terça-feira, 24 de janeiro de 2012


 A gestão da exclusão no espaço da cidade reclamante

Prefeitura de São José de Ribamar e Governo Municipal mantem postura tirana quando o assunto é cobrar ou questionar as ações da atual gestão; assessores e secretários agem da mesma forma não admitindo a participação popular.

Por Fernando Atallaia
Da Agência Baluarte
     
 
O prefeito Gil Cutrim, de São José de Ribamar, um assíduo frequentador das redes sociais da Internet, parece não admitir questionamentos e/ou cobranças do povo da cidade balneária- o que soa contraditório-uma vez que o próprio gestor mantem na Rede Mundial de Computadores um perfil no site de relacionamento Facebook, onde ele posta e publica releases institucionais e outras e quaisquer divulgações.

Na última semana, a moradora do bairro Tijupá Queimado em Ribamar, Isabela Costa, sentiu a aspereza e a força da prepotência do prefeito e ainda foi excluída do seu perfil. Isabela perguntava quando a rua principal do seu bairro receberia pavimentação asfáltica e calçamento, quando inesperadamente veio uma enxovalhada de comentários de Gil Cutrim e outros seguidores seuscomo resposta. Detalhe: comentários arrogantes e violentos. O prefeito chegou a afirmar que uma rua não justificaria todo o mapa da cidade. Mas esqueceu de lembrar que o mapa da cidade é constituído de inúmeras ruas, inclusive esta, na qual a moradora reside.

Outra atingida pelas respostas humilhantes do titular da prefeitura de Ribamar é a ribamarense Gláucia, que ao indagar sobre a questão do transporte público municipal, recebeu na ‘lata’ um viés do Chefe do Executivo, como já era esperado. “Ele simplesmente disse que não tinha nada a ver com essa questão, que era assunto da secretaria de transportes’’, afirma Gláucia.O prefeito mais uma vez esqueceu que a secretaria de transportes integra e estar submetida ao organograma institucional da prefeitura a qual ele dirige. Portanto teria tudo a ver com ele.


Prefeito Gil Cutrim: se você perguntar, indagar ou buscar melhorias para o seu bairro, ele te exclui 
 

O editor deste portal de notícias também não foi poupado. Numa conversa no perfil (Facebook) do prefeito, além de receber retaliações por parte de alguns assessores seus, também foi excluído da página de Cutrim. E assim vem acontecendo com todos que tentam reivindicar ou mesmo buscar melhorias para seus bairros. O fato é que não acostumados com a democracia e com a pluralidade de ideias, prefeito e secretários da prefeitura de São José de Ribamar, parecem fortalecer, através de suas posturas, uma ditadura na área da comunicação nunca antes vista na história do município.

Não é de hoje que o portal de notícias da Agência Baluarte recebe reclamações e denúncias de maus tratos por parte do Executivo Municipal em Ribamar. Não à toa, a enquete que elege o pior secretário de governo da cidade (proposta pelos leitores) teve exatos 11. 809 votos em apenas 3 meses. A grande maioria da população ribamarense, ao que tudo indica não aceita o autoritarismo do prefeito e de seus secretários, incluindo alguns de seus assessores e de vereadores ligados a ele.

Fruto da aura do marketing de administração irrefutável, a atual gestão não abre os olhos para as reivindicações dos moradores das comunidades ribamarenses (vê Facebook de Gil Cutrim) e quando é questionada, em vez de abrir para o diálogo, exclui e se mostra irredutível. Uma prova de que as ferramentas de publicidade (São José de Ribamar seria hoje um paraíso!) estão sendo determinantes para cegar por completo aqueles que deveriam e devem ter a obrigação de enxergar com comprometimento as reclamações, cobranças e reivindicações do povo da cidade. Ficam aqui as perguntas: se São José de Ribamar está tão bem assim (desenvolvida, em progresso) qual seria a resposta para tantos questionamentos no perfil de Cutrim? E porque o comportamento irritadiço do prefeito não condiz com essa ‘realidade tão próspera e evoluída’ divulgada por sua gestão? As respostas são tão óbvias que nem precisam ser ditas.
segunda-feira, 23 de janeiro de 2012
 Leia aqui o poema Canção de Hyperion do poeta lírico e romancista alemão Friedrich Hölderlin, um dos grandes nomes da literatura universal em todos os tempos.
 

Brilhantes deuses etéreos
Qual os dedos do artista
nas cordas santas
Sem destino, como a criança
Castamente guardado
Em discretos botões,
O espírito floresce-lhes,
Eterno,
E os santos olhos
Vêem em silenciosa
E eterna claridade.
Nós, porém, fomos condenados a errar,
Sem descanso, p’la terra fora.
Ao acaso, de uma
Hora para a outra,
Os homens sofredores
Somem-se e caiem,
Como a água atirada de
Recife para recife,
Ano após ano, na incerteza.
quinta-feira, 19 de janeiro de 2012
A REVOLUÇÃO COSMÉTICA DA GESTÃO CUTRIM E OS CONSTANTES DESAFIOS DA CIDADE


Por Fernando Atallaia
DA Agência  Baluarte
atallaia.baluarte@hotmail.com

Os governos e/ou desgovernos que estiveram à frente da prefeitura de São José de Ribamar e que hoje ‘atacam’ a gestão Gil Cutrim nada mais são que os tumores do ‘tumor’ administrativo atual. Ressalvadas as peculiaridades de cada gestor, a cidade balneária assiste ao mesmo espetáculo que há décadas se repete a cada ‘’alternância’’ de governo. O espetáculo do pão e circo fomentado pela politicalha daqueles que somente querem enriquecer a custa do dinheiro público.

Vejamos: os Câmara como exemplo. Em 2004 apresentaram Luis Fernando Silva ao povo de Ribamar e ajudaram em muito em sua eleição vitoriosa. O atual secretário da Casa Civil do Governo Roseana foi o candidato da família Câmara neste ano. Já em outubro próximo, os mesmos Câmara devem apoiar Gil Cutrim, o candidato de Luis Fernando Silva à reeleição de 2012. Ou seja: a parceria continua. Até alguns membros da família já se lançaram pré-candidatos a vereador, como é o caso de Júnior Câmara. Apoiando Luis Fernando, ou melhor, Gil Cutrim, é claro. A fora os trocadilhos, tudo leva à mesma sintonia de sempre.
   
E Gil Cutrim, a continuidade do misancene de Luis Fernando Silva em São José de Ribamar, só tem a ganhar com essa promiscuidade. Ganha pelo desgaste de seus pseudo-opositores. Ganha pela ‘ações’ invisíveis e funestas de uma oposição de fachada, sem projetos, sem corroborações. E ganha, sobretudo pela adesão de grupos que mesmo sem votos e representatividade tentam barganhar acessos e parcerias. Cutrim, assim como alguns de seus antecessores compartilham da mesma forma de se fazer ‘política’. Ou seja: tratam a coisa pública nos quintais de suas próprias casas, dividindo interesses e ‘fechando negociatas’ que, a priori, beneficiem seus próprios interesses particulares. O povo vem depois. Ou melhor: o povo que se vire, revire. Se lixe, como diz o próprio povo. Em contrapartida, a mídia comprada em Ribamar cumpre seu papel, e de forma fidedigna: bajula dos pés à cabeça aqueles que deveriam ser indagados, questionados e postos à prova das inquietações da população ribamarense. E não é de hoje.


No decorrer da gestão Luís Fernando Silva, como é sabido, as comunidades do município puderam contemplar ao bombardeio de centenas de placas estendidas pelo espaço físico ribamarense. Anúncio de obras? Sim. Mas na clara intenção de mostrar aos ‘veículos de comunicação’ a pauta do dia para o marketing e publicidade políticos. Luís Fernando à época foi denominado de ‘o prefeito das placas’. As mesmas placas, que na prática, não honravam as descrições das obras anunciadas. Muito se questionava, como até hoje se questiona, a exorbitância dos valores das obras, o que abre margem de interpretação para a constatação de superfaturamento nas mesmas. A ponte do Miritiua e o Estádio Municipal podem servir de exemplo ao pesquisador interessado- uma vez que as ‘grandes mudanças e transformações sociais’ supostamente iniciadas em 2005 não se sustentam pelo discurso fácil e duvidoso apregoado pela imprensa governista oficial.


Atualmente, a revolução ou mesmo renovação cosmética (epidérmica, superficial) da atual gestão (originária da época de Luis Fernando) voltada para a divulgação pasteurizada de uma São José de Ribamar ‘cada vez melhor e para todos’ cai por terra, quando a grande maioria da população do município reclama nas redes sociais ( facebook, outros)- como que num grito desesperado-, melhorias estruturais para bairros e povoados da cidade balneária, sendo que estas mesmas reclamações dos ribamarenses parecem nunca serem atendidas ou sequer ouvidas. O acirrado bombardeio das placas marketeiras continua, mas a cidade também segue enfrentando os mesmos desafios. Os desafios da presença de políticas públicas conjunturais para áreas essências como Emprego e Renda (grande parte do povo de Ribamar trabalha em São Luís por não haver oferta de empregos na cidade), Saúde ( construção de hospitais, mais médicos, bom atendimento e ações preventivas), Educação( escolas não sucateadas e descentralização de unidades de ensino para todo município), Infraestrutura( pavimentação asfáltica de qualidade e calçamento de ruas e avenidas que continuam incompletas) e Cultura( valorização dos artistas ribamarenses e projetos culturais sistemáticos).Aqui esquecemos de pontuar os baixíssimos salários estabelecidos para o funcionalismo público municipal, assim bem, como sua consequente desvalorização. Outra problemática que nas manchetes dos jornais é mostrada como ausente. Mas nunca deixou de ser gritante.
   
Desta forma, a cidade balneária, contextualizada na triste realidade exposta, ganha os versos contundentes do compositor pernambucano Chico Science quando afirmam que ‘a cidade não morre, a cidade só cresce, o de cima sobe, o de baixo desce’. Em São José de Ribamar, essa constatação contida na música do artista manguebeat é nítida. Transparente: alguns poucos, muito ricos(classe política)e a grande maioria( população) miserável. A prova dos nove? Um passeio turístico pelos povoados ribamarenses fará toda e qualquer tese de desenvolvimento rever sua conceituação. São jovens e adultos sem oportunidades; crianças submetidas ao subemprego e sem perspectivas de futuro; e toda sorte de descasos patrocinados por uma gestão, que ao que tudo indica, fora concebida nos escritórios pensantes das agências de publicidade. O desenho original e irredutível do município- diferente daquele criado pela mídia fantasiadora e propinada- vem se aproximando dos olhos do povo de outra maneira, a real:  ruas em formato de valas; alastramento da violência; criminalidade incessante e descontrolada e o pior: a desesperança de toda uma população que elege um governo que governa sim em São José de Ribamar, mas para si mesmo.
A Corrupção e os Privilégios

Por Alberto Dines
Do Observatório da Imprensa

Elementar, nuclear, primal – a corrupção é o problema dos problemas, ponto de partida de todos os nossos vícios e malefícios. É a disfunção genética do Estado brasileiro que desvirtua, avilta, deteriora e perverte as melhores leis, instituições, costumes e intenções.

Os entraves que impedem o nosso progresso em todos os campos estão diretamente relacionados com a corrupção e a impunidade. Todos. Da indústria das emendas orçamentárias oriundas do Legislativo à indecente troca de cargos por votos, das nomeações de notórios incompetentes aos conflitos de interesses enquistados nos desvãos do poder público, do abuso do álcool ao volante (responsável pelas 50 mil mortes no ano passado) ao crescimento exponencial do narcotráfico e das milícias, das falhas da Defesa Civil às agressões ao meio-ambiente, da inoperância dos sistemas de fiscalização de serviços públicos às trapaças das licitações para concessões, tudo tem a mesma matriz e o mesmo DNA – a complacência com a imoralidade. A prevaricação é tamanha que chega a deturpar o próprio sentido das palavras e dos valores que representam.

Duas legiões

Lutar contra a imoralidade tornou-se opção arcaica, burguesa, reacionária, oposta à noção de modernidade e eficácia. E isso a tal ponto que dos 28 partidos políticos registrados até 27 de setembro último nenhum ousou desfraldar de forma ostensiva, inequívoca, a bandeira da luta contra a corrupção.
A 29ª agremiação legalizada, o Partido Social Democrático (PSD), engendrado pelo prefeito paulistanoGilberto Kassab, ofereceu como prova de sua universalidade – ou inapetência para compromissos – a promessa de que não será de esquerda, de direita ou de centro, porém não se manifestou a respeito da maior aspiração da sociedade brasileira: o império da decência.

Nem poderia, porque o próprio nome da sigla é uma tremenda fraude histórica, seu nome de batismo foi afanado, caso clássico de apropriação indébita. Sequestro clássico: a social-democracia – com ou sem hífen – ostenta um passado de conquistas sociais, humanas, políticas e éticas sem paralelo no mundo, sobretudo na Europa, com sólidas ramificações na América Latina, Oriente Médio, Ásia e Oceania.
Deturpar o passado, desvirtuar significados e assumir ostensivamente um comportamento enganoso, mesmo no plano imaterial, é indecoroso; a probidade deve valer em todas as esferas. Mesmo com o louvável intuito de confrontar esta excrescência política chamada PMDB, o logro recém lançado no mercado dos votos com o nome de PSD é injustificável. Só servirá para consagrar a promiscuidade e a galinhagem eleitoral cujo destino final é, sabidamente, a corrupção e sua dileta cria, a impunidade.

Os 20 mil indignados e idealistas brasilienses que na quarta-feira (12/10) esqueceram o feriado e manifestaram-se contra os corruptos e seus beneficiários não precisam ostentar propostas concretas ou programas definidos. Acreditam na primavera brasileira e isto é o bastante. Tal como os seus co-irmãos norte-americanos (principalmente novaiorquinos) que investem contra Wall Street, mas na realidade estão resistindo à anarquia do Tea Party. Acima e abaixo do Rio Grande, as duas legiões defendem o Estado decente, justo, isonômico.

As diferenças

Os grandes clamores populares que mudaram os rumos da humanidade nos últimos 500 anos não obedeciam a plataformas rígidas, arrumadas. Foram explosões de insatisfação que hoje podem ser canalizadas através das redes ditas “sociais” e da mídia tradicional. E se estas se mantêm acríticas, perplexas, aparvalhadas – como tem acontecido – convoque-se o magnata Warren Buffet que acaba de divulgar ruidosamente a sua declaração de rendimentos: pagou apenas 17,4 % de imposto, enquanto que, para seus empregados, a alíquota foi de 30%.

O magnata e social-democrata alemão Walter Rathenau, um dos pilares da falecida República de Weimar, também favorecia o imposto sobre fortunas. Foi assassinado pelos precursores do nazismo.

Está claro: o mundo clama pelo fim dos privilégios. A corrupção quer mantê-los.
sábado, 14 de janeiro de 2012

Prefeitura de Paço do Lumiar entrega novas Unidades de Saúde em todo o Município
Por Lourival Oliveira

Paço do Lumiar viveu uma sexta-feira atípica, pois foi marcada por inaugurações e entregas de unidades de saúde novas e reformada em varias comunidades do município, umas que ainda não dispunha de um posto de saúde e outras que precisavam passar por reformas.
A prefeita Bia Venâncio ao lado da secretaria de saúde a Drª Maurie Anne Moura fizeram uma verdadeira maratona que começou no Residencial Pirâmide e terminou no Maiobão.
O primeiro ato do dia foi a inauguração do Posto de Saúde do Residencial Pirâmide que foi construído em menos de 3 meses e vem ser a primeira unidade de saúde a atender aquela região. Na ocasião também foi entregue uma ambulância nova que ficará a disposição da comunidade por tempo integral.
Prefeita Bia Venâncio e Thiago Aroso, secretário de Orçamento e Gestão: inúmeras obras inauguradas na área da Saúde em Paço do Lumiar
No discurso começou pedindo perdão pelos gestores anteriores que não havia feito nada por aquela comunidade, a prefeita refutou a necessidade daquela comunidade por esta unidade de saúde e do seu desejo antigo por fazer esta obra mesmo se tratando de uma região de vive em conflito territorial com a Raposa, pediu ao presidente da câmara o vereador Alderico Campos que observasse os termos legais para colocar o nome do posto em homenagem a Dona Gal uma vez que a mesma doou o terreno à prefeitura para a construção da Unidade Básica de Saúde.
O prédio oferece estrutura ampla e com 2 consultórios, 1 consultório odontológico, farmácia, sala de curativos e outras dependências.
Itaperá:
O Posto de saúde do Itaperá foi completamente reformado e recebeu melhorias em seus acessos para atender os portadores de deficiência física, e hoje conta com 3 consultórios e 1 consultório odontológico, tem na sal direção a Drª Geudimar.
A prefeita Bia Venâncio sugeriu qye o posto se chama-se “Posto de Saúde Gigi Ferreira” uma vez que Gigi Ferreira foi uma moradora antiga e que brigou muito pela contrução da unidade de saúde naquela comunidade.
Pindoba:
Na Pindoba a prefeita entregou reformada a Unidade Basica de Saúde Elzira Marima Ferreira Melo. D. Zica e destacou que naquela comunidade começou toda sua jornada politica e que aquele lugar havia lhe ajudado na sua primeira eleição ao cargo publico quando se elegeu a vereadora de Paço do Lumiar.
Pau-Deitado:
Unidade de Saúde do bairro Pau Deitado: uma das muitas obras realizadas pelo Executivo Municipal neste setor
Reformada e ampliada em Pau-Deitado a prefeita teve a felicidade ao lado da comunidade e sal secretária de saúde Drª Maurie Anne entregou a Unidade Básica de Saúde São Pedro com uma nova mobília e ambiente com acessibilidade para portadores de deficiência física.


Maiobão:
A população luminense recebeu também a Central de Marcação de Consultas localizada no prédio do CSU na av. 13 do Maiobão, ambiente climatizado e com equipamentos novos.
E por fim ainda no Maiobão, também na av. 13 foi entregue a Unidade Básica de Saúde do Maiobão com consultórios, farmácia, sala de fisioterapia e laboratório de citologia em um prédio de excelente estrutura e tem com diretora a Eillany e conta com quadro de 17 pessoas trabalhando de segunda a sexta-feira das 07 horas da manhã às 17 horas.
A serie de inaugurações e entregas terminou com um discurso caloroso do secretário de orçamento e gestão Thiago Aroso que lembrou das duras batalhas que a administração da prefeita Bia Venâncio vem enfrentando por conta da perseguição politica que sofre e que as respostas à criticas estão vindo com entrega de obras e trabalhos sendo feito em todo o município de Paço do Lumiar. 

O Boi que pode morrer na praia
Uma das manifestações mais originais do folclore maranhense, o Boi do Mar, proveniente da Cidade do Santo, padece na falta de apoio da prefeitura do município e desrespeito à sua existência.
Por Fernando Atallaia
Da Agência Baluarte
A originalidade e o virtuosismo de uma das manifestações mais sui generis da cultura dita ribamarense, não foram, até hoje, suficientes para salvar da quase morte literal e do esquecimento o Boi do Mar. Brincadeira popular integrante do caldeirão junino maranhense, com passagens pelos principais terreiros e arraiais do Estado, o Boi parece não brincar nos quintais da Secretaria de Cultura do município de São José de Ribamar nem tampouco nos corredores da prefeitura do atual gestor da cidade.
Motivos há de sombras. A gestão Gil Cutrim para Cultura aposta nas bandas de outros estados brasileiros em detrimento do fortalecimento e visibilidade da cultura local. E o Boi do Mar, que pertence ao mosaico das manifestações ribamarenses, sofre as agruras de ações depreciativas da atual administração nesse particular,  assim bem, como os demais artistas do município em outros seguimentos como Música, Literatura e Artes Plásticas.

Gil Cutrim: cachês altíssimos às bandas de fora e migalhas aos artistas do município
Fundado em 1999, o Boi do Mar, já vem se apresentando em diferentes cidades do Brasil, a exemplo de Teresina e Belém, por onde passou cativando públicos e a Crítica. Não bastou. A brincadeira em São José de Ribamar (sua cidade de origem) não goza de reconhecimento e respeito por parte do Poder Público Municipal, para quem o que é o importante é a cultura do ‘pão e circo’. Ou seja, fomentar a alienação no sentido de se criar currais eleitorais. Dai o porquê do culto exacerbado à música comercial de qualidade duvidosa.
Segundo Ronaldo Mouta, idealizador e produtor da brincadeira, o Boi do Mar vem sendo desrespeitado pela atual gestão de diversas formas, as mais humilhantes possíveis. ‘’ Eles impõem dificuldades quando o assunto é o valor e o pagamento dos cachês; tentam nos humilhar e desvalorizar a brincadeira, barganhando dentro de uma negociata suja e desonrosa que não concordamos e nunca aceitaríamos’’, afirmou o artista.
Boi do Mar: brincadeira padece com a falta de apoio da prefeitura de São José de Ribamar
Formada por 120 brincantes, entre dançarinos, músicos, produtores e ornamentadores, a manifestação cultural vem resistindo ao desprezo da prefeitura a passos lentos e busca apoio e patrocínio por outros meios. ‘’Todos sabemos que há, mensalmente, investimento e dinheiro para a Cultura aqui do município, mas eles só fazem alguma coisa em época de Carnaval e São João e ainda de forma ruim e excludente; se não estão investimento na arte e na cultura da cidade, para onde estão indo as verbas? É necessário que nós artistas busquemos o mínimo de apoio na iniciativa privada pra poder sobreviver, porque pelos meios legítimos e corretos não dar; a prefeitura de Ribamar desconhece os artistas da cidade e nos ignora, o que vale pra eles é o que vem de fora, é uma vergonha’’, concluiu.
A reportagem tentou contatar a Secretaria de Cultura de Ribamar e o titular da pasta Edson Calixto, mas até o fechamento dessa matéria nenhuma ligação havia sido atendida. Em seguida tentamos contatar o prefeito da cidade, mas não obtivemos informações acerca de sua localização. Por último, tentamos obter esclarecimentos sobre as denúncias junto à Secretaria de Governo da prefeitura, mas não conseguimos encontrar o secretário. Sabe-se, contudo que o descaso na área da Cultura em São José de Ribamar perdura há anos e é uma constante na realidade dos artistas locais.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

LEIA NA ÍNTEGRA O POEMA ‘CLARA’ DA OBRA INÉDITA ODE TRISTE PARA AMORES INACABADOS DO POETA E JORNALISTA RIBAMARENSE FERNANDO ATALLAIA

Clara
Para Clarice Lispector, Lucy Teixeira, Ceres Fernandes e Fernanda Young

Clara
De repente o desfolhado aos ventos doa
Minharazãosuicidaemampolas
E háum mundo que não vi

Clara
Destoa meu soul nas alturas
Qualquer estopim acesso em matéria pura
Pedra no futuro e montanha viva

Que aintriga há de tornar-nos vítimas de uma colheita sem enxadas
Rumina nos cinzeiros um acorde angustiado
E aestrada desse mundo nos corta em enxertos
Quais Vermes que merecem ser execrados

Cala e para
Que a clareza da palavra no amor nos confundiu
E os homônimos pálidos da fragilidade
Mataram a todos de uma só vez

Adeus luzes e chaminés!
Há um sinal de invernos entre os enamorados

Clara
Noite queimando jardins prostituídos
Somos desde há muito instituídos
Pelos barcos que sopram no viés

Saiba
O que parece belo guarda monstros e adversários
Translúcido o desejo impera na cegueira e há ojeriza ao sincero
E coladas às bocas a noturna felicidade nos leva

Chega de flores e anelos
O amor perdeu

Eis que chega o tempodo epidérmico em todas as falas vociferar
Num clamor oculto de espera
Clara
Solta o veneno extingue a ética e me beija


2001







NOTAS RÁPIDAS

Por Fernando Atallaia
Da Agência Baluarte
atallaia.baluarte@hotmail.com

PPS se fortalece na cidade e articula eleições de Outubro

O presidente do PPS em Ribamar, Marco Aurélio, já articula junto às demais legendas oposicionistas no sentido de formar um bloco que apresente propostas para o município. Aurélio segue as orientações da Executiva Estadual que delibera a partir dos conceitos socialistas do partido. Ao que tudo indica, o PPS veio para somar ao debate de questões pertinentes à realidade de São José de Ribamar, onde ainda se vê a forte presença do descaso em setores essenciais da gestão pública, a exemplo da Educação, Saúde, Cultura e Infraestrutura.

Arnaldo Colaço visita comunidades ribamarenses da zona rural

O pré-candidato a prefeito de Ribamar pelo Partido Socialista Brasileiro-PSB, Arnaldo Colaço enfrenta atualmente uma maratona de encontros políticos na zona rural da cidade balneária. O objetivo? Fortalecer a candidatura a prefeito até outubro. O postulante da sigla socialista já reuniu com lideranças políticas nos bairros Vila Sarney Filho, Jardim Tropical, Rio de São João, dentre outros. ‘’ Minha candidatura é irreversível’’, afirma Colaço.

PDT de Dr. Julinho não responde por bloco oposicionista unificado

O Partido Trabalhista Brasileiro-PDT, do lendário Dr. Julinho, em São José de Ribamar pode incorrer no risco de isolamento voluntário. Numa época em que os partidos de esquerda já trabalham no front da representatividade frente à reeleição do atual prefeito, Dr. Julinho ainda não quebrou a obstrução que impede o PDT de dialogar e unir com outros partidos rumo ás majoritárias. A fora a ausência da sigla no embate/debate das eleições deste ano, ainda pesam sobre o ex-prefeito e presidente municipal do partido trabalhista, o fato de várias lideranças suas, incluindo os vereadores eleitos Henrique Queen e Artuzinho, terem migrado para o grupo Cutrim nos últimos anos.

Secretários de Governo podem se lançar candidatos para fortalecer Gil Cutrim

A indefinição em torno do nome que comporá a chapa como vice no grupo do atual prefeito chegará ao fim em breve. Já se ventila nos bastidores, o nome de Rodrigo Valente(secretário de administração da prefeitura) como sendo o contemplado. Preteridos e rejeitados, alguns vereadores da base aliada do governo terão de conter-se à reeleição para vagas na Câmara, onde a disputa será acirrada. Em contrapartida alguns secretários do Governo Municipal, como é o caso de Frédson Fróz e Eudes de Sampaio devem dar a mão à palmatória para arriscar assentos no Legislativo. Uma fonte segura informou ao blog, que a meta da atual administração é consolidar a gestão Cutrim na Câmara, através de nomes confiáveis pertencentes ao Grupo.

Cresce audiência e credibilidade de ANB Online em Ribamar e todo Estado


A Agência de Notícias Baluarte, através do blog oficial ANB Online, vem recebendo inúmeras ligações de diferentes comunidades de Ribamar e de vários municípios maranhenses. Parceira de 49 portais de notícias de Jornalismo Online, incluindo blogues e saites, e ainda de 16 jornais impressos do Estado e mais 9 programas de rádio, a ANB Online vem experimentando uma audiência espetacular na região da Grande Ilha( Paço do Lumiar, Raposa, São José de Ribamar e São Luís)em razão de suas postagens sempre repletas de qualidade e informação. São matérias de Política, Cidades e Cultura que estão fazendo a cabeça do leitor maranhense e brasileiro dia após dia. Parabéns à equipe de ANB Online e principalmente aos comentaristas e assíduos internautas do maior blog de São José de Ribamar.
quarta-feira, 11 de janeiro de 2012
PPS de Ribamar se reestrutura para disputar eleições


Por Imprensa/PPS


O presidente do Diretório Municipal do PPS em São José de Ribamar, empresário Marco Aurélio, afirmou que o partido está organizado para as eleições de outubro deste ano. “Temos bons quadros em nosso partido e vamos dialogar com as forças do campo democrático visando apresentar candidatos que possam trabalhar pelo desenvolvimento de São José de Ribamar sempre com foco na pessoa humana”, disse.

São José de Ribamar é o terceiro maior município do estado com mais de 160 mil habitantes. A meta do Diretório Municipal do PPS é eleger uma bancada de vereadores e participar ativamente do processo de construção do projeto majoritário que viabilize o crescimento do município.


PPS de São José de Ribamar se reestrutura para disputar eleição
Marco Aurélio, presidente do PPS de Ribamar: partido se reestrutura rumo às próximas eleições
 Secretário de Articulação Política da Executiva do PPS/MA, presidente do Sindicato de Corretores de Imóveis do Maranhão e diretor administrativo da Federação Nacional dos Corretores de Imóveis, Marco Aurélio destaca o papel importante que o PPS desenvolve em nível nacional. “Nosso partido tem tido uma posição de destaque em nível nacional com uma postura decente de firme oposição aos desvios éticos do governo, além de ser um partido humanista, que prioriza a implentação de políticas públicas que promovam o desenvolvimento com inclusão social”.

Ex-candidato a deputado estadual nas eleições de 2010, o presidente do PPS de São José de Ribamar pretende desempenhar papel relevante no processo eleitoral e administrativo do município. “Nosso objetivo é levar a São José de Ribamar nossa experiência política e as diretrizes do PPS para contribuir com o crescimento do município priorizando sempre a área social”, afirmou.

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

 

Divergências entre Juarez e Iracilda dificultam a candidatura de Juarezinho Lima

DINASTIA LIMA
Do ICATUNET
A situação da candidatura a prefeito de Juarezinho Lima está bastante conturbada dentro dos bastidores politico.

A primeira dama Iracilda não quer ver o apoio de Juarez seu marido ao sobrinho nem pitado de ouro. E com isso, Juarezinho fica desejoso a ser candidato a prefeito com ajuda da máquina pública, entretanto sem o apoio da primeira dama que não entregará os pontos. 

Segunda as informações dos bastidores, Iracilda pretende lançar qualquer outro candidato de sua confiança, menos Juarezinho Lima.

Alguns nomes interessam a primeira dama para serem candidatos: Fabio totó, Dr. Cantide, Benedito Carvalho, Zequinha vice-prefeito, agora resta saber se a dinheirama consegue emplacar um desses nomes.

O prefeito Juarez Lima durante esses sete anos de mandato, não teve a menor capacidade de fazer um candidato forte, onde a população venha ter confiança na sua sucessão.

A obsessão pelo poder é tão forte, que o mandato está encerrando e o seu grupo politico está a cada dia mais dividido.

Dizem que há pesquisas de opinião que aponta Juarezinho Lima com um índice melhor que esses citados acima, mas, de outro lado ele não consegue simpatia das lideranças politicas do grupo do prefeito e nem da oposição. O prefeito está encontrando muita resistência na obtenção de apoio para sua candidatura.

O racha no grupo estar por um fio, Iracilda e o marido não se entendem e a indefinição perdura.

O certo é que Juarezinho fica mais distante de dar continuidade a dinastia LIMA.


Produtores Rurais de Paço do Lumiar recebem mais de uma tonelada em sementes e adubo

Da ASCOM 

A secretaria de Agricultura, Produção e Abastecimento começou nesta terça-feira (10 de janeiro) a entrega de sementes e adubos para produtores de Paço do Lumiar que participam do programa Compra Local instituído desde 2009 no município e beneficia varias famílias que  vivem do cultivo de frutas, verduras e hortaliças.
O Dr. Eduardo castelo Branco que está a frente da secretaria e já trabalha a um bom tempo com a implantação de projetos que favorecem e incentiva o desenvolvimento da agricultura familiar. A entrega de sementes, adubos e kits de irrigação ajuda no cultivo da lavoura de onde sai cerca de 30% da alimentação escolar oferecida na rede de ensino de Paço do Lumiar e dentre os grãos são entregues principalmente sementes de milho, feijão e hortaliças.
Cerca de 126 agricultores recebem a média de Uma (01) tonelada de sementes e cinco (05) toneladas de adubo.
O secretário lembrou que no Timbuba já está pronta e será entregue em prevê a primeira unidade de produção, tratamento e beneficiamento de pescados e mariscos que por sinal é a primeira do Brasil.
Secretário Thiago Aroso( orçamento e gestão) ladeado pela prefeita Bia Venâncio e demais presentes à cerimônia de entrega
 O secretário de orçamento e gestão Thiago Aroso também participou do inicio da entrega das sementes e parabenizou o colega pelo excelente trabalho executado na agricultura luminense e lembrou que “a agricultura era esquecida e não era tratada com responsabilidade” disse Thiago.
O município de Paço do Lumiar foi reconhecido nacionalmente como o segundo município que mais cresceu com a agricultura familiar no país.
A prefeita Bia Venâncio participou da entrega e se emocionou com a alegria dos produtores ao receber sem nenhum ônus sementes para produzir e manter o sustento de suas famílias, lembrou que desde o inicio de sua administração e ate mesmo antes de assumir o cargo já pensava com carinho na agricultura pois tem suas raízes familiares de agricultores e nesse meio foi criada e educada e ate hoje tem como foco as atividades e a importância da produção e agricultura familiar do município de Paço do Lumiar.
segunda-feira, 9 de janeiro de 2012
Câmara de Ribamar e Governo Municipal na disparidade de interesses

Câmara de vereadores de São José de Ribamar não consegue fortalecer articulação em torno do vice de Cutrim; sem independência e autonomia, vereadores rezam a cartilha do Governo e se calam

Por Fernando Atallaia
Da Agência Baluarte

A câmara de vereadores de São José de Ribamar, composta pelos 11 vereadores da Casa que apoiam Gil Cutrim à reeleição, ainda não conseguiu o espaço desejado junto à atual administração. E o motivo, é claro: o governo de Cutrim não pensa na hipótese do vice vir do Legislativo. Falta de confiança nos vereadores da Câmara? Ou seria falta de credibilidade nestes? O fato é que mesmo apoiando a atual administração, os membros daquele Poder sequer são cogitados nas composições de chapas visando às majoritárias. A razão vem de outras razões.

A Câmara reza a cartilha do Governo e fere os princípios da imparcialidade entre os poderes. Ou seja, os vereadores estariam comprometidos com a prefeitura assim como o Legislativo estaria comprometido com o Executivo, numa demonstração cabal de que os interesses pessoais suplantam o interesse público, isso em se tratando de São José de Ribamar. Um envolvimento que beneficiaria a atual administração que tem à frente Cutrim e que por outro lado também estaria beneficiando os vereadores locais.

Já no âmbito das eleições, o choque de interesses vem promovendo um desfile de farpas entre Governo e Câmara, onde alguns vereadores da base aliada de Gil Cutrim, a exemplo de Negão( mesmo partido do prefeito) e Lázaro( líder do Governo na Câmara) já parecem não entender as decisões da gestão do atual prefeito, tanto na esfera administrativa quando na governista. Negão, em seus pronunciamentos, critica o Governo  de forma severa, fazendo campanha pelo vice, a ser anunciando em breve. Lázaro, por sua vez, toma o caminho inverso ao de líder do Governo, ao fazer constatações ásperas sobre a gestão Cutrim. Ao que parece a postura dos membros dos dois poderes não vem coadunando da mesma direção.
Beto das Vilas: presidente da câmara de vereadores de São José de Ribamar 
Sem oposição, a Câmara vem caminhando, mesmo engessada, rumo ao Governo Cutrim e ainda  assim não consegue emplacar credibilidade quando o assunto é uma maior participação nas próximas eleições. A subserviência dos legisladores não convence o grupo político dominante a dar créditos de confiança aos vereadores daquela Casa.

Igualmente ao município vizinho de Paço do Lumiar, a Câmara de Ribamar hoje sofre um esvaziamento de suas funções quando não apresenta um vereador que faça oposição ao atual Governo. O equilíbrio entre os poderes, escasseado pela ‘fusão’ entre os mesmos, mostra a ausência de distanciamento e 'probidade' que desfavorece ao povo do município e que por outro lado estaria contemplando de forma individual os vereadores ribamarenses.


Descontentamento, incompatibilidade e insatisfação. A casa legislativa vive este cenário e não se insurge. Segundo um funcionário da prefeitura que preferiu não ser identificado, alguns secretários de governo estariam depreciando vereadores em proporções chulas, quando o assunto gira em torno da indicação do  vice-prefeito. Burros, despreparados, incompetentes seriam os termos utilizados para afastar o coro daqueles que pretendiam ser o vice na chapa de Gil Cutrim . Consequência do silêncio dos parlamentares que legislam de acordo com as orientações da prefeitura. Agora basta saber qual a origem do cala a boca.






Prefeita Bia Venâncio da Posse aos Novos  conselheiros do CMDCA


Da ASCOM 


Foi dada posse na ultima sexta-feira (06 de janeiro) no gabinete da prefeita Bia Venâncio o novo Conselho Municipal da Criança e Adolescente de Paço do Lumiar sendo que o mandato dos conselheiros é referente ao período de janeiro de 2012 a janeiro de 2014 respeitando os critérios de reeleição, conforme Resoluções do Conanda nº 105/2005.


A eleição do conselho ocorreu em 15 de dezembro de 2011 e para a indicação dos Representantes para preencher as vagas do Poder Publico.Estiveram presentes os conselheiros da antiga gestão, o secretário Augustus Gomes da pasta de desenvolvimento social, o secretário Thiago Aroso da pasta de orçamento e gestão, a secretária de educação do município a Professora Maria Amélia dentre outras lideranças da sociedade civil organizada no município de Paço do Lumiar.


No inicio da cerimonia de posso o secretário de orçamento e gestão Thiago Aroso falou sobre a importância dos conselhos e sua atuação nas politicas publicas do município, a extrema necessidade que há na comunidade de que o poder publico e os conselhos atuem conjuntamente para participar da vida da população luminense, enalteceu o como é importante o trabalho em regime de parceria do conselho e a administração publica para concretizar as ações que venham atingir as necessidades pontuais e pensar em atos visando o interesse tão somente da Criança e do Adolescente sem nenhuma politicagem. E disse mais “A responsabilidade de cada um que exerce um cargo politico tem papel importantíssimo na vida da sociedade e de dar a devida atenção para cada criança e adolescente desse município, temos a confiança que no ano de 2012 o trabalho poderá ser feito com mais tranquilidade” falando da necessidade da harmonia dos poderes e da vida politica uma vez que os últimos anos a gestão da prefeita Bia Venâncio veio sofrendo fortes perseguições politicas.


A posse foi dada ao conselho pela prefeita Bia Venâncio  que na oportunidade falou da alegria de poder trabalhar junto com o conselho sem ter que enfrentar questões oposicionistas e que com isso que ganha é a sociedade que recebe um trabalho de assistência social de maior eficácia e qualidade. A  prefeita também pediu aos conselheiros que houvesse uma dedicação em apoiar mais ainda a luta para garantir os direitos da criança e do adolescente.


O único representante da câmara municipal foi o vereador Dr. Wilson que na ocasião foi indicado pela prefeita Bia Venâncio para que coordene o projeto de tratamento médico itinerante com objetivo de garantir a saúde e o bem-estar da juventude luminense.


Foram empossado como representante do Poder Publico:


1 - Secretária de Desenvolvimento Social – Titular: Augustus Gomes, Suplente: Ana Clara Furtado.


2 – Secretária de Educação – Titular: Maria Amelia Everton, Suplente: Neurimar Almeida.


3 – Secretária de Saúde – Telma Regina Oliveira, Suplente: Maria Zelia de Araujo.


4 – Secretaria de Orçamento e Gestão – Titular: Thiago Aroso, Suplente: José Benedito da Silva.





Empossados como conselheiros representando a Sociedade Civil:


1 – Associação Cultural e Desportiva do Red. Pirâmide – Titular: Deusimar Resende Lima, Suplente: Joelma Suzana Câmara.


2 – Centro de Apoio ao Idoso de Paço do Lumiar  - Titular: Raimundo Nonato Martins, Suplente: Maria Luiza do Nascimento Souza


3 – Associação de Mulheres de Paço do Lumiar – Titular: Rosinelia Ribeiro de Almeida, Suplente: Kátia Cristina Neves Bastos.


4 – Dança do Boiadeiro Impulso Coutry – Titular: Valdiene de Jesus de Sousa, Suplente: Dulcilene de Sousa
|



quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

LEIA NA ÍNTEGRA O POEMA ‘A VIRGEM DE SAINT LOUIS’ DA OBRA INÉDITA ODE TRISTE PARA AMORES INACABADOS DO POETA E JORNALISTA RIBAMARENSE FERNANDO ATALLAIA

A Virgem de Saint Louis

Mulher de Reis
Empregada dos Sarneys
Fêmea do Tudor
Lavadeira do Imperador
Acabou no portinho.
No ataque: cortesãs, meretrizes e rameiras; entre  a luxúria, a miséria e o prazer
Amiga da Rainha
Prima da Condessa
Vizinha da Nobreza
Filha amada do Senhor
Acabou no portinho.

Acabou no portinho
Vendendo vagina e flor

Acabou

no

portinho

Vendendo


vagina         

e

Flor.


1995


terça-feira, 3 de janeiro de 2012

        A FRAGILIDADE DE UMA OPOSIÇÃO CONFUSA

Sem capilaridade política, Oposição admite cenário evasivo nas eleições que se aproximam; grupos atrelados à ideia de vitória no pleito de outubro sequer conseguem chegar a um consenso em torno de um candidato às majoritárias
   
Por Fernando Atallaia
 Da Agência Baluarte

O encontro promovido pelo ex-prefeito Gilberto Arôso na última quinta feira em uma casa de eventos de Paço do Lumiar, deixou claro uma realidade que há muito vem se desenhando na cidade, por consequência do individualismo dos líderes da Oposição do município. Gilberto não poupou observações realistas quando perguntado sobre o cenário político local para outubro próximo. ’’ Estar tudo confuso, solto, não se sabe quem será o candidato e nem como será’’, disse.


As afirmações lacônicas do ex-prefeito encontram o coro dos mais atentos à conjuntura sociopolítica de Paço- para quem a perspectiva de um candidato forte(não desgastado) que concorra às eleições com a atual prefeita, a cada dia se torna uma possibilidade rara diante da desastrosa forma de se fazer oposição no município- e se fundamentam. O eleitor estar confuso e a Oposição ainda mais.

  1. Gilberto Aroso: ele preferiu os doces do almoço aos amargos da apavalhada Oposição 

Gilberto foi humilde e não ousou ser político. Era o clima das festas de fim de ano e um almoço dedicado à Imprensa local. Outra instituição que parece desassistida de subsídios noticiáveis e informativos, mas que vem tentando demarcar seu campo de atuação aqui e ali. Nomes expoentes do jornalismo de Paço, a exemplo dos colegas Chagas Freitas( Radar Luminense), Judson Carlos( Manancial Notícias), Fernando Atallaia(ANB Online), Moreira Neto( Blog do Moreira Neto), Júlio césar e Ronald(Blog Giro 77), Hilton Silva(Blog UMESP), Caula(Blog do Caula) e Aílton Baren estiveram presentes no encontro. A intenção da Imprensa certamente não seria noticiar o inoticiável, que por si só já é o óbvio: Paço do Lumiar respira os ares de um vazio proporcionado pela falta de representatividade 
quando o assunto é a Oposição da cidade.


Por outro lado, do encontro saíram todos satisfeitos e incompletos. A Imprensa de Paço sabe que tem a dura tarefa de dar visibilidade ao invisível contexto das iniciativas dos micro grupos de Oposição e sugerir mosaicos e alternativas à população do município, uma vez que o contraponto ao Governo não existe no imaginário do habitante nativo da cidade.  Corre o risco de perder a imparcialidade decerto, mas bem longe do trabalho de divulgação, ainda assim vem estimulando o debate em torno das eleições de 2012. 


O ex-prefeito Gilberto foi sincero. Ele sabe que ‘bater’ em prefeituras diariamente, na maioria dos casos, é o serviço sujo daqueles que almejam a cadeira do Executivo e não as melhorias sociais. Sabe também que Paço tem PRESSA, MAS QUE NÃO CAMINHA RUMO aos ‘ideais’ da confusa Oposição. Afinal de contas, ele também já foi prefeito.









Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB