terça-feira, 8 de novembro de 2011

Leia na íntegra o poema “As Mãos de Milla Jovovich’’, da obra inédita Ode Triste para Amores Inacabados de autoria do poeta e jornalista maranhense Fernando Atallaia

As Mãos de Milla Jovovich

Nada de extinção nem o tudo espalhado
Entre as mãos
Macacos me mordam eu morria e não sabia?
Quero o antídoto para sufocar as flores no Caixão

Antes que eu me plante entre o céu e a terra
E me congregue junto a eles
Quero as mãos de Milla Jovovich entre as pernas
As quero

Nada de inferno nem verão
Nada de inverno   outra estação que me seque
Tenho os relógios de um outro tempo os Ponteiros aos quatro ventos
Milla Jovovich: atriz protagonista do filme-série A Extinção;ela também extingue e incendeia  pelas mãos
Antes que eu me apague entre o ceú e a terra
E me congele entre eles
Quero as mãos de Milla Jovovich entre as pernas
As quero

Se não é pedir muito    as mãos me bastam
Pois pouco sou   entre as galáxias
Entre as púberes safras que tais mãos ensinam

Se não é pedir muito as mãos me bastam
Pois muitos sou   entre os poucos que ardem
                  Nas púberes camadas que    tais                 mãos                       germinam
                            
                                                                                                      2009
                          








Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB