um souvenir de lembrança do evento ficou durante muito tempo na sala da casa dos nossos pais).  




César Teixeira: artista é um dos maiores compositores do Maranhão

Após esse acontecimento, estava eu  e o amigo, baixista e produtor musical Alerrandro Lanucci dentro da feirinha do Reviver (bairro Praia Grande em São Luís) no famoso Bar do Irmão tomando umas cervejas quando César Teixeira adentrou à  feirinha e comprou uma dose de cachaça. Logo de pronto eu e Lanucci oferecemos cerveja a ele. Ambos eufóricos com a presença do grande artista. Ele nos respondeu dizendo que ''hoje em dia só tomo doses de cachaça de vez em quando''. Nos agradeceu e se foi com o mesmo passo lento e seu chapéu de palha na cabeça. Ali estava um dos dos maiores artistas desse Estado com toda sua simplicidade e genialidade.




César Teixeira desde cedo mostrou interesse pela música e poesia. Seu pai Bibi Silva era também compositor. Na infância os folguedos e ritmos populares chamaram sua atenção. Depois na adolescência teve aula de canto no coral do Liceu Maranhense. Já no ano de 1974 teve aula de violão clássico com o mestre João Pedro Borges na Escola de Música do Estado.



Teixeira teve suas composições gravadas por diversos cantores maranhenses e de outros estados. Sua vida na arte não se resume somente à música. Além de participar do lendário álbum Bandeira de Aço com Papete e Josias Sobrinho, César ganhou o prêmio Nacional de Poesia Vinicius de Moraes promovido pela Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro em 1996, dentre outros prêmios envolvendo roteiro para cinema e teatro.



César Teixeira é daqueles artistas que não precisa estar a todo momento sob os olhos da mídia para continuar em voga na memória do seu público. Avesso aos mecanismos midiáticos construiu uma sólida imagem de grande poeta e músico com o passar dos anos, tornando-se referência para grandes artistas maranhenses da década de 90, dentre eles o poeta que responde pela direção deste blog, o nosso também genial Fernando Atallaia.



Recentemente César lançou o primeiro DVD da sua carreira. Abaixo uma amostra da sua poesia, o poema ''Patrimônio Cultural Profano'':




As ladeiras sobem
e descem
como estreitas línguas
de répteis
engolindo bêbados
e prostitutas
na noite de luto
sem lua.
















Sob os telhados
de escamas
as ladeiras se arrastam
há séculos
enxugando o suor
da história
como se menstruassem
pedras.





Embaixo
o vômito das estrelas,
em cima
o cocô do bispo,
mas tudo
as ladeiras ponderam.
De manhã
cospem pivetes.



Descansam
no Largo do Desterro
e de joelhos
entram na igreja,
afinal,
não é fácil ser ladeira
sem pecar
ao mesmo tempo.





Candidato a vereador do PDT é assassinado no Centro de São Luís




Do blog do John Cutrim




O candidato a vereador pelo PDT, Allisson Rhobert Silveira foi assassinado na noite desta terça-feira (14/08) após reagir a um assalto no Centro de São Luís.



Depois de ter ido deixar sua namorada em casa, no Centro, Allisson foi abordado, por volta das 22h30 por bandidos na rua de São Pantaleão. Os meliantes queriam levar seu carro.




Allison Rhobert Silveira: covardemente assassinado




Imediatamente, Allisson reagiu, correu e jogou a chave do veículo na direção da casa, quando os bandidos o alcançaram e desferiram um tiro na sua cabeça.




Militante político atuante, tão logo soube da morte vários pedetistas manifestaram nota de pesar pela tragédia ocorrida.

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores