terça-feira, 17 de abril de 2012

 

Repórter da BBC descreve clima de medo e revolta em Província na Síria


Da BBC

Os monitores da ONU chegaram à Síria para supervisionar um frágil cessar-fogo, mas a situação no país ainda não mudou muito: a violência ainda continua e a população teme pela segurança. O repórter da BBC Ian Pannel observou este clima de medo em uma viagem secreta à Província de Idlib, no norte da Síria. Leia o relato abaixo.

Ahmed Al-Aboud se juntou ao Exército Livre da Síria mas foi detido em um posto de fiscalização em Saraqib, na Província de Idlib, há três meses.

Ele conta que forças do governo que o capturaram o espancaram. Em seguida, ele foi baleado e finalmente eles atearam fogo ao seu corpo e o deixaram, pensando que estava morto.

O rosto, corpo e braços de Al-Aboud estão desfigurados e ele puxa as roupas para mostrar as duas marcas de tiros. Ele é pai de oito filhos.

O fato de ele estar vivo já é surpreendente. Mas o encontramos em um protesto público, em uma área na qual as forças do governo passaram há apenas alguns dias.
'Não tenho medo, vou sacrificar minha alma e minha vida para me livrar do (presidente sírio) Bashar al-Assad', disse.

A postura desafiadora de Ahmed Al-Aboud pode ser observada em muitas das pessoas em Idlib. Mas isto não significa que a Província não esteja vivendo um clima de medo.

Idlib aguentou os ataques mais pesados do governo desde março até abril.
Abdul Aziz, um idoso frágil de olhos azuis, chorou abertamente ao falar do que ele chamou de 'Exército de Bashar'. Ele fez um gesto, passando a mão pela garganta, em um movimento de corte, e dizendo: 'Eles vão matar todos nós'.

Viajamos por vilarejos e cidades nas quais os prédios foram demolidos e inúmeras casas foram saqueadas e queimadas.

Os moradores contam que os suspeitos de pertencer ao Exército Livre da Síria foram reunidos e mortos. Ativistas foram detidos e torturados e muitos civis inocentes também foram mortos, segundo os rebeldes.

Assistimos a vídeos que mostram valas comuns e corpos no chão, esperando identificação.

Uma frágil calma se instalou na Província. Apesar de a violência ter diminuído e muitos soldados voltado para seus quartéis, a cada dia surgem novas acusações de ataques do governo.

É impossível verificar estas informações, mas, observamos as forças do presidente Assad em uma cidade, acompanhados do som intermitente de disparos de armas.

O cessar-fogo está longe de ser perfeito e o desafio para os monitores da ONU pode não ser verificar sua aplicação, mas tentar convencer os dois lados a aderirem ao plano de paz de seis pontos do enviado da ONU e da Liga Árabe para a Síria, Kofi Annan.

Nas áreas que conseguimos visitar, não há muito otimismo.
'Somos o povo sírio e nosso crime é pedir por liberdade', afirmou Ahmed Al-Aboud.

Ele não acredita que o governo vai cumprir suas promessas. Assim como todos os que encontramos, existe um sentimento de que eles foram abandonados pelo mundo.

'A comunidade internacional, a Liga Árabe, Europa, América, todos nos decepcionara', disse Al-Aboud.

Oportunidade perdida?

Se existe uma oportunidade para o Ocidente refazer sua imagem no mundo árabe, esta parece estar desaparecendo rapidamente.

Os países ocidentais prometeram dinheiro para ajudar a Síria, mas sem ligação com aparatos militares.

Mas, nesta parte do país, a única ajuda observada foram alguns rádios.

A retirada de forças militares em muitas partes permitiu que as pessoas voltassem às ruas novamente, se reunindo, gritando palavras de ordem, pedindo por liberdade e pela derrubada de um partido e de uma família que governam a Síria por muitas gerações.

Mas, é nesta parte que está o impasse do plano de Kofi Annan.

O plano pede por um processo político que trate das aspirações e preocupações do povo sírio. Mas, a diferença entre o que a oposição quer e o que o presidente Assad está disposto a ceder é maior do que nunca.

Nem todos os sírios gostam do Exército Livre da Síria ou das multidões de manifestantes. Existem áreas pró-governo, mas não conseguimos chegar até elas.

Alguns temem que este movimento seja parte de uma tomada de poder pelos islamistas, os extremistas linha-dura sunitas que querem tomar o poder e estabelecer um governo que não respeitará as minorias.

Existe uma história de tensão entre os muçulmanos sunitas que vivem em Idlib e os governantes alauitas, um ramo dos muçulmanos xiitas.

Ainda nos anos 1980, o pai de Ahmed Al-Aboud ficou preso por mais de 25 anos, detido depois de uma operação contra suspeitos islâmicos na região.

Ouvimos a mesma coisa de muitos outros em Idlib, relatos sobre seus familiares, acusados de serem membros da Irmandade Muçulmana, presos, espancados.

Isto criou uma postura de desafio em Idlib e uma promessa de que, desta vez, será diferente.

E talvez isto explique a determinação de resistir, não importa quais sejam as chances.

Se a Síria quer alcançar a paz, a paz deve ser estabelecida com as pessoas em Idlib, em Homs, em Deraa.

Mas, a violência das forças do presidente Bashar al-Assad apenas deixou esta possibilidade ainda mais remota. Estabelecer a paz será difícil para a ONU, mas encontrar um acordo político duradouro vai testar todas as habilidade diplomáticas de Annan.


                                                    A NAU PRODIGIOSA

A exposição Titanic-100 anos, do pesquisador ribamarense Antônio Miranda faz um passeio pela história do navio e revisita aspectos importantes da época; o mosaico construído pelo historiador lança mão de fotos, réplicas de objetos, filmografias e maquetes para ilustrar aquela que foi uma das maiores tragédias dos mares. Só que em tom de romantismo e memória

Por Fernando Atallaia

Da Agência Baluarte


A exposição Titanic-100 anos aberta na última sexta feira (13), no salão de eventos da Secretaria de Turismo de São José de Ribamar mostrou o sacerdócio e a verve de um dos principais nomes da pesquisa maranhense na atualidade. Antônio Miranda, ribamarense, ex-integrante das esquadras da Marinha, é um profundo conhecedor da história da cidade balneária, além de entusiasta das artes e dos grandes acontecimentos.

Na mostra que homenageia os 100 anos do navio Titanic, Miranda foi múltiplo: debruçado sobre os aspectos históricos da nau, pré e pós-naufrágio, o pesquisador conseguiu contextualizar o público dentro de uma memorialística que não retrata somente o efeito Titanic enquanto nau submersa. Sugere encanto e beleza às sensibilidades mais simples e aguçadas.

 A exposição-um tributo ao acontecimento histórico-na visão de Antônio Miranda se reveste de poeticidade e ainda dialoga com artes como cinema e música. Na abertura da mostra, por exemplo, o pesquisador se valeu dos temas musicais mais recentes referentes ao navio e, brindou os presentes na ocasião, com a trilha do último filme sobre o Titanic (do diretor James Cameron) interpretada na película pela canadense Celine Dion. ''Eu achei maravilhosa essa exposição e muito importante, não só pelo registro, mas também pela capacidade dele em mostrar peças da época que representam o que de fato aconteceu'', disse o marinheiro Micael.

Antonio Miranda e seu Titanic: historiador ribamarense lança outro olhar sobre o navio


O Titanic sempre foi pródigo em inspirar artistas e pesquisadores em todo o mundo. São muitas as homenagens feitas ao navio em forma de filmes, documentários e versos. Na exposição do historiador ribamarense se vê essa pluralidade nas peças que compõem o acervo, a exemplo das esculturas, réplicas de fotografias (da época), e sobretudo na filmografia que vem encantando gerações por décadas. Uma percepção do conjunto de detalhes que caracterizaram a nau. ''Antônio Miranda você é simplesmente incrível e fez um grande trabalho, muito obrigado por esta inciativa, que vemos como peculiar e original, hoje São José de Ribamar faz sua homenagem à história de um grande acontecimento e em grande estilo'', comemorou Fredson Fróz, secretário de governo da prefeitura municipal.

A exposição Titanic-100 anos é uma inciativa da secretaria de turismo de São José de Ribamar e, de acordo com os organizadores, integra o cronograma de atividades daquela pasta para projetos que resgatam a memória e incentivam a formação de plateia. ''Não é a primeira vez que trabalhamos conjuntamente com o Miranda, temos o maior orgulho de estarmos fortalecendo a memória histórica e fornecendo à plateia ribamarense e aos turistas que visitam a nossa cidade, informações tão necessárias e comoventes, sem falar que a exposição é um deleite estético sem igual'', afirmou Nelson Weber, titular da secretaria.

 Já para Antônio Miranda, a satisfação em realizar a mostra perpassa a alegria de ver exposta uma pesquisa que se iniciou há exatos dois anos, época em que o historiador traçou o seu itinerário em torno do tema e as metas a serem alcançadas até o resultado final da exposição. ''A sensação é de felicidade, comecei em 2010 e hoje o trabalho ai estar para a apreciação do público, estou muito feliz e só tenho a agradecer a todos quantos participaram da realização desta exposição e cabe ressaltar que a  iniciativa é um mérito de nossa população, ela nasce aqui em São José de Ribamar e vai para o mundo, agradeço portanto ao apoio recebido das secretarias de turismo e governo da prefeitura municipal, sem o qual essa exposição não seria possível, a imprensa, ao vereador Nonato Lima que muito esteve presente no projeto e a todos quantos de alguma forma contribuíram, o meu muito obrigado'', agradeceu.




Serviço:

O que: Mostra Titanic-100 anos, do historiador ribamarense Antônio Miranda.

Onde: No rol do salão de eventos da secretaria de turismo de São José de Ribamar (próximo à concha acústica).

Quando: aberto ao público de segunda a sexta para visitação.

Contatos e agendamento prévio: (98) 3224-6820/8879-7750.









LEIA NA ÍNTEGRA O POEMA ‘METAFÍSICA EM ANGELINA CROW’ DA OBRA INÉDITA ODE TRISTE PARA AMORES INACABADOS DE AUTORIA DO ENSAÍSTA E POETA RIBAMARENSE FERNANDO ATALLAIA




Metafísica em Angelina Crow


Para Olinda Saul, Cecília Leite, Geane Fiddan e Angelina Crow.


Meta a física entre os dentes e suporte o universo intercalado

Quais abóbodas os orifícios brilham sutilmente

Veja que não fuja sugue o que não sente e faça de casa   casulos

De carne   compartimentos



Tanta alma numa pele tanto arbusto entre paredes

Costas que rapam de neurônios poros corroendo

Em vagas

As vontades do deserto e a água ainda pura



Suba e desça na penumbra

E cante o líquido preciso na majestade de um Espasmo

Preciosidade de língua ensandecida entre pernas que almejam



Enfie os olhos o espírito no peito reclamante e que se rompa o pensar

Para além de toda idade

Tensa dúbia veja a lua roçando a boca entre os Planetas

A tara de um sol equilibrista molhando lábios famigerados


Angelina Crow: pornôstar deixou o poeta à mercê de um capucchino e nem ao menos o avisou se voltaria



Cuspa engula lamba beije e babe

Esfregue e arda  

No balé das bundas e dos rabos a imaginação e Toda perplexidade

E que haja imensidão para rios, xanas e novelos



 Nunca é tarde nem aqui nem nos póstumos Mais tardes   

No infinito um gemido de perpasses segue suas lacunas

Aos cabarés das madrugadas as putas velhas e Os novos sem história





Nunca o sempre como sempre na cabeça

Há teias mais esbeltas naquelas coxas Torneadas

Grude pegue lance e morda

Ela é a sombra no concreto e a veia saltando Desesperos




Eis-me aqui.

Onde estás?

No acordar das esquinas há um capucchino Sobre a mesa solitária



No acordar das meninas

Um desdém afoito assolando a memória dos Atrasos

Vista a nuca com dedos lambuzados de escória

O desvão alcançado sugere mais voos que pássaros em retirada



Onde estás?

Não vivo de amargos sem colher os doces de um mel que ainda aflora

Aguardo.




Tribunal de Justiça decide afastar Bia Venâncio

Do G1 MA

O Tribunal de Justiça do Maranhão decidiu nesta terça-feira (17) afastar a prefeita de Paço do Lumiar, Glorismar Rosa Venâncio ( Bia Venâncio), que foi condenada a perda do cargo, por atos de improbidade administrativa.

A medida mantém a decisão da juíza Jaqueline Reis Caracas, em novembro do ano passado, determinou o afastamento da política com a justificativa de que se ela permanecesse no cargo poderia causar mais prejuízos ao erário público. Apesar disso, alguns dias depois ela conseguiu voltar à prefeitura por força de uma decisão liminar.

Bia Venâncio:prefeita recordista em afastamentos no Estado, ela ainda encontra um tempinho para fazer um lanche

Insatisfeito com o retorno do cargo, o vice-prefeito Raimundo Nonato da Silva Filho, ajuizou mandado de segurança com pedido de liminar, questionando a legalidade da decisão que determinou a volta de Bia Venâncio ao cargo de alcaide municipal.

Analisando o pedido do vice-prefeito, o Relator do processo Desembargador Raimundo Melo deferiu a liminar por ele pleiteada e determinou o afastamento imediato de Bia Venâncio do cargo, ressaltando que esta decisão fez-se necessária em razão de acautelar o meio social, em especial a Cidade de Paço do Lumiar, que a todo momento sofre com incertezas perpetradas pela administração municipal, bem como, seria temerário deixar a litisconsorte no cargo de Prefeita em razão das inúmeras irregularidades a ela atribuídas que culminaram em 06 (seis) ações civis públicas por improbidade administrativa, 02(duas) execuções fiscais na justiça federal e várias ações penais, às vésperas do processo eleitoral para escolha do novo administrador municipal.

A ação agora será encaminhada para a Procuradoria Geral de Justiça, que se manifestar acerca dos pedidos feitos pelo Vice-Prefeito, e após, será julgado pelo plenário do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão.

Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores