segunda-feira, 13 de agosto de 2012






Trabalhadores ribamarenses dizem SIM para Gil Cutrim


Mais de 250 pessoas, dos mais variados setores, conversaram com o prefeito e ratificaram apoio ao seu projeto de reeleição.



Durante reunião realizada esta semana, representantes de várias classes de trabalhadores do município de São José de Ribamar ratificaram total apoio a reeleição do prefeito Gil Cutrim (PMDB).

Participaram do encontro mais de 250 pessoas, moradoras da cidade, com vínculos empregatícios na iniciativa privada e no setor público.


Gil Cutrim: apoio dos trabalhadores e candidatura  em expansão

“A reeleição do prefeito Gil é a garantia de que a administração pública de São José de Ribamar continuará no caminho certo. É a garantia de que os recursos públicos, ao contrário do que acontecia até 2004, continuarão a ser empregados com responsabilidade e em prol do povo”, avaliou a funcionária pública Vanessa Lima.

Acompanhado do seu candidato a vice-prefeito, Eudes Sampaio (PT do B), Gil Cutrim apresentou as suas propostas de governo para os próximos quatro anos, que receberam o aval do público presente.

De acordo com o prefeito e candidato a reeleição, São José de Ribamar, terceira maior cidade do Maranhão em número de habitantes, vem se destacando nos cenários estadual e nacional ao longo destes quase oito anos graças as políticas públicas eficientes, que tiveram início na gestão do ex-prefeito Luis Fernando Silva, atual secretário-chefe da Casa Civil do Governo do Estado, e que estão tendo continuidade na sua administração.

“O tempo do atraso já passou e o povo não o aceita mais. Ao longo destes quase oito anos, fizemos muito em todos os setores da administração. Mas ainda é necessário fazer muito mais para recuperar o tempo perdido até 2004. E é isso que iremos fazer: continuar trabalhando, com muita responsabilidade e transparência, para fazer um município bem melhor a cada dia”, afirmou Gil Cutrim, que fez questão de agradecer o apoio da classe trabalhadora da cidade.






Matéria enviada por assessoria de comunicação do candidato.




 

 

Família liga deputado a grilagem de terras em Paço do Lumiar

 

 

Raimundo Cutrim estaria envolvido com fraude de documentos.
Eles teriam sido lesados em pelo menos R$ 600 mil.






Do G1 MA





Uma família herdeira de terrenos em uma área no município de Paço do Lumiar denunciou à polícia que teria sido lesada pelo deputado estadual Raimundo Cutrim, na época em que ele era secretário de Segurança Pública do Estado. O depoimento do deputado à Comissão de Delegados que investiga crimes de grilagem de terra no Maranhão estava marcado para esta sexta-feira (10) na Assembleia Legislativa, porém foi adiado e ainda não tem data marcada.


A grilagem de parte das terras da família Melo, na comunidade Pindoba, está sendo investigada pela Polícia Civil por meio de uma comissão de delegados. O caso já está na Justiça, na Comarca de Paço do Lumiar e na Corregedoria do Tribunal de Justiça do Maranhão. Dona Sinésia Isidora de Melo, de 70 anos, já prestou depoimento à polícia sobre a grilagem de 68 hectares de terra de sua família, que teria sido feita pelo deputado estadual Raimundo Cutrim. Segundo ela, o parlamentar teve apoio de um delegado da Polícia Civil maranhense. “Ele (Raimundo Cutrim) e o delegado Sebastião Justino sabiam de tudo, inclusive quem veio aqui para falar em compras foi o Sebastião Justino”, afirma a aposentada.




Deputado Raimundo Cutrim: denunciado por grilagem  de terras




A propriedade teria sido adquirida com documentos que poderiam ser falsos, expedidos pelo cartório de 1º Ofício Extrajudicial de São José de Ribamar. A procuração foi outorgada no mês de julho do ano 2000 por Antonio Claudino da Silva, que autoriza, por meio do documento, a venda da terra. Antonio Claudino, no entanto, morreu no ano de 1997.




 Dona Sinésia não se conforma com a fraude. “Quero que nos pague ou então, se ele não quiser pagar, que ele devolva. Mas ele disse que nem paga e nem devolve”, conta ela. O corretor do imóvel é Sebastião Cardoso Filho, que atua como procurador dos herdeiros de dona Sinésia de Melo há mais de 30 anos. Ele afirma que o cartório de São José de Ribamar sabia de toda a fraude e aponta, também, o secretário Alberto Franco que, na época, era interventor do cartório. “Não vou dizer que o senhor Alberto Franco fez a falsificação, mas que ele sabia de tudo, ele sabia. Não estou dizendo isso apenas com palavras, tenho documentos que provam que a fraude aconteceu”, afirma o corretor.






O deputado Cutrim que, segundo o corretor, adquiriu a terra por meio de documento fraudulento e nunca pagou imóvel. A transação ocorreu em 2005 e o documento que autoriza a venda da terra, segundo o corretor, foi assinado em um restaurante da cidade de São José de Ribamar: “Foi assinado no restaurante Mar e Sol. Estavam lá o deputado Cutrim e o senhor Alberto Franco. Ele (Alberto Franco) fez uma ligação e, em cinco minutos, um rapaz chegou ao local com os documentos para assinar”.





Dona Sinésia Isidora de Melo, que tem oito filhos, nasceu e se criou na comunidade da Pindoba. Sua família foi, inclusive, uma das fundadoras da comunidade em Paço do Lumiar. O que eles desejam agora é o pagamento do valor da área, que na época custava R$ 600 mil, ou a devolução por meio de uma reintegração de posse na Justiça. Como o pagamento nunca foi efetuado, dona Sinésia faz um apelo emocionado às autoridades do Maranhão: “É a única coisa que nós temos é essa. Eu peço que a Justiça julgue com a mente e com o coração, porque essa terra é nossa e eu e minha família precisamos dela. Não podemos dar nossa herança para outras pessoas”.





Procurado pela equipe da TV Mirante, a assessoria do deputado estadual Raimundo Cutrim não atendeu às ligações. Já o secretário extraordinário de Assuntos Estratégicos do Governo do Estado, Alberto Franco, informou através de nota que está à disposição da comissão de delegados que investiga a grilagem de terras. O secretário rechaçou as denúncias e disse que se algum crime foi praticado, o cartório em que ele trabalhava também teria sido vítima dos falsários. Já o delegado aposentado, Sebastião Justino, informou que apenas apresentou o deputado Raimundo Cutrim ao procurador da família. Ele nega ter facilitado a grilagem de terras na área ou qualquer outro crime praticado.






Sobre Doses e Putas em demasia



Leia na íntegra o poema Transfusão de autoria de Natan Castro. Castro além de crítico musical de ANB Online é poeta, administrador de empresas, radialista e um apaixonado por putas, rameiras e meretrizes. Recentemente sob a coordenação de Fernando Atallaia deu início à série poético-jornalística ‘Sobre Doses e Putas em demasia’ do portal de notícias ribamarense.  




Transfusão







Putas são poemas inacabados

Putas são colo ou abandono

Putas são cometas, narcisos ao contrário.

Uma linhagem de vampiros

Que brilham no crepúsculo

E ofuscadas desabam ao amanhecer.








Putas são na essência como poetas

Demônios convictos de uma fé

Porém no vai e vem da vida

Jamais esquecem a noite

Um bater de pálpebras

 Um segundo sequer.








Um fala, o outro escuta(...)



ANB Online trás hoje para você dicas de relacionamento. A matéria especial reproduzida por nossa equipe versa sobre um assunto que atinge a todos nós: separações. O texto assinala alguns capítulos dos tão sofríveis e delicados momentos que se arrolam ao enamorado independentemente de sua condição pessoal, profissional, psicológica e existencial. No leque das sugestões 5 itens importantes para quem precisa compreender de forma fundamentada a história dos desvencilhamentos. As dicas ficam por conta da Coach de Relacionamentos Margareth Signorelli. Vamos à reportagem!




Do Msn Notícias






Começar a odiar a pessoa que um dia você amou



Para se desconectar da pessoa que um dia amamos, às vezes, passamos de amor para ódio e desvalorizamos e destruimos sua imagem. O que a princípio parece uma boa ideia - porque irá nos ajudar a nos desconectar da pessoa -pode ser ruim no final porque o ódio contamina nossa autoestima e enfraquece nosso espírito vencedor.



Se 'desconecte' da pessoa de modo saudável



Você precisa se desconectar da pessoa de um modo saudável. Caso isso não ocorra, pode acabar numa tremenda destruição de si mesmo(a) e das pessoas que cercam você. Se desconectar também evita que sabotemos nossa habilidade de recuperar nossas forças e reinventar nossa vida. Quando colocamos algo positivo como negativo, cavamos um buraco para nós mesmos e nos tornamos escravos do lado obscuro do amor. Assim, nos tornamos incapazes de recuperar a vibração do nosso espírito e a doçura desse sentimento.




Apontar tudo o que o outro fez de errado




Outro erro frequente após a separação é apontar tudo o que o outro fez de errado. Isso é fácil, uma vez que as coisas que a outra pessoa fez, provavelmente, nos machucou por conta da imaturidade das ações. Não que estejamos fingindo ou exagerando, mas até que possamos nos responsabilizar por termos sido um dos criadores dessa parte do conflito que vivemos não seremos capazes de acionar as forças que precisamos para criar uma experiência diferente no amor.




Não é se culpar, mas sim se responsabilizar



Vamos deixar bem claro: não é se culpar, mas sim se responsabilizar. Um exemplo: em um relacionamento em que o outro não tratava você com respeito, pergunte-se 'em que momento e por que eu permiti que outra pessoa não me tratasse com o respeito que mereço'? Para recuperar essas forças você tem que entender como você foi a fonte dessa experiência e descobrir modos de se mostrar diferente na vida para acreditar que nunca mais permitirá que isto aconteça novamente em uma nova relação.



Acreditar no mito de que o 'tempo cura tudo'




Assumir e acreditar que um dia, sem que você tenha que se esforçar muito, estará bem e curada é um erro! O tempo não cura nada. Nós é que curamos. O tempo pode diminuir a dor aguda que você está sentindo e reduzi-la a uma tristeza ou melancolia até que você comece a funcionar novamente. No final, o coração partido roubou sua felicidade, contraiu o seu coração e diminuiu as suas chances de amar no futuro se você achar que tudo passa e que o 'tempo coloca tudo em seu devido lugar'. Temos, sim, que trabalhar em nós mesmos cada detalhe e curar cada ferida do passado para não permitir que se repitam no tão desejado futuro amor.













Com edição e informações de ANB Online.

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:

(98) 9 8767-7101

E-mail:

agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com



Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB