segunda-feira, 9 de maio de 2011


Série Cultura na Cidade Balneária

Secretaria de Educação do Município ignora escritor
Antônio Miranda, pesquisador e escritor maranhense, nascido em São José de Ribamar, é ignorado por instituições como a Secretaria de Educação do Município, Instituto Geia e Cortez Editora, que publicam suas obras sem ao menos lançá-las. A distribuição é feita de forma clandestina, sem o conhecimento do autor, que também não recebe direitos autorais. Na cidade balneária, Miranda é a maior referência da história do município e até mesmo a igreja católica da cidade já o ignorou

Por Fernando Atallaia
Da Agência Baluarte
atallaia.baluarte@hotmail.com

Um escritor que sobrevive às expensas de migalhas distribuídas pelo descaso da Secretaria de Educação do Município de São José de Ribamar. Um humanista ignorado pelo próprio poder público que integra e promove. Um intelectual de caráter ufanista perceptível e de alta sensibilidade. Assim é Antônio Miranda, escritor e pesquisador das áreas da literatura, cinema, escultura, desenho e, sobretudo historiografia brasileira, em particular, a ribamarense. Um asceta da melhor linhagem dos prosadores à moda de Humberto de Campos e tantos outros.

O talento e a obra do artista Antônio Miranda estão sendo usurpados. A obra ‘São José de Ribamar (nossa história, nossa cultura e nossa gente- Cortez Editora, São Paulo, 2009)’ de autoria de Miranda, que teve  tiragem inicial  de 6.500 exemplares, está sendo distribuída aleatoriamente pela secretaria de educação do município sem a permissão do autor,  que teve direito a apenas vinte exemplares do total. Já o livro ‘A Lenda de São José de Ribamar’, lançado pelo Instituto Geia de São Luis, não reproduziu as ilustrações do contista nem tampouco fez o lançamento oficial com a presença do autor.

A secretaria de turismo da cidade informou desconhecer as razões pelas quais Miranda está sendo ignorado. A igreja católica local realizou o lançamento do livro editado pela Cortez e Antonio Miranda ainda recebeu um exemplar como leitor. Foi assim que o escritor soube que sua obra já estava em circulação. Miranda promove mostras temáticas e exposições culturais no Centro Municipal de Turismo e Cultura Alcione Ferreira, ligado às secretarias de turismo e cultura do município, onde é funcionário, de forma independente, sem apoio do executivo e suas respectivas pastas. Ao pedir apoio para promover eventos culturais, lhe é sempre negado o direito.

Os moradores do centro da cidade se condoem da realidade do artista, que apesar de sua vasta biografia na área do turismo e cultura, não têm espaço para desenvolver projetos na atual gestão. Para dona Lúcia Helena, moradora do bairro São Raimundo, Miranda é um talento que é humilhado constantemente pelos próprios membros do executivo. ”Ele já deu entrevista até para Globo, ele conhece a cidade mais do que ninguém, mas todo mundo que vêm aqui explora ele, o Antônio não têm espaço nesse governo que ai está, ele está sendo humilhado por eles que são dessas secretarias todas e pelo próprio prefeito da cidade’’, afirmou.





Nº de visitas

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores

Parceiros ANB