segunda-feira, 26 de setembro de 2011
Campeonato Brasileiro segue bailar e a liderança continua na mão do Vasco

Por Nielsen Furtado

Hoje início uma nova jornada em minha vida profissional. Pela primeira vez coloco-me na condição de comentarista de futebol. Tentarei ser o mais racional possível em um esporte passional, que colocou em minha vida uma das minhas mais sinceras paixões. Aqui durante esse tempo irei ater-me a comentar de forma particular os jogos e rodadas do Campeonato Brasileiro, posteriormente o futebol maranhense e em alguns casos específicos o globo futebolístico

O bailar do futebol é orquestrado por uma sinfonia sem igual. É chegar ao ápice épico através de um lance genial. Deco, esse foi o maestro de um lance magistral. Um “balãozinho”, apenas no modo de expressão, mas enorme na plasticidade e na condição desfavorável em que deixa o adversário. Ah, o futebol! Apenas esse esporte simples e festejado por multidões pode proporcionar cenas antagônicas como a “Balãozinho de Deco”, no Estádio Engenhão, Rio de Janeiro, na vitória do Fluminense em cima do Avaí.

Como um tenor em notas cada vez mais agudas, a garotada do Santos aproxima o time cada vez mais dos líderes. O futebol bailado pelos “Meninos da Vila” é leve e solto. A platéia vai ao delírio com dribles desconcertantes e brincadeiras que tornam o espetáculo cada vez mais sublime. Muricy Ramalho, o comandante da “Nau Santista” parece nunca ter passado em mares revoltos e ratifica que o trabalho, a competência e o respeito continuam sendo elementos ímpares para o sucesso. Resultado: AMG 1 X 2 Santos.

Aos demais, a inspiração ficou aguardando candidatos ao estrelado. Ronaldinho Gaúcho livrou o Flamengo de mais uma derrota, mas não da décima partida consecutiva sem vitorias. Placar Final: 1 X 1 com o Atlético Mineiro. Corinthians e São Paulo, jogo morno e sem grandes tenores, resultado: empate triste e melancólico, sem o brinde de nenhum gol aos torcedores. A polêmica da rodada fica por conta de Chicão, que se recusou a ficar no banco de reservas e foi sacado do time.

Entre outros resultados esperados, podemos poetizar, se assim a literatura nos permitir, a vitória significativa do “Coxa” sobre o Cruzeiro, pelo placar de 2 X 1. O Bahia em ritmo de Axé fica cada vez mais distante da “Zona do Rebaixamento”, e ontem sagrou-se vitorioso em cima do Atlético Paranaense: 1 X 0. O Figueirense e o Internacional fizeram jogo gelado, típico do Sul do país, e apenas repetiram o placar de Flamengo e Atlético Mineiro.

Hoje o Campeonato Brasileiro segue o seu bailar, e a rodada tem os seguintes confrontos: Palmeiras e Ceará; Vasco e Atlético - GO e; Grêmio e Botafogo.Para encerrar, gostaria de passar uma dica. Hoje às 21h, tem um grande confronto pelo Campeonato Argentino: Boca Juniores e Estudiantes. Vale à pena conferir. O clássico vai passar no Esporte Interativo, canal 15, TV aberta.

Nielsen Furtado é jornalista e comentarista exclusivo de Esportes de ANB Online



quarta-feira, 21 de setembro de 2011
O vereador Zé Lima (PSB) foi contatado pela equipe de produção de ANB Online esta semana e garantiu responder em 15(quinze) dias às perguntas propostas da Série Debates da agência de notícias maranhense. Alegando problemas de saúde, o parlamentar afirmou não sentir-se bem nos últimos dias e ratificou o interesse em participar da Série assim que acusar melhoras em seu estado de saúde e se reabilitar.

Gostaríamos, portanto de esclarecer aos leitores e a quem interessar possa, que o nosso interesse aqui em divulgar e propagar informações diz respeito unicamente ao objetivo de fortalecer a democracia e a pluralidade de opiniões que são pertinentes ao processo sócio-político em nosso Estado e Município.
    
Desta forma, não temos nem vislumbramos interesses politiqueiros e pessoais no processo em questão nem tampouco logramos de atos ou iniciativas sinistras no exercício de nosso trabalho. Aguardaremos ansiosos, como a grande maioria da população ribamarense a entrevista do legislador com as respectivas respostas e ao mesmo desejamos melhoras e rápida recuperação.
Equipe de Produção- ANB Online
segunda-feira, 19 de setembro de 2011
"José e Pilar" é o candidato português aos Óscares

"José e Pilar" é um documentário sobre a vida em comum do escritor e nobel português da Literatura, José Saramago, e da sua companheira de décadas, a jornalista luso-espanhola Pilar del Río

Por Valquíria Marinho
Correspondente de ANB Online em Portugal

O documentário "José e Pilar", de Miguel Gonçalves Mendes, é o candidato português aos Óscares de Hollywwod, informa o Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA).
Co-produzido pelos realizadores Fernando Meirelles e Pedro Almodóvar, que são membros da Academia Americana de Artes e Ciências Cinematográficas, "José e Pilar" é um documentário sobre a vida em comum do escritor e Nobel português da Literatura, José Saramago, e da sua companheira de décadas, a jornalista e tradutora luso-espanhola Pilar del Río.  
 
 
O filme foi o escolhido para representar Portugal na corrida à nomeação para Melhor Filme Estrangeiro, por uma comissão composta por representantes de associações do setor, previamente submetida à aprovação da Academia Americana de Artes e Ciências Cinematográficas, anunciou o ICA, em comunicado.
 


José Saramago e Pilar Del Río: produção mostra a relação de amor pontuada pela literatura e obra do escritor português
Estreado em Portugal, Espanha e Brasil, o documentário será distribuído nos Estados Unidos pela Outsider Pictures, disse, recentemente, o realizador Miguel Gonçalves Mendes. Porém, segundo o cineasta, a estréia nos Estados Unidos só deverá acontecer em Abril. Ora, só são candidatos a uma nomeação para os Óscares de 2012 os filmes que estréiam em salas nos Estados Unidos entre 1 de Janeiro e 31 de Dezembro de 2011.  
 
 
A petição pública dirigida ao ICA que foi criada na Internet pedindo que "José e Pilar" fosse o candidato de Portugal a uma nomeação para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro somou, até hoje, 2.439 assinaturas. 
 
 
 
Os nomeados para os Óscares de 2012 serão conhecidos até  24 de Janeiro. A cerimônia ocorrerá no dia 26 de Fevereiro em Los Angeles, Califórnia. Portugal nunca conseguiu uma nomeação para o Óscar de melhor filme estrangeiro. Em 2010, o candidato de Portugal nesta categoria foi "Morrer como um homem", de João Pedro Rodrigues.

Valquíria Marinho, poeta e escritora, ex-fundadora do Grupo Carranca de Poesia em São Luis, mora em Portugal e é correspondente de ANB Online na Europa

sábado, 17 de setembro de 2011


A GERAÇÃO INVISÍVEL

Com a visão voltada para a conjuntura cultural do Estado, o músico Riba Salgueiro deflagra restrições com sua geração.

Por Fernando Atallaia
Da Agência Baluarte
atallaia.baluarte@hotmail.com

O cantor e compositor Riba Salgueiro passeia livremente por uma diversidade de ritmos e gêneros musicais desde a década de 90. Defensor ferrenho da nova geração de artistas da Música Popular Brasileira no Maranhão, Salgueiro atribui à Secretaria de Estado da Cultura e seu titular Luis Bulcão,  a ausência de programas culturais consistentes que contemplem a música local em sua totalidade.

De acordo com o compositor, a Secretaria de Estado da Cultura é ineficiente no que diz respeito à atual conjuntura artística maranhense, voltando suas ações somente para datas festivas específicas. ’’ Não se tem projetos no campo da música, poesia e demais manifestações do pensamento, o que interessa é essa coisa passadiça do Carnaval e São João, que na programação da Secretaria é altamente excludente, por não mapear e inserir os artistas da Geração 90’’, salientou.

Críticas Pertinentes- Quando perguntado sobre a geração a qual se refere, Salgueiro faz questão de citar artistas como Chico Nô, Eliseu Cardoso, Fran Moreira, Beto Ehongue, Lívia Amaral, Nato Silva e F.A, representantes do que designa como a Geração 90 da Música Brasileira no Maranhão.” Não há visibilidade para a produção da minha geração e a Secretaria tem barrado os projetos de discos colocados por nós, com a clara intenção de silenciar os nossos trabalhos’’, afirmou.


Luis Bulcão:péssima gestão à frente da Secretaria de Estado da Cultura do Maranhão
Outra questão levantada pelo músico  diz respeito ao monopólio cultural imposto pela Secretaria em eventos organizados pelo titular da pasta, o que segundo salgueiro, tem causado desconforto nos cantores da nova geração.”Percebemos que há a supervalorização de músicos das décadas de 70 e 80, o que na prática são muitas apresentações para poucos e muitos sem nenhuma apresentação, é a famosa panelinha, todos os anos os mesmos nomes estão lá na lista da Secretaria, é lamentável’’, desabafou.

A relação entre artistas que antecedem a Geração 90 com a política cultural estabelecida pela Secretaria de Estado da Cultura é outro aspecto que o compositor ressalta de forma veemente, a quem faz críticas expondo itens qualitativos e demarcando seu posicionamento a partir de avaliações comparativas. Para Riba Salgueiro ‘’o nível da canção da grande maioria dos compositores das décadas passadas estagnou no comodismo da falta de criatividade por obedecer a sistemas de grupos políticos que determinam o conceito cultural maranhense, o que para ele, enfraquece a tradição artística do Estado.

MIGRAÇÃO FORÇADA

O músico Josélito Matozão, outro questionador das medidas adotadas pela Secretaria de Estado da Cultura, desprendeu vários anos de sua vida no intuito de construir um caminho profissional dentro do contexto musical maranhense até confrontar-se com as adversidades do meio artístico  local.” O secretário de cultura, Luis Bulção, paga uma fortuna paras as bandas de fora e o artista do Estado quando se apresenta não recebe cachê digno, essa Secretaria  valoriza é o povo de outros estados que nem artistas são, os maranhenses que fazem a música aqui são desprezados, isso ai é Secretaria do Pará, da Bahia, do Ceará, menos do Maranhão, nós somos obrigados a tocar outros estilos porque se tocamos nossa própria música eles não dão valor, ai é o jeito cantar outros gêneros para sobreviver’’, afirmou.
Músicos como Matozão que pensam em fazer uma carreira artística no Estado tem migrado constantemente para outros gêneros musicais, perdendo a identidade e o compromisso com o patrimônio cultural maranhense. Salgueiro lamenta a situação em que se encontra Matozão, que para ele, é um talento promissor que foi impedido de unir-se à sua geração em razão do descaso, que segundo o artista, é imposto pela Secretaria.” A Secretaria de Estado da Cultura na gestão de Bulcão virou as costas para a nova geração da música brasileira neste Estado, não interessa a ela e nem a seu secretário, contextualizar  a Geração 90. Iniciativas como o Projeto Festiveiros, que mostram boa parte da produção desses grandes compositores, não tem o respeito que deveria ter, em contrapartida toda forma de entretenimento barato é apoiada’’, concluiu.
A reportagem tentou contatar a Secretaria de Estado da Cultura para obter esclarecimentos sobre as denúncias, mas nenhum telefonema foi atendido até o fechamento dessa matéria. Em seguida, tentamos entrar em contato com o titular da pasta mas o telefone se encontrava fora de área ou desligado. As informações que obtivemos davam conta de que o secretário estava viajando e não se sabia ao certo o dia em iria chegar.

 

sábado, 10 de setembro de 2011
    Coluna do Fernando Atallaia
   Cultura, Política e Economia 
     
         E-mail: atallaia.baluarte@hotmail.com               
  Reproduzida simultaneamente nos jornais A Tarde, Correio de Notícias, Portal do Maranhão e Tribuna Popular Luminense
            ANB Online realiza reportagem especial em Santa Inês
A equipe de reportagem da Agência de Notícias Baluarte-ANB Online viajou na manhã da penúltima sexta-feira (2) à cidade de Santa Inês e realizou reportagem especial com enfoque voltado para a realidade sócio-política daquele município. Acompanhado do repórter-fotográfico Éder Soares e da produtora Isabela Costa, o editor especial Fernando Atallaia visitou as principais comunidades da cidade e ouviu as reclamações e reivindicações da população local. A reportagem completa  já pode ser vista no portal da agência de notícias  e nos seguintes jornais: Tribuna Popular Luminense e Portal do Maranhão.
               Odeon Arte e Sabores movimenta a cena cultural em São Luis
A casa de shows Odeon Arte e Sabores localizada no Centro Histórico da capital maranhense vem movimentando, nos últimos meses, a cena cultural ludovicense com shows temáticos e peças teatrais, além de perfomances poéticas e iniciativas conceituais no campo da Arte e da Cultura. Por lá, já passaram nomes como Tássia Campos e Milla Camões (cantoras e compositoras), Lúcia Santos (poeta), as bandas Beto Ehongue e Canelas Pretas e Instrumental Rinald Jazz Trio. A programação da casa é semanal e os ingressos são vendidos a preços populares ou por reserva antecipada. Uma boa pedida para quem curte música e se liga em entretenimento de alta qualidade!
       Chegando o dia do Reggae Roots tomar conta do Tijupá Queimado em São José de Ribamar
O bairro Tijupá Queimado em São José de Ribamar(onde os Supermercados Mateus ficam localizados) será o palco de um grande evento de Reggae Roots que acontecerá no próximo dia 25(domingo) na chácara La Barca. Reggae Gêneses promete realizar um tributo aos expoentes do gênero musical em todos os tempos. Gente como Bob Marley, Peter Tosh, Burnie Spear e Jacob Miller são alguns dos nomes que estão na lista de homenageados. As equipes Black Time e Baluarte que tem à frente os Djs Augusto Fofinho e Ivan Morais, já confirmaram a presença dos Djs convidados Victor Hugo(Projeto Reviver) e Evandro Thiago, além de artistas do Reggae produzido no Estado. Em reta final de organização, os ingressos para o evento ainda continuam sendo vendidos pela BPC Produções no seguinte telefone: (98) 8217-1161. Se você ainda não adquiriu o seu, não perca tempo!
    Baiano e PHS se lançam no debate em torno das eleições de Paço em 2012
O Partido Humanitário da Solidariedade-PHS e o empresário do ramo da construção civil Baiano se lançaram, nas últimas semanas, de forma incisiva no debate das eleições majoritárias de Paço do Lumiar para 2012. Com adesão de grandes nomes da política local como o empresário Wendel Moraes, a sigla partidária está protagonizando e capitaneando o movimento de oposição à atual administração do município. O encontro realizado no bairro Maiobão, um dos mais populosos de Paço, ratificou o objetivo do Partido e do empresário  em deflagrar uma frente que respalde os interesses da população a partir do próximo pleito. Na presença do presidente estadual Raimundo Filho, Baiano- que vem sendo cotado para ser vice na composição do movimento em 2012-, afirmou que o seu interesse em participar do novo projeto voltado para Paço é uma realidade. Perguntado sobre a posição que ocuparia, o empresário foi enfático em citar o Legislativo Municipal como sua prioridade nas eleições que se aproximam. Agora é só aguardar!

Baiano:empresário desponta como um dos grandes nomes da política luminense para 2012
      Canto da Ema no Maiobão é destaque entre casas de música da Grande Ilha
O Coletivo Cultural Canto do Ema localizado à Av 13 no Maiobão em Paço do Lumiar já se tornou referência da música de qualidade naquele município. Culinária impecável e artistas autorais são as bandeiras da casa de cultura. Dirigida pelos músicos e cantores Paulo Piratta(Pedreiras) e Lukas Pop(São Luis), O Canto da Ema tem programação diversificada e logra da presença de nomes importantes da musicalidade brasileira no Maranhão. Hoje na região da Grande Ilha(São Luis, São José de Ribamar, Raposa e Paço), o ambiente é um dos que mais se propõem a difundir trabalhos de cantores e compositores do Estado, com especial atenção para as gerações mais recentes de artistas. Para o público apreciador da boa música, O Canto da Ema funciona às sextas, sábados e domingos e as mesas podem ser reservadas pelo telefone (98) 8858-0825. Por hoje é só. Tenham uma ótima semana e que Deus nos abençoe a todos!











  
               

POESIA SEMPRE!
Leia na íntegra o poema ‘ Vivi Fernandes e Lara Stevens devorando Hilda Hilst’ da obra inédita Ode Triste para Amores Inacabados do poeta e jornalista maranhense Fernando Atallaia
Vivi Fernandes e Lara Stevens devorando Hilda Hilst
Precisamos de um quarto escuro para olhar a claridade que temos ao nascer
Um tango argentino para sentir a fundo o balé de pernas desejosas
Nada seria tão úmido e farto nada de mal conteria o olhar de uma menina invadindo Sentidos silenciosos

http://bl.definebabe.com/6/62/17626/01.jpg
Lara Stevens: sentidos silenciosos
Despertai das entranhas do desejo olho meu corpo meu
Falo meu
Falo de amor nessa hora

Estátua em movimento desbunde em rotação
Minha mão inspira seios de lolitas e ninfetas
E que seja errante esse ser que busca 

Vivi:
''despertai das entranhas do desejo olho meu corpo meu
falo meu''
Ao encontro de Vivi Fernandes e Lara Stevens levo um poema que baba
Chupo o verso da vulva insaciável e Hilda dorme para me sugar enquanto gozo
Chupo e  caio
Devo ir agora antes que o mundo se acabe.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

As disparidades sociais e o desprezo na Ponta da Linha
Conhecida nos primórdios como "Ponta da Linha", a cidade de Santa Inês, localizada na região do Vale do Pindaré a 243 km de São Luis, amarga com o descaso do Poder Público Municipal e ausência total de políticas públicas; população se vê acuada sem qualidade de vida, programas sociais e perspectivas de Emprego e Renda
Por Fernando Atallaia
Da Agência Baluarte

A equipe de reportagem da Agência de Notícias Baluarte-ANB Online, formada pelos repórteres Fernando Atallaia (editor), Isabela Costa (produção) e Éder Soares (fotografia), chegou a cidade de Santa Inês na tarde da última sexta feira (2) para estrear a série Cidades Abandonadas do portal de notícias maranhense. E para surpresa da equipe, as denúncias chegadas ao site de ANB Online, além de procederem somaram-se a muitas outras.  Na entrada da cidade, o descaso e o desprezo são os cartões-postais, que inicialmente, se apresentam aos visitantes em forma de ruas e avenidas sem fluxo e sinalização para pedestres e automóveis.
Os mais de 82 mil habitantes de Santa Inês, que sofrem com a ausência de programas sociais voltados para a geração de emprego e renda, são em sua maioria os mesmos moradores do município, que sem perspectiva, engrossam a realidade do trabalho infantil e do subemprego naquela cidade. A cada esquina, crianças vendendo bombons e adultos fazendo fretes dentro de uma informalidade que beira a exploração do povo pela administração pública local, sinalizam para uma realidade desigual que em Santa Inês é percebida nos seus 768 km2 de área territorial e em toda sua abrangência sócio-econômica.
Comunidade abandonada de Santa Inês: ruas invadidas por água poluída e dejetos são uma constante na cidade
A gestão do prefeito Raimundo Roberth  Bringel, pontuada pelo descontentamento da população, caminha para o revés de sua própria atuação e é vista com desconfiança pelos moradores de inúmeros bairros da cidade. No sábado (3), a reportagem visitou algumas comunidades da periferia de Santa Inês e se deparou com reclamações, as mais diversas, no contexto da infra-estrutura e da saúde pública municipal. Cláudio Cantanhêde, morador antigo do bairro Parque Santa Cruz, conta que a prefeitura de Santa Inês desconhece o conjunto habitacional desde sua fundação.” Nada é feito aqui desde o surgimento do bairro;os esgotos passam pelas ruas e o prefeito ainda nos trata mal quando procuramos nossos direitos;a secretaria de obras fica ao lado das ruas esburacadas e eles fingem não ver o nosso sofrimento, é muito descaso com o povo da cidade’’, afirmou.
Parque Santa Cruz: moradores são tratados com desprezo pela prefeitura
Outra moradora do bairro prejudicada pelo desprezo patrocinado pela atual administração, a dona de casa Francisca das Chagas, assinala que o risco de contágio por doenças infecciosas é um  problema, dentre tantos,  que vem assombrando as localidades e os habitantes dos  povoados e comunidades de Santa Inês. ''Temos que ajeitar as ruas com nosso próprio dinheiro; as crianças brincam em contato com água de esgoto, ratos, baratas e até dejetos; me preocupo com meus filhos e por vezes já fui a prefeitura, mas chegando lá o prefeito nem recebe a gente, ele só sabe é ser ignorante e tratar mal o povo'', disse a dona de casa.
Prefeito Raimundo Roberth Bringel: administração excludente e duvidosa
Santa Inês é um dos maiores municípios maranhenses e juntamente com cidades como Pindaré, Igarapé do Meio, Santa Luzia e Vitorino Freire compõe a chamada Região Central do Maranhão. Mas na prática, a cidade ainda vive os dissabores de uma gestão excludente, autoritária e despótica, frutos da má administração pública local, que de acordo com moradores, é pautada nos interesses pessoais daqueles que governam e dirigem o município.







Nº de visitas

Confira a hora certa!

Central de Atendimento

FAÇA PARTE DA EQUIPE DA AGÊNCIA DE NOTÍCIAS BALUARTE

Denúncias, Sugestões, Pautas e Reclamações, ligue:
(98) 9 8767-7101

E-mail:
agencia.baluarte@hotmail.com

atallaia.baluarte@hotmail.com


Sua participação é imprescindível!

Nossos Seguidores