terça-feira, 22 de maio de 2012




Coluna do Fernando Atallaia



Por Fernando Atallaia

Editor especial de ANB Online






Aumento de número de vagas na Câmara Municipal chama atenção de postulantes



O aumento de assentos na Câmara Municipal de Ribamar já provoca burburinho e faniquitos na classe política local com especial atenção para os ‘marinheiros’ de primeira viagem.

São muitos os postulantes ao cargo de vereador que saem das alcovas para anunciar oficialmente serem pré-candidatos.

Na listagem de ANB Online, mais de 200 nomes já mostram interesse em concorrer a uma das vagas do Legislativo. Agora é aguardar para vê quem realmente emplacará uma candidatura real e viável!



Dinaelson Alencar é pré-candidato a vereador pela Vila São Luís


Da Vila São Luís para as dimensões geográficas do município, com animação e propostas o líder da Juventude Batista, Dinaelson Alencar se lança como pré-candidato a vereador pelo Partido Social Cristão-PSC.

Dinaelson Alencar: representante da Região das Vilas, ele tem a adesão de alas evangélicas da cidade  
Alencar é um dos principais nomes na disputa por uma vaga na Câmara Municipal representando a Região das Vilas.
Com a adesão de sua denominação evangélica (Igreja Batista) e de seguimentos ligados ao Cristianismo na cidade balnearia, o jovem articulador do alto dos seus 25 anos já é uma das apostas promissoras e promitentes do contexto político ribamarense. É a renovação chegando à Câmara Municipal.



Moradores dos bairros Mata e Matinha pedem entrevista com a pré-candidata Célia da Mata

Célia da Mata, professora e diretora da agremiação folclórica Boi da Matinha, é uma das pretensas e propensas personalidades políticas a ser entrevista por ANB Online.
A pré-candidata a vereadora, que vem nos últimos meses impondo ostracismo ao vereador Lázaro naquela área, é uma das sugestões de pauta mais recorrentes na central de atendimento da Agência de Notícias Baluarte. A equipe de produção do blog avalia a sugestão e em breve manterá possível contato com a docente no sentido de entrevista-la.



Na Região das Vilas, Filho da Maiobinha reúne multidão

Mais de 400 pessoas reunidas. Essa foi a imagem que os presentes ao encontro organizado por Filho da Maiobinha e seu grupo sociocomunitário, puderam contemplar na noite do último domingo (20)no bairro Maiobinha.
Filho da Maiobinha, conhecido naquela localidade pelas atitudes engajadas e comprometimento filantrópico, tem sido indicado pelas principais lideranças comunitárias daquela região a pleitear uma cadeira na Câmara Municipal da cidade.
O encontro vaticinou Filho como pré-candidato a vereador pela Maiobinha e ao que parece a multidão reunida já legitima a escolha do ativista social rumo ao Legislativo Ribamarense. Ao eleitor cabe esperar os desdobramentos!



PPS ribamarense não se exime das responsabilidades socialistas


O Partido Popular Socialista-PPS anda bem em São José de Ribamar e promete fazer a diferença: prestes a inaugurar sede própria na cidade do santo, a legenda inova pela proposta e vai além do circuito eleitoral proporcionado pelas eleições de outubro.

Marco Aurélio:PPS ribamarense deverá honrar os conceitos e ditames das práticas socialistas
De acordo com Marco Aurélio, presidente do PPS de Ribamar, a implantação da base do partido, visa  sobretudo o debate social e a promoção de ideias em torno de projetos e programas sociais consistentes e não somente o pleito desse ano.’’ Somos despretensiosos e não imediatistas, vejo que o PPS honrará o ideário do bom e velho socialismo, que objetiva pensar o Social de forma ampla e estrutural, esta é a nossa missão em São José de Ribamar’’, diz Aurélio.


Aumenta expectativa em torno do vice de Gil Cutrim para as eleições de outubro


As polêmicas que se arrolam à escolha do vice do atual prefeito Gil Cutrim na composição de chapa para as eleições desse ano continuam em São José de Ribamar.

Fontes não identificadas informaram à coluna que o chefe da Casa Civil do Estado, Luís Fernando Silva, já tenta impor o seu pretendente ao cargo no seu clássico estilo característico, o ditatorial.

As corroborações, em torno da escolha do vice, deflagradas Pela Agência de Notícias Baluarte nas últimas semanas abriram um leque de perspectivas para reações, as mais (a) diversas.

De um lado, grande parte da população ribamarense sugere para vice de Cutrim o ex-presidente da Câmara Municipal, Malheiros e, do outro Eudes Sampaio caminha na predileção do Executivo da cidade.

As centenas de ligações e e-mail enviados à central de atendimento de ANB Online deram visibilidade à polarização que hoje ganha as ruas de bairros e comunidades do município.

Esperada por todos os lados, a decisão em torno do nome a compor com Gil Cutrim como vice será anunciada em breve nas convenções eleitorais a serem realizazadas já no próximo mês.



Malheiros concede entrevista ao programa Hora da Bola da rádio Nova 104


O programa ‘Hora da Bola’ da rádio Nova 104 comandado pelos radialistas Gessé Pinho e Jercílio Brandão recebeu na última sexta-feira (18) o líder político Malheiros para uma entrevista que versou sobre a escolha do vice do prefeito peemedebista Gil Cutrim.

Malheiros:bem cotado para vice de Gil Cutrim, ele alavancou a audiência dos meios de comunicação do município nos últimos meses  
Com participação popular maciça, a entrevista, de acordo com a produção do programa, ganhou ressonância na esfera municipal e elevou os picos de audiência daquele meio de comunicação a números nunca antes vistos.

O convite a Malheiros partiu, segundo um dos locutores, dos ouvintes da rádio que antenados com a realidade política de São José sugeriram que o ex-presidente da câmara de vereadores expusesse sua opinião sobre a polêmica que envolve a composição de chapa com Gil Cutrim a prefeito.


Eudes Sampaio reage: ‘Malheiros estar esperneando’, diz.

O ex-secretário da fazenda e patrimônio da prefeitura de Ribamar, Eudes Sampaio, em contato com a coluna foi lacônico:’ Malheiros estar esperneando’, disse.



Eudes Sampaio:'Malheiros estar esperneando'.


A afirmação do hoje coordenador de campanha do prefeito Gil Cutrim a reeleição guarda alguma sustentabilidade. Sampaio já se vê como vice do peemedebista e é o nome indicado pelo ex-prefeito Luís Fernando Silva, seu contemporâneo, para composição da chapa que seguirá rumo às urnas de outubro.


Vereadores de Ribamar não aderem a projeto de ribamarensidade


A bandeira levantada por Malheiros na entrevista a radio Nova 104 passou pela defesa de um político nativo da cidade que representasse a população ribamarense em seus anseios e expectativas no sentido de compor com Cutrim como vice.


Vereadores de São José de Ribamar com o prefeito Gil Cutrim:apoio incondicional às deliberações do Governo

O político defendeu o conceito de ribamarensidade como fortalecimento das características e identidades histórica, social e cultural dos habitantes do município.

Em todo conjunto de suas falas essa premissa foi presente. Por outro lado, de acordo com um eleitor que preferiu não ser identificado, a grande maioria dos vereadores que nos últimos anos vinha sugerindo que o vice do atual prefeito às majoritárias fosse originário da cidade e/ou mesmo da Câmara Municipal, teria se calado em prol da indicação do Governo.



Negão e Zé Lima já não defendem um vice  local para Gil Cutrim


Os vereadores  Negão e Zé Lima, da base aliada do atual prefeito Gil Cutrim, conhecidos pelos posicionamentos ‘ferrenhos’ e impostados já não são os mesmos quando o assunto é a escolha do vice do peemedebista. 

Grandes defensores do projeto de composição do vice (sendo este um político ribamarense da cidade)na chapa de Cutrim, ambos, segundo eleitores do município,  perderam a vitalidade política quando a questão é optar por um nome nativo de São José de Ribamar. O que terá acontecido?



Candidatos a prefeito se preparam para o embate político

Os pré-candidatos a prefeito Júlio Filho (PC do B), Arnaldo Colaço( PSB) e Gil Cutrim( PMDB) já se preparam para o embate/debate político na cidade balneária.

Filho e Colaço pela Oposição visitam bairros e comunidades ribamarenses. Colaço, mais emblemático, promove seminários e encontros temáticos ao passo que Júlio Filho ainda prefere as reuniões convencionais.

Já o atual prefeito Gil Cutrim que concorre à reeleição visita bases e credita grande parte de sua articulação política aos vereadores do município (seus aliados) e às legendas partidárias que compõem sua base eleitoral na cidade.

Após as convenções, os posicionamentos dos prefeitáveis tendem a se acirrar em torno da disputa e possíveis mudanças nas respectivas coordenações podem vir a ocorrer. As eleições em São José de Ribamar prometem!




Deferências Atallaianas


As deferências atallaianas vão para as comunidades do Sarnambi, Bom Jardim e São José dos Índios, que nas últimas semanas contataram ANB Online de forma carinhosa e recorrente. Grande abraço ao povo de Ribamar que faz desses bairros seu reduto primeiro.

Aos amigos e parceiros Marcos Magah, Daniel, Lukas, Carla Pinheiro, Geovani, Paulo Sanches e Sandrinha em São Luís o meu fraterno abraço.

Aos leitores assíduos de ANB Online no bairro Jardim Tropical: José Rodrigues e família, Adriana e família, Leudson, Gustavo, patrícia, Daniela, D. Lúcia e Rosário minhas saudações e agradecimentos.

Aos moradores do Araçagi e Vila Alonso nossa dívida presente pelas sempre pertinentes sugestões de pauta.

Aos queridos leitores da região da Sede: Cabeça, Vanessa, Fabiana, Fernanda Marreiros, Licinha, Osvaldina, Guilherme do Cruzeiro, Júnior Fá, Ronald, Batuta, Paulo Campineiro, Dionísio, Ivan Trindade, Sandro e Mauricéia nossos reais cumprimentos e votos de felicidade.

Abraço enorme nos seguintes bairros e comunidades ribamarenses que fazem nossa audiência em toda São José de Ribamar: Vila Sarney Filho I e II, Tijupá Queimado, Moropóia, Bairro São Raimundo, Kairós, Campina, Itaguará, Parque Vitória, Vila Operária, Vila São Luís, Bairro J. Câmara, Panaquatira e região, Parque Jair, Caúra, Jussatuba, Maiobinha, Boa Viagem, Vila Cafeteira, Vilas Kiola I e II, Jardim Tropical,  Maioba e demais localidades de nossa querida cidade balneária o meu obrigado. Por hoje é só. Tenham uma ótima continuidade de semana. E que Deus nos abençoe a todos!











Impossibilitada de trabalhar, atriz da Globo vende acervo para se manter


Do terra


Ela fez história ao protagonizar na década de 1960 o primeiro nu frontal do cinema brasileiro no filme Os Cafajestes, além de atuar em grandes produções como em O Pagador de Promessas, indicado ao Oscar, e em novelas e seriados.


Porém, tanta glória no passado não contribuiu para que Norma Bengell evitasse uma crise financeira. Aos 77 anos, a atriz foi obrigada a colocar à venda seu acervo pessoal, que conta com filmes, CDs e, segundo ela, documentos importantes da sua história.

Norma Bengell contribuiu para o sucesso do cinema nacional. Seu último trabalho foi na TV, no seriado 'Toma Lá da Cá', da Globo


Norma Bengell contribuiu para o sucesso do cinema nacional.Seu último trabalho foi na TV, no seriado 'Toma Lá, dá Cá', da Globo.


Em entrevista ao Terra, Norma relatou seu drama. Forçada a parar de trabalhar há dois anos devido a uma queda, que resultou em uma lesão na coluna, a atriz afirma que se manteve nesse período com a ajuda de amigos. "Fraturei a coluna e não consigo mais andar. Por isso decidi vender tudo que tenho para ficar tranquila. É única solução", lamenta.


Amigo de Norma, o ator baiano Binho Gomes da Silva ficou encarregado de conseguir um comprador para o acervo. Segundo ele, o material está avaliado em R$ 200 mil. O último trabalho da atriz na TV foi no seriadoToma Lá da Cá, da Globo, em 2009.


"Não é por falta de convites para trabalhos que estou em dívidas, é simplesmente porque estou impossibilitada mesmo. Faço sessões de fisioterapia, fico na cadeira de rodas e preciso de apoio para andar", explicou.







Com informações de ANB Online.

 

 

Povinho ruim

 

Fico me perguntando se o Brasil possui um político como Bismark, na Alemanha; Churchill, na Inglaterra; ou o Marquês do Pombal, em Portugal?



Por Patrícia Melo



Em certo momento de “O Caminho da Liberdade”, magnífico romance do escritor austríaco Arthur Schnitzler, o personagem Heinrich admite sua capacidade de entender todos os mortais, sejam eles batedores de carteira, sejam donos de hotel ou reis. Sua dificuldade, ele diz, é com o político que esconde sua essência atrás de “títulos, abstrações e símbolos”.


Segue-se uma discussão interessante entre Heinrich e Nurnberger – outro personagem igualmente fascinante do livro – em que basicamente se diz haver dois tipos de políticos (ou nenhum, conforme se verá): o primeiro, composto por homens de negócios, impostores ou aduladores; e o segundo, formado pelos “ativos... ou geniais”. Explica-se que este segundo tipo também não era formado por políticos “no fundo do seu ser”, mas por verdadeiros artistas, que “buscariam criar uma obra, e uma obra que por princípio reivindicava tanta imortalidade e caráter quanto qualquer outra obra de arte”. Sua matéria-prima seria a própria humanidade.



Mais adiante conclui-se que a política é o elemento mais “fantástico no qual os homens podem se mover”.

Fico me perguntando se o Brasil possui na sua imensa galeria de políticos que nos lideram há séculos alguém que se encaixe no segundo perfil de Schnitzler. Um político como Bismark, na Alemanha; Churchill; na Inglaterra; ou o Marquês do Pombal, em Portugal? Alguém que, conforme diria Maiakovski, pudesse conversar “sobrancelha com sobrancelha” com Lenin ou Thomas Jefferson? Gostaria de estar errada, mas creio que jamais fomos abençoados com essa sorte. Nossos melhores – só para citar os que me ocorrem: Joaquim Nabuco, Rui Barbosa e o Barão do Rio Branco – tornam-se pálidas figuras diante dos grandes políticos da história mundial.



Certamente tivemos e temos políticos éticos; políticos bem-intencionados, que deixaram um legado mais ou menos importante, que contribuíram oportunamente (mas ainda assim contribuíram) ou tomaram liderança na luta por mudanças políticas importantes, que conquistaram benefícios sociais, mas político genial – no sentido schnitzleriano – este, eu ficaria feliz se o leitor me lembrasse de algum nome que injustamente eu possa ter esquecido.



Parece que estamos historicamente condenados ao primeiro tipo. E agora, quando pela primeira vez o Brasil atinge uma posição econômica de visibilidade aqui fora, os tais homens de negócio, aduladores e impostores aperfeiçoaram-se de tal forma que absurdamente podem também ser considerados artistas. São verdadeiros gênios da corrupção, da perfídia e da falta de ética, que transformam nossa política no que Schnitzler chama de “o elemento mais fantástico no qual os homens podem se mover”. Puro absurdo.
É difícil explicar o que se passa no Brasil para o europeu entusiasmado com o país que ele vê na capa do “The Economist”, com o Cristo Redentor, tal qual um foguete, sendo projetado para os píncaros da glória.



Na verdade, é como se houvesse um grande descompasso entre nossa realidade pujante e promissora e a classe política brasileira, que, ao contrário do País, parece ainda estar com o pé fincado na lama do passado e do retrocesso. (Não quero ser injusta: claro que há exceções. Tem que haver. Mas essas não deveriam estar mais indignadas? Mais ativas? Mais engajadas numa luta ética?)



Talvez seja exatamente esse descompasso que explique por que nosso crescimento tão alardeado não se reflita em conquistas sociais e culturais. Talvez nosso crescimento seja uma ilusão, uma bolha, ou mesmo um mero crescimento estatístico, conforme acreditam alguns.



É um processo longo, explica-me um amigo cientista, três vezes indicado para o Nobel. Uma vez iniciado um processo democrático, ele explica, demora-se em média três gerações para se mudar a cultura da corrupção de um país. Ainda teremos de esperar um pouco. Tomara que ele esteja certo. Meu único temor é que ele não conhece o Brasil. Nem os políticos brasileiros. Eta povinho ruim!






Patrícia Melo é escritora e romancista, tendo já lançado diversas obras e participado de debates em torno da realidade social e cultural brasileira. Atualmente escreve para jornais, cinema e revistas nacionais, a exemplo da Isto É, onde mantém uma coluna semanal.

Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB